fbpx

BATE CORAÇÃO!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Nasci numa família tradicionalmente são-paulina [pelo menos os mais inteligentes dela são tricolores rs!] meu avô, meu tio, meus irmãos e vários primos e primas. 
Vi o São Paulo de Telê Santana, Zetti, Cafu, Toninho Cerezo, Pintado, Raí, Muller e Palhinha serem bicampeões da libertadores e mundial em 1992 e 1993. Vi também o time de 2005, 2006, 2007 e 2008 campeões de libertadores, mundial e três vezes brasileiro, fortalecendo ainda mais o meu amor por esse grande clube, que a cada ano mostra-se ser ainda maior. 
Muitos de vocês sabem que nasci na terra da garoa, mas foi aqui no interior paulista [no sertão desconhecido por muitos] que me formei e sou o que sou. 
Nem nos melhores sonhos imaginaria que um dia aqui em Penápolis eu e tantos outros são-paulinos iriam ver o tricolor paulista jogando nos gramados do Estádio Tenente Carriço. 
Pois bem, no dia 03 de março de 2013, o que poderia ser um desejo utópico isso se realizou. O São Paulo FC entrara em campo com aquele que pra mim se tornaria uma segunda paixão. 
Acompanhei de perto a trajetória do CAP (Clube Atlético Penapolense) durante o campeonato de 2011 onde sagrou-se campeão paulista da série A3. Em 2012, de forma inesperada até mesmo para os dirigentes do “Pantera da noroeste”, conseguiu o acesso para a elite do futebol paulista. 
E logo no seu primeiro jogo contra um dos grandes – Palmeiras – eles mostraram para o que vieram e ganharam dos porcos em pleno Pacaembu por 3 a 2. 
Mas, para história, ficaria a primeira recepção de um time grande na pacata Penápolis. Estádio lotado e com ele a festa que o esporte pode proporcionar. Todos estavam atônitos querendo um “beslicão” para cair na real, saindo de um sonho ilusório, para a realidade presente e perpetuada naquele momento. 
Confesso que até momentos antes da partida, eu estava em dúvida em qual portão entrar. Mas acabei dando a oportunidade para o caçulinha  tanto do campeonato, como do meu coração. 
Bom o jogo acabou 2 a 0 para o tricolor paulista com gols de Rhodolfo e Ademilson, agora a história não, que por sinal se repetirá neste domingo com a presença do grande M1TO Rogério Ceni. 
E sinceramente não sei para que lado torcer!? Bate coração! 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest