Letícia Sader será presidente da Câmara de Vereadores de Penápolis

A primeira vereadora cadeirante da legislativo penapolense, Letícia Takano Sader (MDB), será a próxima presidente da Câmara de Vereadores de Penápolis, no biênio 2021/2022.

A votação que confirmará seu nome na presidência, acontece nesta sexta-feira (1º), logo após a posse dos 13 parlamentares, do prefeito eleito Caíque Rossi (PSD) e da vice-prefeita Mirela Fink (Podemos).

Letícia será a segunda mulher a assumir o posto. A primeira foi a Maria José de Macedo, a Zezé Macedo (PSDB), entre 1985/1987 e 1989/1990.

Segundo o que o blog apurou, desde o início das negociações – logo após a eleição municipal – o grupo liderado por Letícia com outros cinco vereadores já estavam fechados, faltando apenas decidir as posições da mesa diretora e da vice-presidência.

Durante as conversações, o grupo procurou as vereadoras eleitas Dona Vilma (Republicanos) e Professora Jandinéia (PT), além dos atuais parlamentares Júlio Caetano (PSD) e Ivan Sammarco (DEM).

Júlio e Ivan lançaram suas candidaturas à presidência da Câmara no dia seguinte de serem reeleitos durante a eleição municipal, no último dia 15 de novembro, mas, não conseguiram viabilizar seus nomes para liderar a mesa diretora. Nas primeiras conversas, ambos não teriam aceitado o convite para assumir o segundo biênio 2023/2024.

Entretanto, após a confirmação da vereadora Dona Vilma em votar com o grupo liderado por Letícia Sader – e com votos suficientes para eleger todos do mesmo grupo –; o vereador reeleito Ivan Sammarco teria se reaproximado do grupo, com o compromisso de assumir a presidência nos últimos dois anos.

Composição

Com os votos necessários, o grupo dividirá entre os partidos que apoiaram a candidatura de Carlos Alberto Feltrin (MDB). A presidência ficará justamente nas mãos do partido do atual vice-prefeito.

A primeira secretaria ficará com Paulo Henrique Castelleone Sanchez, o Paulinho do Esporte (DEM). Já a segunda secretaria será do engenheiro civil, Edson Bilche Girotto, o Batata da Pizzaria (PSDB).

Para a vice-presidência da Câmara de Vereadores, assumirá o servidor público municipal, Nelson Santana da Rocha, o Nelson Kbeção (Cidadania).

PSD

Diferente de quatro anos atrás, o Partido Social Democrático (PSD), não será decisivo para compor a direção da Câmara de Vereadores de Penápolis.

Dentro do partido, o vereador reeleito Júlio Caetano lançou sua candidatura à presidência no dia seguinte à eleição – durante a sessão ordinária da Câmara –; condicionando, inclusive, o segundo biênio a eleição de uma mulher.

Inclusive teria conversando com Feltrin, para solicitar o apoio de Letícia Sader e José Antônio Ferres Chacon, o Cabeça do Coletivo, ambos do MDB, antes mesmo de conversar com o prefeito eleito Caíque Rossi e seus pares de poder legislativo.

A ausência de Júlio durante a campanha eleitoral, a falta de lealdade, aliada com prepotência adquirida após a expressiva votação – que lhe rendeu a primeira colocação – teria afastado o prefeito e os vereadores da coligação de declaram publicamente apoio a sua candidatura.

Nos bastidores, Júlio Caetano tem dito que está sendo traído pelo grupo capitaneado pelo prefeito eleito Caíque Rossi. Mas, desde o início tem condicionado em suas negociações de que ele deveria ser o presidente por ter sido mais votado.

Em uma das oportunidades, ao pedir respeito por ter sido o mais votado, ouviu do Ivan Sammarco: “Eu devo te respeitar, como você me respeitou na eleição passada?”. Fazendo alusão ao episódio de que Júlio votou no Rubinho Bertolini, ao invés de votar no Ivan – que na oportunidade teria sido eleito em primeiro nas eleições de 2016.

Que ano hein!?

Lembro-me exatamente onde eu estava na virada de ano. Naquele momento, com minha família, imaginávamos que seria um ano incrível.

Mas, a partir de março, tudo mudou. A pandemia do novo coronavirus – o Covid-19, chegou e nos três primeiros meses ficamos isolados em casa.

Depois, quando demos conta que a pandemia não iria passar, tentamos voltar ao novo normal, com todo o cuidado possível. Contudo, atitudes que minimizavam a doença que matou mais de 180 mil brasileiros, fizeram com que parte da população aceitassem que estava tudo bem. E definitivamente não está!

Naquele momento, me tiraram do ar no rádio, por expressar a minha opinião contrária com a “marolinha” que estava por vir. E aqui no blog comecei a relatar todas as omissões da gestão Célio e Feltrin com relação ao coronavirus, que culminou com a prisão do então secretário de saúde, Wilson Carlos Braz, o “coroner”.

Na sequência, enfrentamos uma eleição de Davi contra Golias. Enquanto estávamos tentando uma cadeira no poder legislativo, pessoas de todos os lados, estavam trabalhando muito para que eu não entrasse na política institucional. E conseguiram. Mas, também consegui ajudar a tirar o atual grupo que usou e abusou de ações de corrupção.

Mesmo que não reconheçam o meu papel, sei que contribui e muito para tirar esse grupo da prefeitura. Entretanto, continuarei aqui, nesta página, apresentando todos os fatos necessários para trazer a verdade para todos os penapolenses. Independente de quem estiver no governo. Meu papel é ficar de olho e assim eu farei.

Mas hoje, queria agradecer você por estar comigo em todos os momentos e compartilhar comigo todos os desafios que enfrentei. Você foi incrível e sem você nada disso teria sido possível.

E no próximo dois anos, teremos diversos novidades por aqui – que com certeza deixará você surpreso -; Espero continuar contando com você. Posso contar?

Prefeito eleito anuncia novo secretário de comunicação

O prefeito eleito Caíque Rossi (PSD) anunciou na manhã dessa terça-feira (15), em suas redes sociais, o novo secretário de comunicação. Será o jornalista Geso Júnior.

Geso é sócio e diretor de comunicação da Latina Comunicação e Marketing – e que gerencia a conta da Unimed Penápolis ligada a médica e vice-prefeita eleita Dra. Mirela Fink.

Além da formação em comunicação social, Geso Júnior é especialista em Comunicação Empresarial e Governamental e mestre em Comunicação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Atualmente é doutorando em História, também pela Unesp.

NOMES

Nas últimas três semanas, o prefeito eleito tem divulgado nomes para compor o governo que iniciará a partir do próximo dia 1º de janeiro.

Para a secretaria de saúde, a escolha foi pelo médico Dr. Luiz Washington Bozzo Nascimento Filho. Ele é funcionário público municipal e atende na Macro I do Multirão, no Jardim Eldorado. Além disso, atua também na Santa Casa de Misericórdia de Penápolis, onde o atual diretor clínico do hospital.

Já nas secretarias de educação e cultura, foram confirmados os mais cotados para assumir a função. Na educação, o professor José Carlos Pansonato Alves, o Zeca. Ele atuou como secretário entre 2013 e 2017, na gestão do atual prefeito Célio de Oliveira (sem partido).

Na cultura, assumirá o publicitário, jornalista e ex-vereador Lucas Casella. Ele também atuou como secretário de cultura, na gestão interina de Rubinho Bertolini.

Para a secretaria de obras, foi indicado o engenheiro civil, Fernando Rosa. Fernando é filho do ex-presidente do Daep, Odemar Rosa Pereira.

Já Edison Ribeiro de Almeida, é funcionário público federal, atuando como gerente na Agência de Correios. Ele é pai do advogado eleitoral, Renato Ribeiro de Almeida.

O secretário de Assistência Social e Cidadania será o atual secretário de integração Social de Avanhandava, Pedro Sanchez.

Já o presidente do Daep, será o arquiteto Carlos Alberto Bachiega. Bachiega já atuou como diretor da autarquia entre os anos de 1993 a 1995, na gestão do ex-prefeito Alidino Valter Bonini.

O empresário penapolense Fábio Ferracini, dono da Vinícola Ferracini será o secretário de Desenvolvimento e Trabalho. O eterno capitão do Clube Atlético Penapolense, Leandro Perez será o secretário de Esportes, Lazer e Juventude.

E o atual secretário de planejamento da gestão Célio e Feltrin, Coronel Daniel Rodrigueiro será o chefe de gabinete e secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana.

Além deles, Caíque já havia divulgado Maria Emília para Finanças e Thiago Mazucato para Governo e Gerência da Cidade e agora acumulará a secretaria de Planejamento.

Caíque Rossi divulga mais cinco nomes para compor o próximo governo

O prefeito eleito Caíque Rossi (PSD), divulgou no início da tarde dessa quarta-feira (9), mais cinco nomes que irão compor o secretariado da próxima gestão – entre 2021 e 2024.

Para a secretaria de saúde, a escolha foi pelo médico Dr. Luiz Washington Bozzo Nascimento Filho. Ele é funcionário público municipal e atende na Macro I do Multirão, no Jardim Eldorado. Além disso, atua também na Santa Casa de Misericórdia de Penápolis, onde o atual diretor clínico do hospital.

Já nas secretarias de educação e cultura, foram confirmados os mais cotados para assumir a função. Na educação, o professor José Carlos Pansonato Alves, o Zeca. Ele atuou como secretário entre 2013 e 2017, na gestão do atual prefeito Célio de Oliveira (sem partido).

Na cultura, assumirá o publicitário, jornalista e ex-vereador Lucas Casella. Ele também atuou como secretário de cultura, na gestão interina de Rubinho Bertolini.

As novidades ficaram por conta dos secretários de Obras e Serviços e de Agricultura, Meio Ambiente e Abastecimento. Para a secretaria de obras, foi indicado o engenheiro civil, Fernando Rosa. Fernando é filho do ex-presidente do Daep, Odemar Rosa Pereira.

Já Edison Ribeiro de Almeida, é funcionário público federal, atuando como gerente na Agência de Correios. Ele é pai do advogado eleitoral, Renato Ribeiro de Almeida.

SEMANA PASSADA

Na semana passada, o prefeito eleito Caíque Rossi tinha divulgado outros 5 nomes para compor o governo que iniciará no próximo dia 1º de janeiro. O secretário de Assistência Social e Cidadania será o atual secretário de integração Social de Avanhandava, Pedro Sanchez.

Já o presidente do Daep, será o arquiteto Carlos Alberto Bachiega. Bachiega já atuou como diretor da autarquia entre os anos de 1993 a 1995, na gestão do ex-prefeito Alidino Valter Bonini.

O empresário penapolense Fábio Ferracini, dono da Vinícola Ferracini será o secretário de Desenvolvimento e Trabalho. O eterno capitão do Clube Atlético Penapolense, Leandro Perez será o secretário de Esportes, Lazer e Juventude.

E o atual secretário de planejamento da gestão Célio e Feltrin, Coronel Daniel Rodrigueiro será o chefe de gabinete e secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana.

Além deles, Caíque já havia divulgado Maria Emília para Finanças e Thiago Mazucato para Governo e Gerência da Cidade e agora acumulará a secretaria de Planejamento.

Ainda falta a divulgação das secretarias de Administração e Comunicação.

Foto: Lazaro Junior/Hoje Mais Araçatuba.

Mais de 10 mil penapolenses deverão ser vacinadas na 1ª etapa do Plano Estadual de Imunização contra o Coronavírus

O governador do Estado de São Paulo, João Dória, anunciou no início da tarde dessa segunda-feira (7), o Plano Estadual de Imunização contra o Coronavírus. De acordo com o governo a proposta é nesta primeira etapa sejam imunizados os trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas e pessoas com mais de 60 anos.

[rsc_restrict_content allowed_to=”logged_in”]

Em Penápolis – segundo o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações – serão ao todo 10.319 pessoas, sendo que, 1.405 são de profissionais da saúde e 8.914 são de pessoas com mais de 60 anos. A expectativa é que sejam aplicadas mais de 20 mil doses da vacina, em pelo menos, 18 postos de vacinação.

Além das três macros de saúde que possuem salas de vacinação – Eldorado, Centro e Santa Terezinha, as outras seis unidades de saúde, incluindo a macro IV da Planalto que serão usadas na campanha, o Governo do Estado vai propor aos municípios a adoção de normas especiais para vacinação em farmácias, quartéis da Polícia Militar, escolas, terminais de ônibus e postos volantes em sistema drive-thru.

O objetivo é garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização.

CRONOGRAMA

O cronograma estipula cinco etapas de vacinação a partir do início da campanha. Até o fim de março, estima-se que quase 20% dos 46 milhões de habitantes do estado estejam imunizados com duas doses da CoronaVac e conta com a rápida aprovação da vacina do Butantan pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A CoronaVac é desenvolvida em parceria internacional entre o Instituto Butantan e a biofarmacêutica Sinovac Biotech. O resultado da fase 3 com o índice de eficácia do imunizante deve ser divulgado na próxima semana.

Estudos clínicos já demonstraram que 94,7% dos voluntários não tiveram evento adverso. Dos que apresentaram alguma reação, 99,7% relataram sintomas de baixa gravidade, como dor no local da injeção e dor de cabeça leve. Artigo publicado na revista científica The Lancet apontou que a vacina do Butantan produziu resposta imune em 97% dos participantes dos estudos.

Público AlvoDose 1Dose 2
Profissionais da Saúde, indígenas e quilombolas25/0115/02
Pessoas com 75 anos ou mais08/0201/03
Pessoas com 70 a 74 anos15/0208/03
Pessoas com 65 a 69 anos22/0215/03
Pessoas com 60 a 64 anos01/0322/03

[/rsc_restrict_content]

Prefeito eleito Caíque Rossi anuncia mais 5 nomes para o próximo governo

O prefeito eleito Caíque Rossi (PSD) divulgou mais 5 nomes para compor o governo que iniciará no próximo dia 1º de janeiro. O secretário de Assistência Social e Cidadania será o atual secretário de integração Social de Avanhandava, Pedro Sanchez.

Já o presidente do Daep, será o arquiteto Carlos Alberto Bachiega. Bachiega já atuou como diretor da autarquia entre os anos de 1993 a 1995, na gestão do ex-prefeito Alidino Valter Bonini.

O empresário penapolense Fábio Ferracini, dono da Vinícola Ferracini será o secretário de Desenvolvimento e Trabalho.

O eterno capitão do Clube Atlético Penapolense, Leandro Perez será o secretário de Esportes, Lazer e Juventude.

E o atual secretário de planejamento da gestão Célio e Feltrin, Coronel Daniel Rodrigueiro será o chefe de gabinete e secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana.

Além deles, Caíque já havia divulgado Maria Emília para Finanças e Thiago Mazucato para Governo e Gerência da Cidade.