Prefeito Célio de Oliveira aprova aumento no valor da água. Veja o percentual!

(Last Updated On: 30 de junho de 2017)

O prefeito Célio de Oliveira (PSDB) autorizou o aumento em 10% nos valores da água e do esgoto no município de Penápolis. A nova tarifa valerá a partir do dia 1º de julho. As informações são no decreto municipal 5537 de 14 de junho, mas, somente publicadas nesta quinta-feira (29).

O início do mês, o Conselho Deliberativo do Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis), em reunião ordinária aprovou o reajuste anual da tarifa de água em 19,86%. O valor é referente a defasagem de 11,27% do ano de 2015, sendo que o prefeito Célio de Oliveira (PSDB) vetou o aumento no ano passado, mais o acumulado de 8,59% de 2016 e que será repassado neste ano.

Entre as justificativas, o Daep explica que os gastos com a folha de pagamento foram de mais de R$ 12 milhões, representando 49,89%, mas dentro do valor prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal de 54%.

Em comparação, o Daep divulgou que em 2014 com 317 servidores a despesa anual era foi de R$ 10,6 milhões. Já em 2016, com 7 funcionários a menos a folha ultrapassou a casa dos R$ 12 milhões. Havendo um acréscimo de 3,91% ocasionadas por causa dos abonos salariais, adicional de tempo de serviço e de horas extras e uma diminuição de 1,90% na quantidade de pessoal.

Entre outros motivos para propor o aumento, neste ano, a administração interina concedeu aumento salarial de 5,44% dividido em três parcelas – um impacto de R$ 39 mil mensais, que em sete meses totaliza R$ 273 mil.

Também o aumento da energia elétrica que pela informação deverá atingir em média 1,06%, como também, o recente aumento dos valores de combustíveis e de produtos para o tratamento da água.

Valores
Um imóvel com o consumo médio mensal mínimo de 5 metros cúbicos passará a pagar, com o reajuste, R$ 18,55 (água e esgoto), contra os atuais R$ 15,48.

Ainda assim, conforme os estudos elaborado em janeiro pelo departamento, a água em Penápolis continuará a de menor valor cobrado entre várias cidades da região.

Pesquisa de mercado feita pelo Daep, revelam que em Lins o consumidor paga pelos mesmos 5 metros cúbicos R$ 36,90. Em Araçatuba este valor é de R$ 30,24 e em São José do Rio Preto paga-se R$ 23,80.

Foto: Reprodução/TV TEM