fbpx

PITACOS #03

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Boas vindas!
Olá, primeiramente quero agradecer o REGIONAL pelo convite e espaço aberto para que eu pudesse dar meus pitacos sobre política, bem como, outras coisas mais. Explicando o porquê do nome, Sumeriando, vem dos povos Sumérios, que foram os primeiros povos a usarem uma comunicação no sistema pictográfico. E o que vamos escrever aqui, toda quarta-feira, nada mais é do que traduzir o que acontece nos bastidores políticos. 

Contribuição de Iluminação Pública
E foi aprovado em segunda instância, por 7 a 6, com voto minerva do Presidente Caíque Rossi (PSD), o projeto de lei complementar que cria a CIP – Contribuição de Iluminação Pública, que visa cobrar dos munícipes e das empresas os ativos [braço e lâmpadas] dos postes de energia da cidade. 

Mérito
O Vereador Ricardinho Castilho (PV), lembrou que a cidade de Limeira conseguiu na justiça uma liminar contra a CIP; e que por aqui só fora negado a liminar e que nem o mérito havia sido julgado. Destacou ainda que o prefeito Paulo Hadich fizera audiências públicas. 

Audiências Públicas 
Em Limeira, o prefeito Paulo Hadich, já havia realizado três audiências públicas para discutir com a população a transferência dos ativos. Aqui desde abril o prefeito Célio de Oliveira, que entrou na justiça federal com uma ação contra a transferência sabia do que o esperaria alguns meses depois, então porque não realizou nenhuma audiência para discutir o tema? 

Liderança
O vereador Prof. Luiz (PSDB), levantou durante a sessão da Câmara alguns questionamentos, entre eles, o voto a favor do vereador Alexandre Gil (PT). Também lembrou que o atual prefeito Célio de Oliveira quando Presidente daquela casa abraçava a todos e sabia liderar. E soltou diretamente ao Caíque Rossi: “Líder une e não coloca um contra o outro”. 
Nominal
Como na votação passada, o vereador Zeca Monteiro (PT), pediu ao Presidente Caíque Rossi, que o voto dessa segunda também fosse nominal. Isto é, cada vereador levantaria e se pronunciaria favorável ou contrário à matéria. Para não ocorrer o mal estar da semana passada, quanto o vereador Tiquinho (PSDB), foi impedido pelo Presidente de pronunciar seu voto na tribuna, o vereador José Santino (PT), pediu que tivesse uma flexibilidade quando fosse preferir os votos. 

Lobo em pele de cordeiro
O vereador Dr. Rodolfo (PV), pegou pesado com o vereador Tiquinho (PSDB), dizendo que ele era o lobo em pele de cordeiro, pois, fora o mesmo que institui a Zona Azul. Perguntou ao parlamentar: Porque o senhor também não faz um minuto de silêncio pelos pedágios que o governo PSDB criou nas estradas paulistas? E soltou a bomba, dizendo que o vereador havia sido condenado em segunda instância pelo TRE-SP por crime eleitoral. 

Relembrando
Durante a campanha de 2012, a assessoria de imprensa da Câmara Municipal, publicou nos jornais locais, matérias que a justiça local e agora o TRE-SP entendem ser crime eleitoral da parte dos vereadores Nardão Sacomani (DEM) e Tiquinho (PSDB). Nesta semana, o Prof. Luiz (PSDB) também será julgado. 

Perseguição
O vereador Caíque Rossi, quando usou a tribuna no pequeno expediente, disse sofrer perseguição política. Desde quando votou contra o aumento dos vereadores ou do salário, até agora, sendo achincalhado nas redes sociais por causa de seu voto de minerva. 

História
Buscou na história homem que foram tidos como loucos e que depois de algum tempo são lembrados pelos seus grandes feitos. Evocou a história de Santos Dumont que criara o 14 Bis, de Itamar Franco quando elaborou o Plano Real, de Edson Geraisatte que construiu o Gigantão Azul e do próprio prefeito Célio de Oliveira quando levantou a Câmara Municipal. 

Inflamando
Diferentemente da semana passada, as galerias da Câmara Municipal nessa segunda, estavam repletas de correligionários do prefeito municipal, tendo presença maciça de todos os secretários municipais. Houve até secretário que inflamava a plateia presente puxando palmas para os vereadores favoráveis a matéria. 

Cultura
O vereador Lucas Casella (PV), em viagem na semana passada a Brasília, conseguiu fechar com o Deputado Roberto de Lucena (PV), uma emenda parlamentar no valor de R$ 250 mil reais, para que a Secretaria Municipal de Cultura possa comprar aparelhagem de som e luz, bem como, proporcionar algumas benfeitorias para a Casa de Cultura. 
Acesse: www.fb.com/Sumeriando

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest