fbpx

A Corrida eleitoral

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Neste blog evito escrever sobre política local ainda mais de atores que conheço muito bem. Mas dessa vez vou abrir uma exceção e vou expor minha opinião sobre a corrida eleitoral para ocupar a cadeira do Prefeito João Luís.  
Não é de hoje que escutamos falar de nomes como Claudio Tiradentes (PR), Ivan Sammarco (PSDB), Ricardo Castilho (PV), Célio de Oliveira (PSD), Nardão Sacomani (DEM) e os prefeitáveis Roberto Torciano, Lourival Rodrigues e Eder Granato (PT).   
Para uma cidade com quase 60 mil habitantes ter 6 candidatos à prefeito, acho que é muito. Mas estamos valendo do poder democrático que a política nos oferece. Têm alguns bem preparados e outros que acham que são preparados.
Temos que cuidar desde já para não cairmos no conto do vigário e acreditar no primeiro santo milagroso que aparecer nessa campanha. Por enquanto está tudo muito tranqüilo, não se concretiza as candidaturas faltando um pouco menos de um ano para o pleito.
Na eleição de 2008, escrevi que fosse verdade que o Ivan Sammarco (PSDB) tivesse recebido “grana” para ser vice do Cláudio Tiradentes, que o pai dele Dr. Bráulio estaria revirando no túmulo. Quase quatro anos depois, o Claudio Tiradentes solta na imprensa local que tem provas contundentes com o Ivan. Serão as promissórias de pagamento para ser vice?
O Claudio está mesmo querendo atirar “merda” no ventilador, pois insinuou que teria provas contra outro prefeitável, no caso, Célio de Oliveira, que antes de sair do DEM e ir para o PSD, numa conversa informal disse que tudo que pegou emprestado foi pago e tem como provar, inclusive foi na mesma época que foi assessor parlamentar do então deputado estadual Dr. Ricardo Castilho.
Em falar em Dr. Ricardo Castilho, tem gente ainda que acredite que o Dr. Ricardo é uma força política na cidade de Penápolis? Pra mim, e essa é uma opinião única e exclusiva minha, que ele “morreu” politicamente. Depois desses dois fiascos nas últimas eleições para deputado, mostrou que ele perdeu força. O Dr. Ricardo e o PV, no qual fiz parte, vão ter que se reinventar para continuar no governo.
Um cara bom é o Nardão Sacomani, um trabalhador, um incentivador do esporte amador, mas que de um tempo para cá, se perdeu no caminho e o que era para ser a luz da terceira via, se apagou. E agora ficará a sombra do PSDB, PV ou PSD.
Para o PT, o jogo esta mais fácil do que se imaginava, pois a oposição dividida como está, sobrará facilmente. Creio que o grande nome dessa nova fase é mesmo o do Roberto Torsiano, por tudo que ele representa dentro do próprio partido e para grande parte da população ele é o homem que continuará o belíssimo trabalho do prefeito João Luís.
Não é a toa que foi um dos melhores vereadores que a cidade já teve. E quando foi convidado pelo próprio João Luís para assumir o controle da Santa Casa não se omitiu, enfrentou anos e anos de colapso na administração do hospital e com apenas três anos de trabalho mudou a cara da Santa Casa, fez com que os funcionários voltassem a ter a alegria de trabalhar lá depois de anos sem um pagamento em dia. 
Mas como tudo não é um mar de rosas, o PT vai ter que se decidir primeiro quem será seu candidato, pois outros dois nomes entraram na jogada, o Diretor Presidente do DAEP, Lourival Rodrigues e o Presidente da FUNEPE e ex-secretario de agricultura, Éder Fonzar Granato.
Os dois têm estilos bem diferentes, o Lourival, mesmo com aquele jeito marrento, é um cara gente boa e mostrou ser ótimo administrador. Já o Éder foi criado nas doutrinas orientais do judô, e com sua seriedade e sobriedade, demonstrou competência a frente da Fundação Educacional, reformulando e colocando-o em um patamar igual das faculdades da região.
Então é isso, vamos esperar as cenas do próximos capítulos.

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest