fbpx

Conselho do Daep aprova terceirização de 50% da coleta de lixo domiciliar

O Conselho Gestor de Saneamento Ambiental, do Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis (Daep), aprovou na manhã dessa quinta-feira (6), a terceirização de 50% da coleta de lixo domiciliar do município de Penápolis. A proposta foi aprovada por 15 votos a favor e um contrário. 

De acordo com o presidente, Edson Bilche Girotto, o Batata, a área urbana cresceu 12% nos últimos cinco anos, com um aumento de 32 quilômetros de extensão de novas ruas e avenidas. 

Atualmente, a autarquia possui 26 coletores, sendo que 21 são de coletores concursados e cinco são auxiliares de serviços gerais, divididos em cinco equipes que coletam o lixo de toda a cidade. Ainda segundo a autarquia, o tempo médio de cada uma das equipes é de 3h30. 

Além disso, houve um aumento nos acidentes de trabalho com material cortante, especialmente com vidros, sendo que nos últimos cinco anos foram registrados 16 acidentes. 

A autarquia explicou ainda que a arrecadação da coleta de lixo é de R$ 5 milhões, mas, o custo em 2016 foi de R$ 6,5 milhões. A diferença é arcada pelos valores pagos da água.

CUSTOS

De acordo com a proposta apresentada, o Daep recolhe atualmente em média 36 toneladas de lixo por dia. Com a terceirização, a empresa que for contratada ficará com 18 toneladas e o Daep continuará com 18 toneladas. 

Na reunião, a direção apresentou apenas a proposta da Monte Azul Ambiental – empresa terceirizada que presta serviço em Araçatuba. De acordo com o levantamento, a empresa cobra R$ 170 por tonelada. Ao mês, o custo seria de R$ 78,5 mil. E ao ano, R$ 918 mil. 

PS

Desde setembro, faço parte novamente do Conselho Gestor de Saneamento Ambiental. Na discussão, expus minhas considerações por votar contrário. Entre elas, o fato de algo tão importante, não ter tido tempo de debate com a sociedade penapolense, mas, principalmente, o respeito de enviar com antecedência a proposta para todos os conselheiros analisarem com o cuidado que a medida necessita. Além disso, por mais que tentaram mostrar que, agora, não haverá custos adicionais ao contribuinte; num futuro próximo poderá haver diversos aumentos, onerando ainda mais o bolso do povo penapolense.