fbpx

Olhar crítico? É para além disso!

A Feira | Foto tirada para o concurso de fotografia “Cena Centenária” do Museu Histórico.
Na edição deste domingo (29), do Jornal Interior, o colunista Gilberto Barbosa, que assina a coluna “Olhar Crítico” lembrou de uma postagem que fiz aqui no blog onde eu pedia ao leitor que “adotasse um vereador”. Na matéria, usei dados do próprio site da Câmara Municipal de Vereadores de Penápolis, fiz uma análise crítica dos trabalhos dos vereadores, que legitimamente foram eleitos pelo povo e, para o povo deve satisfações do que fazem, tanto com projetos que beneficie o coletivo, bem como, dos gastos da casa legislativa. 

Na coluna ele expressa que “surgiu uma hipótese ao mesmo ser postulante a um cargo de vereador nas eleições de outubro” e, que se confirmasse, as minhas abordagens poderia estar “contaminadas ideologicamente”. Sobre essas afirmações quero lembrá-los que estou me formando este ano no curso de jornalismo e, que tentei ao máximo ser isento. Tanto que ideologicamente comungo das mesmas propostas do vereador Zeca Monteiro (PT), mas não aliviei e expus que o mesmo, juntamente com o vereador Célio de Oliveira (PSD), não aprovam um projeto desde 2009. 

Se vou ser ou não candidato a vereador isso não deveria estar em questão nesta matéria que escrevi, pois, todos deveriam se preocupar com os gastos e também com os investimentos que nossos representantes fazem com um dinheiro que é público. Quero lembrá-los que quanto mais as pessoas odeiam política e se afastam dela é aí que as pessoas que gostam fazem o que querem. Nós temos muitos exemplos aqui no Brasil. 

Amigos, nós deveríamos discutir política e sermos críticos com ela, mas é uma mentira que devemos ser neutros para analisar este universo. Gostaria muito que todos os outros jovens na cidade pudessem estar num partido político e lá dentro propor uma nova política. Uma política que pudesse pensar no coletivo e que sempre beneficiará à todos e não somente um grupo. Infelizmente somente a JSB (juventude socialista brasileira) é constituída em nossa cidade. Como eu gostaria que tivesse as juventudes do PT, PDT, PV, PSDB, DEM, PSD, PPS, PR, PSOL, PC do B, PRB, PP, PTB, PMDB, entre outros. 

Tive algumas experiências em conjunto com outros grupos de juventude partidária, como por exemplo na cidade de Araçatuba, onde o governo municipal daquela cidade, está montando o Conselho Municipal de Juventude com alguns equivocos. As juventudes da JSB, da UJS (PC do B), JPSDB, JDEM, se uniram para propor algumas alterações na estrutura do conselho. Isso chama-se maturidade política. Tenho certeza que quando a cidade tiver isso os paradigmas políticas dessas cidade mudará. E o interesse será maior pela nossa cidade. 

Gilberto, me corrija se estiver errado, mas tu quis dizer que “devemos” evitar palavrórios e verborragias ocas, para não sofrer consequências dentro do processo político amanhã? Se for, quero lhes dizer que não tenho mais medo disso, já sofri com isso e não mudei, prefiro dormir com minha consciência tranquila no travesseiro. 

Espero que haja muitas outras ações que possam refletir sobre o desempenho de nossos líderes, pois só assim eles não se acomodarão com suas ações e poderão sempre melhorá-las. Abraços! 

Fórum Municipal de Juventude de Araçatuba.

Usando a tribuna no lançamento do Fórum Municipal de Juventude de Araçatuba

Na última sexta-feira (20), estive em Araçatuba, interior de São Paulo, para cumprir algumas agendas. 

Sai daqui de Penápolis, por volta das 10h30, assim que cheguei fui direto ao UniSalesiano assinar minha rematrícula do primeiro semestre. Mesmo vindo de fora, tive que esperar dar o horário de atendimento que era às 13h. Ainda bem que resolvi tudo em 15 minutos, aliás, não resolvi nada. Pois os créditos das minhas matérias ainda estavam erradas e só vai corrigir no início de fevereiro, com a volta das aulas. 

Quando sai do UniSalesiano, fui direto a Prefeitura de Araçatuba, cumprimentar meu Presidente da Juventude Socialista Brasileira (JSB), da cidade de Araçatuba, o jovem, Lucas. Conversamos um pouco e ficamos de nos encontrar no Fórum Municipal de Juventude de Araçatuba. 

De lá, fui até a Secretaria Municipal de Participação Cidadã, rever meus amigos, principalmente, o Secretário Alex Lapenta, mas não pode me receber. Saindo de lá, reencontrei o camarada Éder Martins, que atualmente é Diretor do Departamento de Afirmação de Direitos da pasta, ele também foi na 2ª Conferência Nacional de Juventude. 

Fui também a Câmara de Vereadores para conversar com minha professora orientadora Ana Paula Saab, ela é assessora parlamentar do vereador Arlindo Araújo (PPS). Nosso encontro foi para acertar nosso tema para o TCC. Vamos mesmo mergulhar no mundo poético de Cora Coralina. Poetisa brasileira que teve uma pequena passagem pela nossa centenária cidade. Cora só foi publicar seu primeiro livro aos 75 anos, não é incrível?

Também encontrei com o vereador Papinha (PSB), que está fazendo ótimo trabalho naquele município, além de apoiar integralmente as Políticas Públicas de Juventude. Foi autor do projeto que cria a Semana da Juventude em Araçatuba. 

Fórum Municipal de Juventude

À noite, na Câmara Municipal de Araçatuba, houve o lançamento do Fórum Municipal de Juventude. Estiveram compondo a mesa no lançamento, o Prefeito Cido Sério, a primeira-dama Cidinha Lacerda, o Secretário de Participação Cidadã, Alex Lapenta, o Coordenador de Políticas para Juventude, Walmir e a vereadora, Durvalina Gomes (PT).

Para o secretário, Alex Lapenta, o Fórum ele é livre, pois qualquer jovem pode ter direito a voz e voto nas decisões que o mesmo deliberar. Tenho certeza que assim o Fórum vai ser um sucesso. 

As forças políticas estavam lá representados: JSB, UJS, JPT, JDEM, JPSDB, Demoley, Rotaract e  Escoteiros. 

Tive a oportunidade de usar a tribuna e parabenizar pelo belo trabalho da secretaria esta fazendo para efetivar as políticas de juventude. Lembrei-os também que foi uma luta para realizar a Conferência Municipal de Juventude, mas que com certeza, rendeu frutos, estes frutos, foram a efetivação de um coordenador de juventude, a ida de jovens araçatubenses para as conferências Regional, Estadual e Nacional. E me coloquei a disposição para ajudá-los no que preciso.

Sucesso para mais um Fórum da Juventude instaurado no Estado de São Paulo.

Programa de TV: Penápolis que você merece.

Na última terça-feira, eu estive na Plis TV – Canal 10, juntamente com a Dona Vilma (Lembra dela? Ela é a mesma Vilma que teve um hit muito famoso na eleição passada: Vote na Dona Vilma, Vote na Dona Vilma…lembrou?) Fomos ao programa “Penápolis que você merece” com a apresentação de Durval Correa Leite, o famoso, Tuca. 
Falamos sobre Penápolis, sobre projetos voltados para cidade; eu falei sobre cultura, sobre juventude; a Dona Vilma, falou sobre o trabalho dela na prefeitura, trabalho na igreja (programa de rádio Zoar), como líder comunitário do Jardim Del Rey. 
Foram 40 minutos muito agradáveis, onde conseguimos discutir muito sobre assuntos relevantes como mulher e segurança. 
Veja o vídeo e depois deixe seu recadinho. 

Entrevista para o jornal O Estado RJ

Vou replicar aqui matéria do Jornal O Estado RJ que publicou uma reportagem sobre a “morte” da rede social Orkut e a ascensão do Facebook. Nela eu fui um dos entrevistados e deixei minha opinião sobre o assunto. Então dê uma olhadinha! 

O ocaso do orkut e a ascensão da rede de Zuckerberg

Por que uma das principais redes sociais permanece em estagnação enquanto outras crescem no Brasil?


Quando se fala em rede social, é fácil lembrar da recente ascensão do Facebook e, em contraponto à invenção de Mark Zuckerberg, a vertiginosa e inesperada queda do Orkut, do site de buscas (entre outros inúmeros negócios no mundo virtual e real) Google. O produtor cultural Ricardo Faria é um dos que acredita que no Brasil o Orkut ainda não ‘morreu’ porque foi a primeira rede que realmente “pegou” no país. Ricardo é um dos muitos usuários de um endereço eletrônico que reinou quase que sozinho quando se falava em rede social e relacionamento na internet.


Constatações como a do produtor cultural devem tornar confusa a mente de muita gente que usa redes sociais no território brasileiro. Para Ricardo, usuário do Orkut – que outrora foi o Facebook de agora – a migração para a rede de Mark Zuckerberg está crescendo a cada dia devido a inovação que o site proporciona. “Existe uminvestimento enorme do Facebook em consolidar a rede no Brasil e na América Latina e também está ocorrendo uma orkutização dentro do Facebook para que possam ganhar esses novos usuários”, afirma.

Por que o Orkut acabou? E será que acabou mesmo?

Mas será só a rede de Mark Zuckerberg o motivo que estragou o legado das redes sociais construído pelo Orkut nos últimos anos? “Eu acho que o Orkut perdeu os fãs porque ficou superado. Mesmo com a nova versão, era meio complicado usar, pois nem sempre se conseguia mandar mensagens para os amigos. Além disso, toda hora um amigo reclamava que o perfil tinha sido invadido, que roubaram fotos e que descobriram a senha. Acho que isso é uma questão de segurança e deconfiança. Quando se perde a confiança fica complicado”, destaca outro usuário do Orkut, o poeta Valdeck Almeida de Jesus.


Em tempos de respostas imediatas, geração Y, estresse pós-traumático, ninguém quer ficar esperando. Talvez aguardar por um scrap também não seja uma boa ideia. Para ilustrar essa questão, uma declaração de Valdeck parece resumir toda a situação. “No Facebook, por exemplo, é tudo muito mais na cara mesmo, escancarado, do jeito que a moçada gosta. Num tempo em que milésimos de segundos são valiosos, ninguém quer ficar uma vida esperando por uma resposta, como acontece no Orkut”, sugere.

‘Vai na frente que eu te sigo’, disse o Twitter

De acordo com uma pesquisa realizada pela Consultoria Gartner, o Orkut ainda domina o uso de redes sociais no território brasileiro. Apesar disso, de uns 3 anos para cá, a popularidade de redes sociais, como Twitter e Facebook, cresceu muito. A pesquisa ouviu 581 pessoas no Brasil, constatando que o Orkut ainda é o líder de usuários, seguido pelo YouTube e pelo Facebook.


Entretanto, o alto índice de poluição visual, com suas mensagens ‘brilhantes’, ou recursos de teor pouco atrativo parece estar levando os milhares de usuários do Orkut para contas em universos de 140 caracteres (twitter) ou para a terra de Mark Zuckerberg. No entender dos usuários, aspectos como visual, facilidade no uso, instantaneidade nas respostas etc engrandeceram redes como Facebook. “Se você posta algo no Face, no mesmo instante a informação é compartilhada para todos os perfis com os quais você mantém relacionamento. No Orkut isso também acontecia, mas de forma muito tímida. E as pessoas tinham que ficar procurando, procurando”, afirma Valdeck. 

‘Me dê motivo para ir embora’, disse o Orkut


E quais podem ser os motivos que estão levando a uma debandada do Orkut? Para a administradora de empresas Melissa Martins, que ainda possui conta no site, a página do Orkut tem o visual um pouco poluído, porém se houvesse os mesmos recursos desta em outras redes sociais, as pessoas também as usariam, independentemente do poder aquisitivo que creditam ao Orkut – outro fator que aliam à baixa popularidade da rede social atualmente.


A usuária acredita que este não seja o motivo da afirmação de que hoje o Orkut é voltado para uma classe economicamente menor. Para ela, o motivo que pode haver é que outras redes sociais têm uma complexidade maior que o Orkut. “Informações que outras redes solicitam para serem expostas como, por exemplo, graduação, idiomas, não que seja obrigatório o usuário colocar, mas que uma pessoa por ter baixo poder aquisitivo não tem acesso talvez a deixe desconfortável em sair do Orkut, que você não precisa expor tanto da vida pessoal”.


Paula de Castro é coordenadora de comunicação e marketing em um site de compras coletivas. A profissional considera que não só o fato do Facebook ser mais intuitivo e organizado causou a ascensão, mas quando não se dá motivo para as pessoas conversarem entre elas a rede social tende a ficar obsoleta. Para Paula, é preciso saber usar a mesma linguagem de quem participa das principais redes sociais e indicar informações que atendam suas necessidades. “Um exemplo ocorre no Orkut, onde encontramos mais estudantes do ensino médio e mulheres. Mas no Facebook estão os profissionais já formados”, ilustra Paula.


Sobre um futuro para a rede social, a profissional é categórica. “Se houver um melhor aproveitamento do modelo de interação que respeite as características dos usuários desta rede social, haverá sim”, conclui Paula.

Campanha Adote um vereador!

Por Ricardo Faria

Vereadores na sessão da Câmara Municipal de Penápolis
Na última sexta-feira (06), a assessoria de imprensa, da Câmara Municipal de Penápolis, publicou um balanço das atividades do ano de 2011. Segundo a matéria https://migre.me/7vqd9, foram discutidos mais de 100 projetos, foram apresentados quase 400 requerimentos, mais de 550 indicações e mais de 160 moções. Na reportagem, a assessoria também publicou o quanto a Câmara devolveu a Prefeitura Municipal, foram mais de 320 mil reais.

O que a matéria não explicou é que no final de cada ano, a Câmara é obrigada a devolver o dinheiro “economizado” durante os meses de 2011.  Destacamos a palavra economizado, pois a própria Câmara não disponibiliza em seu site, os gastos de toda o legislativo como: Gastos com funcionários, valores de gastos com mobiliário (que por sinal trocam todos os anos), bem como, a troca das gramas na frente da Casa Legislativa. 

Os únicos dados disponíveis são: Os gastos de cada vereador com as viagens, além de, telefone e Correios. Há também a divulgação dos projetos, requerimentos, indicações e moções de cada edil. 

Motivado pela reportagem, buscamos detalhar as informações que contém no site da Câmara, como a quantidade de projetos, requerimentos, indicações e moções de cada vereador. O que analisamos está registrada na planilha, que está disponível para download neste link https://migre.me/7vtbU.

Algumas informações chamam a atenção, os vereadores Célio de Oliveira (PSD) e José Carlos de Aguirre Monteiro (PT), estão desde 2009 sem aprovar nenhum projeto. Se contabilizarmos mais requerimentos, indicações e moções, o vereador do PSD, entra na lista como o vereador que menos produziu na Câmara Vereadores de Penápolis no ano de 2011.

O vereador Célio de Oliveira, pode estar entre os menos produtivos, mas dá lição na hora de gastar o dinheiro público. Está na lista de vereadores que menos gastaram com telefone, no ano passado. Está em 4º com R$ 19,97, antecedido por Zeca Monteiro (PT) em 3º com R$ 15,54, por Nardão Sacomani (DEM), na 2º colocação com R$ 2,16 e o mais econômico vereador, o primeiro da lista com R$0,00, o Dr. Rodolfo (PV).  Já na lista de gastão, está o vereador Caíque Rossi (PSD) com R$ 3.203, 20. Se somarmos os gastos de telefone de todos os outros vereadores não atingi o valor que o vereador gastou sozinho.

Na lista de gastos de viagens, analisamos algumas curiosidades. Vocês sabiam que a diária de um vereador em viagem é de R$159,69? E que teve vereador que foi para São Paulo duas vezes fazer curso de padaria artesanal? 

O vereador que mais gastou em viagens foi o edil Hugo Crepaldi (PDT) com R$ 6.747,69, em segundo, o presidente da câmara, Nardão Sacomani (DEM) com R$ 5.073,33. O vereador Zeca Monteiro (PT) é o vereador mais barato do legislativo, pois neste ano, não gastou nada em viagens. Outro que tem destaque também é vereador Tiquinho (PSDB) que gastou menos de 100,00 reais em viagens. 

Então fique de olho neste ano de eleição e entre na campanha ADOTE UM VEREADOR! E acompanhe o que ele está fazendo com a nossa cidade. Eu já adotei o meu e você?

Vereadores da 22ª legislatura | 2009 – 2012

Caíque Rossi (PSD) https://migre.me/7vsH2
Célio de Oliveira (PSD) https://migre.me/7vsHW
Tiquinho (PSDB) https://migre.me/7vsJn
Hugo Crepaldi (PDT) https://migre.me/7vsLY
Joaquim da Delegacia (PDT) https://migre.me/7vsNo
Zeca Monteiro (PT) https://migre.me/7vsOW
Prof. Luiz (PSDB) https://migre.me/7vsR5
Nardão Sacomani (DEM) https://migre.me/7vsSn
Ricardinho Castilho (PV) https://migre.me/7vsTP
Dr. Rodolfo (PV) https://migre.me/7vsVM

Sou jovem e amo minha cidade!

Amig@s, 
Nossa até parece que 2011 foi ontem né..rs! A verdade é que 2011 deixou muita alegria pra todos daqui de casa. Pra mim então nem se fala, foi o ano que mais produzi e que mais me senti realizado. 
Pra mim o passar do ano sempre é muito especial, pois além de comemorar a passagem de mais um ano, comemoro mais um aniversário e neste ano é especial, pois cheguei aos 30 anos. 
Se eu for levar em consideração a legislação brasileira meu “reinado” de jovem acabou exatamente ontem a meia-noite, mas graças a Deus, como consigo me sentir um eterno jovem, que venha todos os obstáculos e alegrias que encararei de frente, afinal, sou jovem!
E pra mostrar que sou jovem e que consigo encarar desafios, este ano vou me aventurar e alçar voos mais altos nas políticas públicas de juventude, buscando sempre a coletividade, pois este é o que move a juventude a quer mais e mais. 
Para além disso, tenho o desafio imposto pela Ana Paula Saab, de escrever um livro reportagem e já comecei a correr atrás, estou a procura de um tema bem bacana, alguém aí sugere um?
Estou querendo escrever sobre a cidade que me acolheu muito bem, onde fiz muitos amigos e no qual me deixa muito feliz com tudo que recebi. Parafraseando a Neusa (mulher de Tom Zé), ela disse que Tom Zé sempre está em Irará, exemplo, eles podem estar em Paris, mas Tom Zé está em Paris-Irará, ele sempre vê algo de Irará nas cidades por onde passa. Eu estou assim, por onde passo lembro da cidade princesa da cidadania, princesa da noroeste, a querida Penápolis. 
Então amigos e amigas, sempre que puder estarei aqui atualizando este cantinho e espero contar com os comentários de todos vocês. 
Espero contar com todos vocês durante este ano! 
Abraços!

apoie o jornalismo independente