fbpx

Churrasco e futebol: combinação perfeita para festejar os jogos da Copa do Mundo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
O prato preferido dos penapolenses na hora de assistir aos jogos da seleção brasileira; dicas são importantes para garantir a qualidade 
Mi e seu sobrinho Edijario durante o preparo do churrasco dão dicas de como ficar mais saboroso a carne
A 18 dias da Copa do Mundo no Brasil, muitos penapolenses já preparam a festa em dia de jogos da seleção brasileira. Para muitos deles, o simples fato de convidar os amigos e parentes para saborear o bom e velho churrasco é uma boa pedida. 
Então, prepare a televisão, chame a turma, coloque as bebidas para gelar, acenda o fogo da churrasqueira, pois, o INTERIOR entrou em campo e preparou para você algumas dicas que deixará seu churrasco ainda melhor. 
Para ajudar nesta tarefa convidamos o churrasqueiro profissional Claudemir Tavares Bermuda, mais conhecido como “Mi”, que há 20 anos saboreia as mesas de aniversários, noivados e casamentos da cidade. 
A primeira regra é que para fazer um bom churrasco, o aprendiz de churrasqueiro tem que gostar da beira da churrasqueira. “Se o cara não gostar, ele nunca vai preparar uma boa carne. Precisa estar em cima, saber “ler” a brasa e a carne para retirar na hora certa”, diz Mi. 
Trabalhando com Mi em seu restaurante conhecemos o jovem Edjario Vieira dos Santos Filho, de apenas 17 anos, que acompanha o tio na paixão de churrasquear. “Eu gosto de preparar um churrasco, cortar a carne, temperar e servir. É muito legal quando as pessoas gostam do que a gente faz”, diz. 
Outra dica importante é na hora de comprar a carne, escolha um açougue de sua confiança. “Saber a procedência da carne e se ela é fresca já é um bom começo, nunca compre carne embalada, pois ela é industrializadamente preparada”, comenta. 
“Uma picanha, por exemplo, pesa entre 1 kg e 1,5 kg. Se a peça vendida é mais pesada do que isso, provavelmente traz uma parte de coxão duro”, alerta. 
A base do tempero da carne é o sal, mas não precisa exagerar. Mi diz preferir assar em grelha, tendo a carne em formato de bife, para temperar coloca-se um punhado de sal nos dois lados do pedaço e só. 
Mi preparando a alcatra, uma das carnes preferidas para um bom churrasco
Para não queimar a carne fique atento quanto à altura que colocará a carne. Se for bifes na grelha o ideal é ficar a 15 cm da brasa. Já para assar pedaços inteiros de carne o interessante é colocar entre 40 a 60 cm do fogo. 
Vire as carnes apenas uma vez. Espere que o sangue comece a aparecer em maior quantidade na parte superior e, então, inverta o lado com a ajuda de um pegador. Evite furar a peça.
Para Mi, a carne mais ideal para fazer um bom churrasco é alcatra. “Ela é uma carne de primeira, macia, de bom manuseio e extremamente saborosa”, comenta. 
A carne é a atração principal. Por isso, ofereça cortes diversos, que agradem a todos os convidados. “Contrafilé e alcatra são as melhores opções para se fazer um bife na churrasqueira”, aconselha. Picanha, costela, linguiça, panceta, coxa e sobrecoxa e asa de frango também fazem sucesso. 
Calcule, em média, 500 gramas para os homens e 300 gramas para as mulheres. Crianças de até oito anos costumam comer menos, por volta de 150 gramas. 
Para acompanhar prepare arroz, farofa, molho vinagrete, além de maionese de batata, salada verde e pão francês. Já para sobremesa ofereça algo mais leve como, por exemplo, salada de frutas e sorvetes. 

CONFIRA OUTRAS DICAS

1) Para um bom churrasco o ideal é colocar todo o carvão do saco em um canto da churrasqueira, deixando apenas uma pequena parte sob a grelha. Vá trazendo, aos poucos, mais carvão ao centro quando necessário. 
2) Não é recomendado utilizar álcool líquido para acender o carvão, pois produz uma chama brusca e temporária. Dê preferência para o uso da pastilha de álcool em gel, à venda em supermercados. 
3) Para saber se a temperatura das brasas está adequada para o início do churrasco, coloque sua mão a cerca de 15 cm do carvão e tente contar até cinco. Se não conseguir chegar a esse número, está muito forte. Caso ultrapasse a contagem, está fraco. 
4) Vire a peça uma única vez de lado e salgue usando sal grosso e em pouca quantidade (dois pequenos punhados são suficientes para cada lado). Não faça uma cama de sal grosso: isso fará com que a carne se desidrate e perca seu sabor. 
5) Frutas, como abacaxi, e vegetais, como cebola, são boas sugestões para sobremesa e acompanhamento para o seu churrasco. Asse a cebola a 40 cm da brasa sem deixar que ela tenha contato com a carne. Utilizar um espeto é uma boa estratégia. 
6) Já as frutas não devem ser feitos na mesma grelha das carnes, pois os sabores podem se misturar. Faça o abacaxi, por exemplo, em fatias altas e sirva com açúcar, canela e folhas de hortelã. 
Matéria originalmente publicada no Jornal Interior

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest