PITACOS #75 – Manifestação, live e convite ao Sr. Prefeito!

MANIFESTAÇÃO
No fim da tarde da última segunda-feira (23), cerca de 150 servidores públicos reuniram-se na frente da Prefeitura de Penápolis para manifestar a indignação com a administração municipal. O ato reivindicou, entre outros assuntos, o repasse inflacionário de apenas 3%. Segundo o SindServPen (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penápolis), as perdas salariais já ultrapassam 21% nos últimos 6 anos.

PELOS FUNDOS
De acordo com alguns servidores que participaram da manifestação, o prefeito Célio de Oliveira (PSDB) e o vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin (MDB) saíram juntos, momentos antes do encontro, pelos fundos do prédio da prefeitura. Para quem não conhece o prédio, o prefeito tem, no próprio estacionamento, uma porta que dá acesso exclusivo a sua sala no primeiro andar do paço municipal. Para onde foram nós dificilmente saberemos. Prefeito este espaço está aberto para sua resposta!

LIVE
Durante a manifestação, o BLOG DO FARIA teve a oportunidade de fazer transmissão ao vivo. O pico da transmissão foi de 105 pessoas online, porém, o alcance do vídeo não para de aumentar. A última atualização já tinha alcançado mais de 17 mil pessoas, de forma totalmente orgânica. Houve mais de 130 compartilhamentos e mais de 3,7 mil cliques no vídeo. Em fevereiro, tentaram me calar, mas, o poder das redes sociais só alavanca a verdade de nosso trabalho.

NOVO CONVITE
O Sindicato dos Servidores Públicos enviou novo convite ao prefeito Célio de Oliveira (PSDB), para participar de nova assembleia dos empregados públicos, em data disponível para que eles pudessem comparecer. Porém, a resposta da prefeitura, enviada pela secretária de administração, Fátima Rahal, é que o prefeito realizará reuniões setoriais.

REPÚDIO
Sem dúvida nenhuma, isso é uma afronta ao sindicato, que legitimamente representa cada um dos servidores públicos municipais. O Sindicato não ficará quieto. Pelo contrário, anunciou que irá denunciar todas as irregularidades aos órgãos competentes como o Ministério Público do Trabalho, em Araçatuba, o Ministério Público do Estado de São Paulo e ao Tribunal de Contas do Estado.

ARQUIVADO
Se você ainda não sabe, no dia em que fui demitido do jornal INTERIOR, o prefeito e o vice-prefeito fizeram um Termo Circunstanciado contra mim, por difamação, na Polícia Civil do Município. Cheguei a dar meu depoimento, mas, o Ministério Público do Estado de São Paulo e o Tribunal de Justiça arquivou o pedido pelo simples fato de não ter ocorrido dolo de minha parte. A verdade sempre aparece e o processo já foi extinto.

MARMITEX
Há duas semanas, o prefeito Célio de Oliveira (PSDB), comentou durante o programa que a prefeitura mantém na Rádio Bandeirantes, todas as sextas-feiras, que ao término iria comer uma marmitex que daria para o almoço e para a janta, ao preço de R$ 10. Nos corredores da prefeitura, dão conta que essa marmitex é da irmã de um dos cargos comissionados da Prefeitura. A pergunta que surge é: Seria isso uma propaganda gratuita em pleno horário pago pela administração pública? Mais uma vez, prefeito se você quiser falar sobre o assunto, este espaço está aberto para as suas considerações.

CONVITE
O prefeito Célio de Oliveira “deu um pito” ao vivo no secretário de comunicação da prefeitura, porque ele estaria pulando perguntas. Na volta, ele justificou que não pula os questionamentos dos ouvintes. Pois bem, já que ele não pulava, resolvi convidar novamente o prefeito para conceder uma entrevista exclusiva e ao vivo para o Blog do Faria. Pois bem, sabe o que aconteceu? Ele pulou minha pergunta…Rarará!

PREFEITO CÉLIO JOSÉ DE OLIVEIRA VOCÊ ESTÁ NOVAMENTE CONVIDADO PARA ME CONCEDER UMA ENTREVISTA AO VIVO E EXCLUSIVA PARA O BLOG DO FARIA.

Servidores aprovam manifestação para cobrar direitos trabalhistas da Prefeitura

Os servidores públicos municipais aprovaram em assembleia na noite dessa quinta-feira (19), uma manifestação para cobrar os direitos trabalhistas da atual administração. Entre as reivindicações está o repasse inflacionário de 3%, referente à data-base em fevereiro. O encontro será na próxima segunda-feira (23), a partir das 17h, na frente da Prefeitura de Penápolis – na Marginal Maria Chica, 1400.

Durante a assembleia, que teve a participação de mais de 100 servidores, a presidente da SindServPen (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais), Maria José Francelino, a Zezé, apresentou um histórico do que foi negociado com a prefeitura.

“Nós enviamos a nossa pauta de reivindicações no dia 17 de janeiro e o governo só foi marcar a primeira reunião com os servidores no último dia da nossa data-base. Nesta primeira reunião, o vice-prefeito nos disse que só teriam condições de analisar somente em abril”. “Já abril, o vice-prefeito além de quase sair na mão com um dos nossos diretores, não nos trouxe nenhuma novidade para nossas reivindicações”, explica Zezé.

Zezé lembrou ainda que o prefeito Célio de Oliveira e o vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin, assinaram em setembro de 2016 um Termo de Compromisso com os servidores. “Nós publicamos na semana passada e entregamos a todos os servidores o Termo de Compromisso que o prefeito e o vice assinaram durante a campanha e que se comprometeram em garantir a revisão geral anual dos nossos vencimentos. Isso nos mostra a falta de compromisso do atual governo com os servidores”, salienta.

PERDAS INFLACIONÁRIAS
O Sindicato apresentou aos servidores públicos municipal as perdas salarias nos últimos cinco anos. Caso a prefeitura não conceda nenhum percentual no repasse inflacionário, a perda será de mais de 20%.
Os servidores não receberam repasse inflacionário em 2013 e 2016. Na época, foi concedido um vale alimentação de R$ 90 (2013) e aumentado em (2016) para R$ 112.

No ano passado, ainda na gestão do prefeito interino Rubens de Médici Ito Bertolini, foram concedidos 5,44%, parcelado em três meses. Na época, Rubinho enviou à Câmara projeto concedendo o valor de R$ 224 pelo cartão de vale alimentação, porém, foi rejeitado pela Câmara pelos votos dos vereadores da base governista. “Com a volta do prefeito Célio de Oliveira foi concedida o valor de apenas R$ 13,00”, diz Zezé.

PEDIDOS
Entre outros pedidos, pedem a Administração Municipal, que criem benefícios aos servidores municipais que não tiveram faltas injustificadas, licenças médicas por mais de 15 dias, advertência ou qualquer tipo de punição. Segundo o sindicato, o benefício poderá ser em acréscimo em dias de férias.

Solicitam ainda a instituição das 30 horas semanais para o setor de enfermagem (Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Enfermagem), conforme negociação com o Coren SP (Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo).

Reivindicam ainda que faça a reavaliação da avaliação de mérito até a aposentadoria; Pagamento das evoluções acadêmicas e não acadêmicas, além de, unificar no estatuto as educadoras e as professoras. Requer uma reforma administrativa, o pagamento de horas extras feitas antes da reforma trabalhista; a compra de uniformes por setor e a escolha das chefias por quesito técnico e não político.

O prefeito Célio de Oliveira (PSDB) e o vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin (PMDB), não justificaram a ausência na reunião.

PITACOS #74 – Mediocridade, destempero, precatórios e a volta do caixão

  1. MEDÍOCRE 

O atual governo municipal é muito medíocre. Eles possuem pouquíssima capacidade de gestão pública e de articulação política, refletindo diretamente em projetos de leis que visam retirar direitos dos servidores públicos municipal. Não à toa, projetos como da gratificação a alguns servidores, a exclusão do percentual de 2,4% dos servidores e agora com a fixação dos valores de pagamento do RPV (Requisição de Pequeno Valor).

RPV | VEREADORES/SERVIDORES
Com a votação do RPV (Requisição de Pequeno Valor) proposta pela administração municipal, para diminuir ao valor pago no regime geral da Previdência Social, atualmente, em R$ 5.645,80, volta também a discussão para saber se os vereadores/servidores poderão votar ou não à matéria em questão. Caso sejam impedidos, possivelmente, o voto que decidirá será do vereador Bruno Marcos (PSD). A atualmente pergunta é: Vai voltar a favor ou contra os servidores municipais?

REPOSIÇÃO
Além das diversas tentativas de retirada de direitos, esse governo é incapaz de discutir uma proposta viável e descente para os servidores municipais. A reposição inflacionária de 3% (2,4% menor do que foi concedido no ano passado pelo então prefeito interino Rubinho Bertolini), sequer foi colocada à mesa – isso porque se antecipam dizendo que não possuem condições financeiras. Vale lembrar que o prefeito Célio de Oliveira (PSDB) nem ao menos apareceu nas reuniões.

DESTEMPERO
Nas duas reuniões com os servidores municipais – uma realizada no último dia de fevereiro e outra realizada na semana passada – o que surpreendeu é o “destempero” do vice-prefeito e secretário de governo Carlos Alberto Feltrin (MDB), com os empregados. Segundo informações obtidas pelo Blog, em ambas, o político esbravejou, gritou e insultou diversos membros da diretoria do Sindicato dos Servidores.

SURPREENDENTE
Curiosamente, a atitude do vice-prefeito mudou quando assumiu a função. Teria subido à cabeça? Ainda mais sabendo que, a qualquer momento, poderá suceder o atual mandatário? Vide os diversos processos que estão chegando como uma avalanche para cima do tucano. O que surpreende nesta história, é que o atual vice-prefeito, na época que participou do governo progressista de João Luís dos Santos (PT), tinha uma postura diferente e até mais alegre para cumprir a função. O que fez mudar de atitude então pouco tempo?

VALE LEMBRAR
Vale lembrar que em setembro de 2016, poucos dias antes da eleição municipal, o prefeito e vice-prefeito assinaram um termo de compromisso com os servidores municipais, onde garantiriam a revisão geral anual dos vencimentos dos servidores, com pelo menos, a reposição das perdas inflacionárias. Adivinham: Não estão cumprindo o tratado.

VALE LEMBRAR II
Na época de Roberto Torsiano à frente do Sindicato dos Servidores Públicos, dois fatos importantes marcaram a luta dos empregados públicos. A botina arremessada em direção a um vereador e um enterro simbólico da gestão do então prefeito de Penápolis, Alidino Valter Bonini. Curiosamente, a “mandachuva” da época, é a mesma na atualidade. Diante disso, será que não está na hora do sindicato trazer o caixão de volta para enterrar a atual administração?

PRECATÓRIOS
O prefeito Célio de Oliveira (PSDB) reiteradamente está dizendo que os precatórios, principalmente, dos quatros abonos concedidos entre 2005 e 2012, na gestão do prefeito João Luís (PT), estão inviabilizando as contas públicas do município. Sim, em partes ele está certo! Mas, gostaria de apimentar essa discussão com alguns outros questionamentos.

PRECATÓRIOS II
No segundo mandato, o atual prefeito era parlamentar da Câmara de Vereadores de Penápolis, assumindo a presidência entre 2009 e 2010, ano que aprovou um dos abonos salariais em questão. Eu que acompanho, há tempos, as discussões da Câmara de Vereadores, não me lembro na época, o então presidente, fazer algum discurso contrário com relação ao abono, justificando a ilegalidade do projeto de lei. E ele como presidente do legislativo teria prerrogativa de exigir parecer jurídico.

PRECATÓRIOS III
Outro questionamento é: Quem foi um dos primeiros funcionários a entrar com ação na justiça do trabalho para requerer a diferença salarial ainda na gestão do prefeito João Luís dos Santos (PT)? Esse mesmo servidor assumiu na primeira gestão do prefeito Célio de Oliveira (PSDB), a Secretaria de Administração e atualmente continua no governo, sendo chefe em uma das funções na Secretaria de Obras do município. A questão é: Ele tem e teve todo o direito de entrar na justiça. É legal e justo. Mas, o que a dupla não poderia imaginar é que a “bomba” iria recair no próprio colo. Que fogo amigo, hein?

OUTRA QUESTÃO
Durante o programa de rádio, na última sexta-feira (13), o prefeito Célio de Oliveira disse que a administração investe 36% do orçamento na saúde do município. What? Atualmente, a prefeitura investe 21% a mais do que o mínimo necessário (15%) e ainda sim está um caos? Isso pra mim só tem um nome: Incompetência administrativa. Todos sabem que gerir um batalhão da PM, não é o mesmo que gerir uma secretaria de saúde e isso está custando muito caro para a população penapolense. Está na hora do prefeito, rever o comando da secretaria urgente.

OUTRA QUESTÃO II
Com 21% a mais nos cofres municipais, a prefeitura poderia quiçá dar o tão sonhado aumento aos servidores municipais. Poderia investir em obras de infraestruturas ou em mais programas esportivos, culturais ou sociais – que atualmente estão inviabilizados pela “falta de dinheiro” e que atuariam diretamente na prevenção de crianças, jovens e adultos do município.

COMUNICAÇÃO
No início da minha coluna disse o quanto esse governo é medíocre. O interessante é que a pouca capacidade de gerenciamento e a falta de isonomia com a coisa pública é nítida quando se trata de quem comanda a Secretaria de Comunicação. Desde o dia 25 de janeiro de 2018, o BLOG DO FARIA, fica sem respostas aos questionamentos enviados à administração.
E na última semana, só enviou convite de coletiva com o secretário de finanças, José Orcione Rocha, aos meios de comunicação tradicional e que estão intimamente alinhados com a administração. Desta vez, sem saber o motivo, o blog não foi convidado, deixando de fora, um dos únicos meios de comunicação independentes da cidade. Isso só mostra o quanto esse governo é medíocre.

ATUALIZAÇÃO

Diferente do que foi divulgado anteriormente pelo Blog do Faria, o ex-secretário de administração não foi o primeiro a protocolar a ação da justiça do trabalho com relação aos abonos salariais.
O blog confirmou a informação na tarde dessa terça-feira (17).

O servidor, porém, foi um dos primeiros da secretaria de educação, onde foi protocolado, à epoca, mais 10 ações trabalhistas. Curiosamente, todos os servidores eram da mesma unidade escolar onde o ex-secretário trabalhava.

MP pede informações à Prefeitura sobre possíveis irregularidades no comércio de ambulantes

O promotor da 2ª Promotoria de Justiça do Ministério Público em Penápolis, Fernando Burghetti, requisitou à Prefeitura de Penápolis informações acerca das providências que estão sendo tomadas dentro de poder/dever de polícia do município, a fim de sanar as irregularidades em relação ao comércio de ambulantes, para cumprimento da legislação municipal. O ofício foi encaminhado no dia 19 de fevereiro de 2018, ao chefe do setor de Fiscalização de Obras e Posturas de Penápolis, Laércio Aparecido da Silva.

No ofício enviado, Burghetti esclareceu que é crime, com punição de reclusão de um a três anos e multa, a recusa, o retardamento ou a omissão de dados técnicos indispensáveis à proposituras de ação pública, quando requisitados pelo Ministério Público.

O Blog do Faria procurou o chefe do setor de Fiscalização de Obras e Serviços, Laércio Aparecido da Silva, e o mesmo disse que a administração ainda não respondeu o ofício da promotoria, mas, que o setor já tomou as providências possíveis para retirar vendedores ambulantes da área central do município.

Laércio refere-se, principalmente, a vendedores de “SP CAP”, de ‘chips’ de celulares e de frutas. Com todos eles já houveram reuniões. 

Ofício
O MP já havia enviado ofício à administração em outubro do ano passado, com cópia de ofício do Sincomercio de Penápolis denunciando a presença de vendedores ambulantes na área central do município.

Na época já havia requisitado informações acerca das providências que estariam sendo tomadas afim de regularizar as possíveis irregularidades.

Cobrança
Há três semanas, a vereadora Ester Maria Sezalpino Mioto (PSD), tomou cobrou providências da Prefeitura de Penápolis com relação à ambulantes que atrapalham o trânsito de pessoas na área central.

Penápolis receberá Circuito SESC de Artes no próximo dia 7 de abril

O município de Penápolis será palco de mais uma edição do Circuito SESC de Artes. O evento acontecerá no próximo dia 7 de abril, das 16h às 21h30, na Praça Dr. Carlos Sampaio Filho, com todas as atividades totalmente gratuitas.

Para celebrar a nova edição, que reunirá 400 artistas e mais de 600 horas de programação em espaços públicos de todo estado de São Paulo – o SESC Birigui convidou jornalistas, blogueiros, influenciadores digitais e representantes dos governos municipais para participarem, no último dia 20 de março, do lançamento do Circuito, no SESC Pompéia em São Paulo.

Pela segunda vez, o Blog do Faria teve a oportunidade de acompanhar de perto as novidades desse ano. Para essa 10ª edição, o tema será “Arte na Rua para Todos”, que irá propor a ocupação dos espaços públicos, a ampliação das possibilidades de convivência, circulação de trabalhos artísticos e reflexões sobre outras relações possíveis entre centro e periferia.

O Circuito SESC de Artes terá atividades de artes visuais, circo, cinema, dança, música, teatro, literatura e tecnologias e artes, envolvendo 110 trabalhos artísticos com cerca de 400 artistas em mais de 1000 ações.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

KINEMATOS | MANOAMANO (ARG)
Um rapaz entediado e uma moça excêntrica desenvolvem um jogo de cena que parte de técnicas circenses aparentemente simples e vai até números muito exigentes, sempre com muita interação com o público. A companhia argentina usa o humor junto com malabarismo, acrobacia, equilibrismo e outras habilidades do circo contemporâneo em uma linguagem urbana e atual.

CADA QUAL NO SEU BARRIL | CIA. DA REVISTA (SP)
Influenciado pela linguagem de personagens dos desenhos animados e do cinema mudo, o espetáculo da companhia paulistana é todo construído em dramaturgia corporal, sem qualquer texto falado. Livremente inspirado no livro de Ruth Rocha “Dois Idiotas Sentados Cada Qual no seu Barril”, o grupo utiliza técnicas de palhaço, dança e mímica dramática para interagir e divertir a plateia.

MANÉ BONECO | GRUPO ZUMB.BOYS (SP)
A companhia de dança se inspirou nos bonecos conhecidos como Mané Gostoso, muito presentes em feiras do Nordeste, feitos com madeira e com pernas e braços articulados com cordões. Assim, o corpo dos intérpretes ganha movimentos como se fossem articulados por corda e que são facilmente reconhecidos pelo público, que também é convidado a entrar na brincadeira e participar da dança.

EMBLUES BEER BAND | EMBLUES BEER BAND (SP)
O grupo de Embu das Artes une a formação das tradicionais bandas de rua de Nova Orleans (EUA) com instrumentos não convencionais e a influência do jazz, blues, folk e da música regional brasileira. A banda é formada por Fábio Véio (trompete), Marcel Moreno (voz e violão), Juan Jarandilha (voz e ukulele), Ivan Valle (contrabaixo) e Rafael Massi (washboard).

GABIETE DE CURIOSIDADES & HABILIDADES
Programação inspirada pelos traveling shows, antigos carros itinerantes que iam de cidade em cidade apresentando atrações artísticas e curiosidades. Projeto cenográfico: William Zarella.

BRUXINHAS DE PANO (SP) | GLÓRIA VIANA
Oficina para construção e customização de bonecos/as de pano, também conhecidas como bruxinhas, especialmente no Nordeste. A arte-educadora Glória Viana orienta o público na construção e customização das peças com canetinhas, cola, bordados e amarrações.

PALAVRA + IMAGEM | INSTITUTO CLIO (SP)
Com um acervo variado de livros ilustrados, mediadores convidam o público para leituras individuais e/ou compartilhadas.

CURTAS DE ANIMAÇÃO DA PIXAR
Exibição de uma seleção dos curtas-metragens de animação criados pelo estúdio Pixar, responsável por grandes sucessos do cinema e atualmente parte da Walt Disney Pictures.