fbpx

DE GERAÇÃO A GERAÇÃO ACADEMIA YVONNE PENTEADO VOLTA A ATIVA

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Em 2003, o Jornal INTERIOR publicava em nossas páginas um especial que traçava um perfil cativante da senhora Yvonne Correa Penteado, dona da então conceituada regionalmente Academia de Ballet Yvonne Penteado. 
Na época, ela expressava seu cansaço e a vontade de encerrar as atividades da academia – o que aconteceu após dois anos. Entretanto, hoje ela assume que se arrependeu de ter fechado a academia. “Eu não preveni ninguém, fechei do dia para noite. Sinto falta de ver o fundo da minha casa repleta de criança”. 
Mas o que tinha ficado para a contemplação da história, terá novo capítulo a partir de amanhã (27), será inaugurada após 10 anos, a Academia Yvonne Penteado sob a direção de Ingrid Lundstedt, ex-bailarina da companhia de Yvonne que está de volta a Penápolis. “É um sonho pra mim. Pois eu sempre quis ter minha própria academia de dança e poder compartilhar esse sonho a reabertura com dona Yvonne é sensacional”, comenta Ingrid. 
A nova academia de balé está sediada na Rua Joaquim Mendes Braga, 159, no Jardim Hercília, próxima a Teletusa e atrás da Casa da Amizade.  De acordo com a Ingrid o local foi escolhido por que é um lugar tranquilo e com amplo espaço para estacionar.
A escola terá atendimento diferenciado sendo turmas de no máximo 10 alunos, com idade inicial de apenas 2 anos. “Nós teremos turmas com Baby Class que vai dos 2 aos 5 anos de idade, 1º grau a partir dos 6 anos, 2º grau a partir dos 10 anos, Balé adulto básico e intermediário, o Master Class para bailarinos avançados, bem como, o Jazz”. E os horários variam de acordo com a turma e a quantidade de aulas por semana – das 9h às 20h. 
Ingrid lembra os seus primeiros passos na Academia Yvonne Penteado. “Lembro que eu tinha começado o balé o municipal com a professora Suzana e logo a Dona Yvonne me chamou. Lá dancei, dei aula, foram os melhores anos da minha, pois, na academia cujo a fama já era reconhecida, devido a metodologia e aos professores q ali lecionavam. foram 13 anos de academia onde pude contribuir com vários espetáculos incluindo Cirque du Soleil, Lago do Cisnes, Musical Queen, entre outros. Aos 12 anos de idade tive o privilégio de receber o convite da dona Yvonne para assumir como uma das professoras da academia, esse momento me trouxe amadurecimento e conhecimento que agregou grande valor a minha carreira de bailarina”. 
Após a academia fechar, Ingrid foi morar e estudar em São Paulo, onde estudou aviação e se formou comissária de bordo atuando um ano na profissão. Já em 2005 começou atuar na gestão de salões de beleza e estética atuando durante nove anos. No ano passado, atuou com o agenciamento de artistas na região de Campinas. “Por causa do envolvimento neste ramo artístico me trouxe lembranças de minhas  raízes, onde em uma das visitas em Penápolis visitei a Dona Yvonne Penteado e pude entender que ambos os sonhos  ainda existiam – ela de ver a academia reaberta e eu de ter minha própria academia se balé – a partir daí iniciou o projeto de reabertura da academia  Yvonne Penteado”, lembra. 
HISTÓRIA
Yvonne Correa Penteado, conta aos 86 anos de idade que desde pequena procurava avidamente por fotos de bailarinas, o que lhe deixava deslumbrada. Seu pai, flautista e assíduo participante de serenatas, influenciou muito ela nas artes, que sempre teve o balé como paixão incondicional, mas formou-se professora. 
Para que seu sonho tornasse realidade através das três filhas (Martha, Denise e Graice) – e a falta de profissionais do balé era escasso na cidade resolveu ela mesmo de forma inusitada e inédita na cidade montar a Academia de Ballet Yvonne Penteado. O curioso é que ela nunca fez uma aula sequer, nunca nem pôs uma sapatilha. Chamou a jovem penapolense Ana Peters Garcia para lecionar. Em seguida, começou a ir para São Paulo, Piracicaba, Campinas com o intuito de trazer profissionais dessas cidades. “Lembro-me com carinho de Tomaz Gutierrez, argentino de renome internacional, que chegou a dançar para a rainha da Inglaterra também foi professor de nossa academia.
E aquela vontade de continuar disseminando aquilo que sempre tomou conta de sua vida, que foi a arte de expressar o corpo vendo o brilho em seu olhar, tão puro, quanto o olhar de uma criança, em sua primeira aula, vestida de bailarina ainda persiste. Agora tomando novos ares de uma nova história.

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest