fbpx

Governo do Estado divulga OSs que administrará AME de Penápolis

O Governo do Estado de São Paulo divulgou na manhã dessa quinta-feira (27), que a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu será a Organização Social de Saúde que administrará o Ambulatório Médico de Especialidades – AME Penápolis. 

De acordo com o despacho do Secretário de Saúde, Marco Antônio Zago, e divulgadas no Diário Oficial, mais três OSs manifestaram interesse de gerenciar o ambulatório – a Irmandade da Santa Casa de Andradina, o Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão (InSaúde) e a Associação Hospital Beneficente do Brasil (AHBB). Contudo, apenas a Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu apresentou o Plano Operacional para a gestão do ambulatório em tempo hábil.

 

Zago salientou ainda que a proposta assistencial da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu atende ao Projeto Assistencial encaminhado pelo Departamento Regional de Saúde II – Araçatuba e que a proposta orçamentária se mostrou viável. 

“Declaro que a OSS, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu será a Gestora do Ambulatório Médico de Especialidades de Penápolis – AME Penápolis, mediante Contrato de Gestão a ser firmado com esta Secretaria de Estado da Saúde”, afirma o secretário no despacho publicado no Diário Oficial.

ASSINATURA

De acordo com a nota da Prefeitura de Penápolis enviada à imprensa, o prefeito Célio de Oliveira acredita que o Contrato de Gestão seja assinado nesta sexta-feira (28). 

“Esta era a última etapa do processo da Convocação Pública para selecionar a organização social que será responsável pelo gerenciamento do nosso AME. Com a definição, o AME definitivamente pertence a Penápolis”, destacou o prefeito.

Ainda segundo Célio, após a assinatura do Contrato de Gestão, o Governo Estadual deve liberar recursos para que a organização social dê início ao Plano Operacional. “Com os recursos, a OS dará início ao projeto de implantação do AME, incluindo a adaptação do local onde a unidade será instalada, entre outros custos”, explicou.

ATENDIMENTO

O prefeito também destacou que a expectativa é que a inauguração do AME Penápolis seja feita até abril de 2019. “Com o processo técnico finalizado, a OS dará início às adaptações no prédio, à compra de equipamentos e à contratação da equipe técnica. Acreditamos que o AME esteja em pleno funcionamento até abril”, afirmou.

Nesta primeira fase, o AME será instalado no prédio do antigo Hospital Luiz Valente. O AME atenderá cerca de 40 municípios e oferecerá eficiência em atendimento e em diagnóstico, além do tratamento, o que inclui cirurgias de baixa e média complexidade. O projeto técnico do Departamento Regional de Saúde de Araçatuba – DRS II estima que o AME de Penápolis oferecerá mais de 3.200 consultas médicas por mês.

Serão realizadas mensalmente cerca de 150 cirurgias de baixa complexidade e 300, de média, totalizando 450 cirurgias por mês. Serão oferecidas as especialidades de oftalmologia, ginecologia, mastologia, anestesiologia, cardiologia, cirurgia geral e vascular, coloproctologia, gastroenterologia, neurologia, otorrinolaringologia, pneumologia e urologia.

Ainda está previsto o projeto de expansão do AME Penápolis com a construção de um novo prédio na avenida Irmãos Buranello, com área construída de 4.090 metros quadrados. No novo prédio, o número de atendimentos será ampliado, assim como o número de especialidades oferecidas. (Com informações da Prefeitura de Penápolis)

Eu preciso de você para continuar com o jornalismo independente. Assine!