fbpx

JORNALISTAS LANÇAM WEBSÉRIE SOBRE TRABALHO INFORMAL DE CALÇADOS

Calçados 3O jornalista penapolense Breno Alves e seu parceiro de profissão Vinicius Macedo lançaram na semana passada uma websérie na rede social Youtube contando histórias de trabalhadores que contribuem informalmente para a confecção de calçados na indústria de Birigui.

Segundo eles, a websérie traz à tona a rotina e a experiência de trabalhadores informais das chamadas bancas de calçados. A série é intitulada “Pés Descalços: o avesso da produção calçadista em Birigui”.
“A websérie conta a história de personagens que contribuem informalmente ou a partir da terceirização ilegal e da “quarteirização” com a produção e a economia de um dos principais polos calçadistas do Brasil”, comentam.

A oportunidade de produzir o material veio depois o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), apresentado no ano passado em formato de livro-reportagem.
“Assim como no livro-reportagem, a ideia é tornar público, só que dessa vez utilizando o recurso do áudio e da imagem, as experiências desses trabalhadores que quase sempre não são lembrados por aquilo que fazem, mas que contribuem fortemente com a economia local por meio da informalidade”, disse Macedo.

As entrevistas ocorreram nas residências dos personagens justamente para exibir o ambiente no qual esses trabalhadores estão inseridos. “Nosso objetivo é exibir o outro lado dessa produção. Quem são essas pessoas, como trabalham, por que optaram pela informalidade. Ou seja, damos voz para pessoas que não são ouvidas e expomos suas intensas rotinas de trabalho”, comentou Alves.

Serão dois capítulos por semana, sempre às terças-feiras, às 19h, e aos sábados, às 12h. O terceiro episódio será exibido no próximo sábado (30), pelo canal ‘Pés Descalços Produções’ no seguinte endereço: goo.gl/VBt5xg. A divulgação dos vídeos está sendo feita através das plataformas Facebook (https://goo.gl/jYigGz), Twitter (https://goo.gl/HMaLB3) e Instagram (https://goo.gl/qrZTEM).

PENÁPOLIS REGISTRA MORTE POR LEISHMANIOSE

A cidade de Penápolis registrou neste fim de semana uma morte por leishmaniose. A vitima foi um idoso de 89 anos e morava na Vila Santa Terezinha. A doença foi confirmada por exame laboratorial, e o paciente encontrava-se em tratamento, porém não reagiu.

De acordo com informações do médico infectologista da Vigilância Epidemiológica, Samir Subhi Salous, três fatores contribuíram para que o paciente chegasse a óbito. “Primeiro a contaminação por leishmaniose, depois o fator da idade muito avançada, e por fim, a insuficiência renal, da qual o paciente parecia ser portador, e que veio a se agravar”, comentou.

Esse é o primeiro caso de leishmaniose humana ocorrido no município este ano. No ano passado a cidade registrou 4 casos em humanos; não houve mortes. Pelo fato da vítima ser moradora do bairro Santa Terezinha, aquelas imediações passarão agora por uma operação denominada manejo ambiental, atendendo o que preconiza o Ministério da Saúde. O procedimento padrão é que se faça, nesta situação, o manejo em um raio de 400 metros ao redor de onde foi registrado o caso. No que diz respeito à pulverização, ela ocorrerá num raio de 200 metros.

Doença
A população deve ficar sempre alerta aos cuidados para evitar a doença. A leishmaniose visceral é uma doença transmitida pelo mosquito-palha, que ao picar introduz um protozoário na circulação sanguínea. A transmissão da leishmaniose se torna perigosa por causa de cães (hospedeiros) que adquirem a infecção e desenvolvem um quadro clínico semelhante ao do homem.

A doença não se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas. A transmissão do parasita ocorre apenas através da picada do mosquito infectado.

Sintomas
Os principais sintomas da leishmaniose visceral são: febre que vai e volta com semanas de duração, fraqueza, perda de apetite, emagrecimento, anemia, palidez, aumento do baço e do fígado, problemas respiratórios, diarréia, sangramentos na boca e nos intestinos.

O diagnóstico precoce é fundamental para evitar complicações que podem por em risco a vida do paciente. Além dos sinais clínicos, existem exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico. Ao apresentar qualquer suspeita da doença a pessoa deve procurar com urgência uma unidade de saúde.

Ainda não foi desenvolvida uma vacina contra a leishmaniose visceral; ela pode ser curada nos homens, mas não nos animais. Para estes, infelizmente, é indicada a eutanásia.

Recomendações

Mantenha a casa limpa e o quintal livre dos criadores de insetos. O mosquito-palha vive preferencialmente em lugares úmidos, mais escuros e com acúmulo de material orgânico em decomposição. Ele ataca nas primeiras horas do dia ou ao entardecer;

Embale sempre o lixo. Não deixe acúmulo de folhas e madeira nos quintais. Recolha as fezes dos animais de estimação, restos de comida e frutos caídos do pé;

Cuide bem da saúde do seu cão. Ele poderá transformar-se num reservatório doméstico do parasita que será transmitido para pessoas e outros animais por meio da picada do mosquito.

Com informações da Secom da Prefeitura de Penápolis

PITACOS #36 – CANCELAMENTO DE CARNAVAL E AS POLÍTICAS CULTURAIS

Carnaval
Não foi novidade! Como anunciado anteriormente pelo INTERIOR e depois confirmado pelo prefeito Célio de Oliveira [PSDB] em coletiva de imprensa – o Carnaval Popular foi cancelado. Os motivos foram questões econômicas que segundo ele, fez a administração municipal priorizar outras ações mais urgentes. Entre eles, o repasse de R$ 60 mil para a compra de medicamentos na Santa Casa de Misericórdia.

Carnaval II
Durante a coletiva, Célio de Oliveira comentou que na última vez que a prefeitura de Penápolis realizou o Carnaval Popular [2014] investiu algo em torno de R$ 200 mil e que o formato que vinham realizando não lhe agradava. Pois bem, para nós que militamos na área cultural também não nos agradava. O valor gasto neste evento comprometia todo o orçamento do ano. Tanto é que por inúmeras vezes foi discutido o assunto em conferências municipais de cultura e nada e nenhum governo mudou isso.

Carnaval III
Nestas discussões tinham os radicais que achavam que teriam que extinguir o Carnaval Popular para investir o dinheiro [público] em ações de formação cultural. Outros achavam que deveria ter, mas, resgatando os tradicionais carnavais de marchinhas e outros trazendo o formato baiano [com muito axé e um trio elétrico]. De certo é que nós paulistas já somos conhecidos como “gringos” por não sabermos sambar [o que não é verdade], mas, podemos reconhecer que não temos um formato próprio de carnaval.

Carnaval IV
Entendo que o Carnaval Popular deva ser feito, mas, pensando outro formato bem mais barato do que os últimos anos. Creio que esse novo cancelamento, deveria constar na pauta do Conselho Municipal de Cultura, para que possa em conjunto da Secretaria Municipal de Cultura decidir um formato viável para a maior festa popular do país. Para isso, seria interessante ouvir a comunidade em uma ampla consulta pública.

Carnaval V
Esse cancelamento levou discussões “prós” e “contras” também na internet. Muitos apoiaram o prefeito Célio de Oliveira na sua decisão de cancelar o carnaval e investir dinheiro na Santa Casa. Outros defendiam que são pagadores de impostos e que teriam por direito um espaço para se divertir neste carnaval. Uma empresária da cidade comentou que não fica feliz que uma festa popular seja cancelada, pois, muitos que podem e gostam vão arrumar um jeito para se divertir, mas, e o que não podem? Salientando ainda que a arte, a cultura e as festas populares são bem importantes para uma sociedade mais saudável. Em outro momento, um professor fez uma afirmação: Quem ganhará com o cancelamento serão os clubes privados e sacramentou: “[…] Espero que a suposta economia seja investida durante o ano todo em oficinas culturais e festivais, tais como folclore, teatro e literário. Fica a dica”.

Investimentos
O prefeito Célio de Oliveira comentou ainda durante a coletiva de imprensa que vai priorizar para este ano o término do Teatro Municipal “Maria Tereza Alves Viana”. Uma obra que começou no governo do ex-prefeito João Luís e que completará sete anos sem ser concluída. Uma obra de meio milhão teve diversos capítulos – entre eles, a falência da construtora, a renegociação com a Caixa, Emurpe assumindo a obra e agora novo prazo para término da obra [27 de março de 2016] no Dia Mundial do Teatro. Será!?

Política Cultural
Quem milita na cultura sabe, que após a saída do prefeito João Luís e a entrada do prefeito Célio de Oliveira teríamos um “fôlego” novo na área cultural. Muito porque o prefeito teria o vereador Lucas Casella [PROS] como ponte para as questões culturais. Tanto é que ele [Lucas] teve o poder de indicar Maurílio Galoppi para a Secretaria de Cultura. Nos dois primeiros anos, algumas questões saíram do papel – como a regulamentação do Sistema Municipal de Cultura e a reabertura do Museu do Sol.

Política Cultural II
Depois da morte de Maurílio, entrou em seu lugar o “óbvio” – Luiz Colevatti que na época era Chefe de Serviço e funcionário de carreira. Porém de lá pra cá, o Lucas Casella [aos nossos olhos] “sumiu” da cultura e foi cuidar da política animal. Com isso, a Secretaria de Cultura perdeu prestigio na administração municipal e consequentemente os cortes mais pesados durante a crise do ano passado e início desse ano. Ao todo foram dois carnavais, um Festival de Teatro, um Festival de Dança e um Festival de Hip Hop.

Política Cultural III
Da política de formação cultural a única novidade foi a reativação do Núcleo Municipal de Dança. Uma demanda antiga e que certamente atende mais de 100 crianças atualmente. Entretanto, outras áreas estão esquecidas, vide os Museus do Folclore e Histórico, que há muito tempo não tem um trabalho educacional-histórico-folclórico, realizando exposições pontuais como dos presépios [em época de natal]. Ao contrário do Museu do Sol que tem na coordenação a Beth Bergner e funcionários Beto Fernandes e Célia Muçouçah. Eles realizaram diversas exposições, entre elas, de artistas penapolenses como Altamira Borges, Celinha Trindade, Celina Passafaro e Ano Franco.

Hashtag
Na semana passada, o Hashtag | Hiperligando Ideias colocou no ar a página do financiamento coletivo. Nele pedimos uma ajuda para realizarmos o evento no próximo dia 5 de março. O custo é de R$ 12 mil e a ajuda varia de R$ 20 a R$500. Todas elas com recompensas super maneiras. Ajude-nos a construir um grande evento de compartilhamento de ideias. Acesse o site: https://www.kickante.com.br/campanhas/hashtag-hiperligando-ideias-0. Contamos com você!

Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@ricardofaria.com.br. E acesse: www.ricardofaria.com.br

VEREADORES DA CÂMARA DE PENÁPOLIS GASTAM MAIS DE R$ 39 MIL EM DIÁRIAS DE VIAGENS

Levantamento foi feito no Portal da Transparência da Câmara; Vereador que mais recebeu diárias foi Jonas Chamarelli com mais de R$ 9 mil

Os 13 vereadores do município de Penápolis gastaram mais de R$ 39 mil em diárias de viagens, nos três anos da 23ª legislatura, que compreende entre os anos de 2013 a 2016. Somente em 2013 foram gastos em torno de R$ 24 mil. Em 2014, cerca de R$ 4,5 mil e no ano passado foram mais de R$ 10 mil em diárias.

O levantamento feito pelo BLOG DO FARIA no Portal da Transparência da Câmara Municipal revela que o parlamentar que mais gastou em diárias foi Jonas Chamarelli [PROS]. Sozinho ele gastou mais de R$ 9 mil, sendo que mais de R$ 5 mil foram somente no primeiro ano de mandato.

JonasOutros vereadores também registraram gastos exorbitantes. Entre eles está o petista José Santino que nos três primeiros anos gastou mais de R$ 7 mil. Em apenas três viagens foram mais R$ 2,4 mil, sendo que elas foram feitas para participar de congressos em Serra Negra e Santos e audiências em Brasília, no Distrito Federal.

Já o vereador Joaquim Soares da Silva, o Joaquim da Delegacia [PDT], ficou logo atrás do vereador petista com um gasto de R$ 6,4 mil. As maiores diárias de viagens foram para Serra Negra, Santos e Guararema para participar de congressos.

Entre as informações disponíveis no site da Câmara o vereador José Carlos de Aguirre Monteiro, o Zeca Monteiro [PT], que gastou R$ 359,80 em viagem realiza para São Paulo em maio de 2013. Os maiores destinos dos vereadores são as cidades de São Paulo e Brasília, onde estão respectivamente as casas legislativas estadual e federal.

Telefones e Correios
O Portal da Transparências disponibiliza os gastos de cada vereador com telefone e correios, porém, as únicas informações concretas são dos anos de 2013, pois, o ano de 2014 os links são inexistentes e do ano passado estão tabulados até novembro. Entre os gastos de telefone dos parlamentares em 2013 destaca-se os valores do vereador Carlos Henrique Rossi Catalani, o Caíque Rossi [PSD], que gastou sozinho mais de R$ 1,3 mil. Já o vereador Reginaldo Sacomani [DEM] foi o mais econômico com R$ 11,51.

Por outro lado, em relação aos Correios, o vereador Reginaldo Sacomani foi o que mais gastou no ano passado com mais R$ 1,2 mil. Já os parlamentares Fabinho e Prof. Luiz, ambos do PSDB, não gastaram.

Trabalhos legislativos
Entre os trabalhos legislativos que compreende indicações, moções, ofícios, projetos e requerimentos, o vereador Caíque Rossi [PSD], foi o legislador que mais aprovou. Foram mais de 800 indicações, 22 moções, 8 projetos e 114 requerimentos. Logo em seguida com mais de 700 aprovações ficou o vereador Jonas Chamarelli. Foram 451 indicações, 49 moções, 3 projetos e 193 requerimentos.

O vereador que menos produziu foi Rodolfo Valadão Ambrósio, o Dr. Rodolfo [PROS] com apenas 76 aprovações. Foram 49 indicações, 14 moções e 13 requerimentos. O BLOG DO FARIA procurou o vereador que nos informou que a atuação dele é de forma diferenciada.

“Por ser líder de governo do prefeito Célio de Oliveira na Câmara temos livre acesso para ligar para qualquer um dos secretários e resolver o problema que aflige a população. Por exemplo, hoje precisamos ligar para o Secretário de Trânsito sobre um enorme buraco em uma rua da cidade e como a equipe de tapa buraco estava próximo do local eles já resolveram em poucos horas. Se eu fosse enviar uma indicação, seria enviada a administração, depois a Secretaria e entraria num ‘bolo’ de outras indicações e quiçá daqui 60 dias iriam tampar o buraco”.

Ele salientou ainda que mesmo não tendo projeto de sua autoria atuou diretamente nos bastidores para a articulação e aprovação de muitos deles.

“Um dos projetos que trabalhei que desse certo foi do refinanciamento das dividas da FUNEPE. Hoje quase três anos depois, já trouxemos o curso de Agronomia e protocolamos Direito e Medicina. Além disso, atuamos junto aos governos municipal e estadual para que não fechasse o Posto Fiscal e ajudamos na elaboração da Santa Nota Fiscal. Nesta semana, conseguimos com Herculano Passos e Rita Passos mais de 350 mil para infraestrutura, onde usaremos no recape da cidade. Isso independe de projeto de lei, requerimentos ou indicações. Não foi à toa que ganhamos três vezes a Medalha Tiradentes”, finaliza.

O BLOG DO FARIA procurou o vereador Jonas Chamarelli [PROS] para falar sobre as diárias de viagens, mas, o mesmo não retornou nossas mensagens.

Diárias

PITACOS #35 – MUDANÇAS DE PARADIGMAS

Ano Novo

Olá! Esta é nossa primeira coluna do ano e antes de mais nada gostaria de desejar um ótimo ano para cada um de nós, pois, sabemos das dificuldades políticas e econômicas que estamos passando e mesmo assim, sempre temos esperança de dias melhores – é o nosso jeito brasileiro de ser!  E assim seguiremos nossos trilhos e conquistaremos nossas vitórias.

Mentalidade

Todo final de ano nós fazemos aquelas intermináveis listas do que queremos para o ano seguinte. E não é à toa, pois, sempre acreditamos na mudança de nossas vidas. Mas, nós podemos ir além e mudar nossa mentalidade e juntos construir uma sociedade melhor. Motivados pela frase: “E se agíssemos ao invés de reclamar?”, criamos o Hashtag | Hiperligando Ideias.

Evento

O Hashtag, tem como proposta principal dividir ideias e soluções inovadores para que possa inspirar outras pessoas a realizar. Para isso, essa edição, convidaremos diversos penapolenses nas mais diversas áreas de atuação para contar suas experiências e como cresceram e se destacaram em suas áreas.

Convidados

Convidamos pessoas que acreditamos que tenha o que falar e o que passar de experiências e ideias inovadores. O exemplo disso é a blogueira penapolense Mirela Ortega, criadora do blog M de Maquiagem com mais de 117 mil seguidores, isto é, praticamente o dobro da população da cidade. Ou como a história de Carlos Eduardo que foi mandado embora do emprego, porque o chefe dizia que ele nunca aprenderia programar e hoje é o atual campeão da maratona de negócios da Campus Party [maior evento de tecnologia do país] criando uma serviço de monitoramento de frota de carros e caminhões chamado CarPrev.

Voluntariado

Essas histórias, nos enche de orgulho, pois, são pessoas que superam as dificuldades e a distância dos grandes centros e estão se destacando Brasil afora com seus talentos e poder de transformação, mesmo que na diversidade. E acreditando nisso, nós, abrimos a possibilidade de outras pessoas nós ajudarem na construção desse evento que com certeza mudará a percepção de centenas de penapolenses. Abrimos o programa de voluntariado – basta se inscrever no site https://hashtag.blogdofaria.com.br e se juntar a equipe que tem por objetivo instalar um novo jeito de olhar e mudar paradigmas e outrora foi bom, mas, hoje atrasa e muito a sociedade como um todo.

Financiamento Coletivo

Muito provavelmente na próxima semana, lançaremos também uma campanha de financiamento coletivo, onde você poderá nós ajudar a pagar os custos desse evento. O crowdfunding é uma ferramenta online de ajuda a diversos projetos que você acredita e ajuda financeiramente para que “saia do papel”. Esperamos muito contar com sua ajuda, pois, o evento vai ser totalmente aberto e gratuito para os participantes.

Ano Eleitoral

É finalmente chegou mais um ano eleitoral. Desta vez, na pauta as eleições municipais. Ela tem suas particularidades. Uma delas, por exemplo, é a proximidade que você tem com cada um dos candidatos. Todos nós sabemos onde o prefeito e vereadores moram e a identificação é ainda maior. Mas, também a cobrança é ainda maior. Creio que nós temos [no momento certo] que tirar um aproveito disso e sabatinar cada um deles por diversas vezes e escolher qual tem um projeto capaz de desenvolver ainda mais nossa querida Penápolis.

Denúncias

Mas, o ano na política penapolense terminou mal. Pois, novamente a Câmara Municipal arquivou um pedido de investigação contra um vereador, desta vez, contra Jonas Chamarelli [PROS]. Segundo consta, há indícios de que ele “batia o ponto” em seu trabalho na administração pública e viajava com direito a diárias no mesmo dia e horário que dizia que estava trabalhando. A tática é praticamente a mesma usada por outro vereador [da legislatura passada] e que foi posteriormente condenado pela justiça.

Diárias

Diante disso, tive o cuidado de catalocar e publicar em meu blog a lista de viagens do vereador Jonas Chamarelli entre os anos de 2013 e 2015. Foram mais de R$ 9 mil somente em diárias. Isso dá mais de dois salários extras. Agora o meu trabalho e como fiz em 2011 vou levantar os valores das diárias e o custo de cada viagem, bem como, de uso de telefones e correios. Mas também os trabalhos legislativos como projetos de lei, requerimentos, indicações e moções durante os três primeiros anos dessa atual legislatura. Em breve publicaremos lá no blog e por aqui também!

Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@ricardofaria.com.br. E acesse: www.ricardofaria.com.br

apoie o jornalismo independente