fbpx

DUPLA EVANDRO & JUNINHO FAZEM SUCESSO NA INTERNET COM ‘MASHUP’

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Recentemente bateram a marca de 1 milhão de visualizações no Youtube; dupla posta vídeos de 15 em 15 dias com novas misturas
A dupla já percorreu os estados de Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás, além de algumas cidades do estado de São Paulo

A dupla sertaneja penapolense Evandro & Juninho bateram recentemente a marca de 1 milhão de visualizações no Youtube – maior rede social de vídeos do mundo. Eles fazem sucesso com os famosos ‘Mashup´s’ – composições criada a partir da mistura de duas ou mais canções pré-existentes. Normalmente é feita pela transposição do vocal de uma canção em cima do instrumental de outra, de forma a se combinarem.

“Vimos que outras duplas no Brasil já estavam fazendo mashup’s – como as duplas ‘Leo Verão e Daniel Freitas’ e ‘Lu e Robertinho’, também estavam fazendo e nós também resolvemos fazer os nossos e deu muito certo”, comenta Evandro. 

E Juninho explica que a dupla começou em 2012, mas, no inicio eram as famosas músicas do sertanejo e sertanejo universitário, vindo após seis meses os primeiros mashup’s. “As primeiras apresentações eram apenas o sertanejo, até que seis meses depois gravaram o primeiro mashup e surpreendendo muito, o nosso primeiro vídeo já foi além da expectativa e nem as gravações do DVD com o Caipiroska com tanta produção, deu certo assim”, explica Juninho.

No canal, o mashup que mais possui visualizações foram com as músicas Hey Brother e Ce é loco, com mais de 120 mil acessos. A dupla posta vídeos de 15 em 15 dias com novas misturas. E a partir dos vídeos os penapolenses tiveram os primeiros convites para tocarem nos estados de Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás, além de algumas cidades do estado de São Paulo. “Nós chegamos a ter convites de cidades do Amazonas, Bahia, Pará, Acre para tocar, mas por questões de logística não podemos tocar”.

Para diversificar os formatos dos vídeos, no inicio desse ano a dupla fez um Pocket Show. “Pedimos a casa de um amigo e gravamos lá nove músicas que estamos soltando aos poucos. Lá foi muito bacana porque apresentamos para aproximadamente 30  amigos”.

Eles não tem certeza de onde chegaram, mas sabem de uma coisa, trabalharão com o pé no chão. “Iremos onde Deus nos levar. Por nossa força quebramos muito a cara, nos outros trabalhos criamos muito expectativa em cima, então agora eu prefiro deixar a coisa fluir. Não vou criar muita expectativa”, fala Evandro.

“Vamos comemorar um dia de cada vez. É claro que a gente almeja o sucesso, ser conhecido pelo nosso trabalho. E se a gente vê o que estamos fazendo desde do Caipiroska para agora é muito legal ver a evolução. Pra se ter ideia tem mais gente nos conhecendo fora do que aqui em Penápolis”, comenta Juninho.
Influência
Mashup que mais possui visualizações foram com as músicas Hey Brother e Ce é loco, com mais de 120 mil acessos
Evandro e Juninho são primos e a música sempre estiveram no seio da família. O pai de Evandro é o músico Jair que por mais de 30 anos esteve a frente da banda American Show que percorreu fazendo bailes país a fora.
“Desde pequeno sempre fui influenciado pela música, meu pai e meu avó que era sanfoneiro sempre me ensinou. Aos 15 anos fui tocar com eles e no início era bateria, depois que passei pro vocal”, disse Evandro.

Quando a banda acabou Evandro e Juninho foram tocar numa banda de Rock in Roll.  “Nós tínhamos uma banda de rock, mas nos intervalos dos ensaios, sempre tocávamos uma música sertaneja para descontrair. Daí que surgiu tempo depois o Caipiroska”.
Com o Caipiroska, Evandro e Juninho, tinha a parceria de Danilo e outros amigos, que chegaram a gravar um DVD. “Foi uma época muito bacana pra nós, tivemos o reconhecimento aqui na nossa cidade, mas, após o DVD nós vimos que o investimento foi alto e não tivemos um retorno esperado. Com isso, víamos que grupos como Tradição e Alma Serrana estavam acabando, então decidimos finalizar o trabalho e alçar algo novo. Daí que surgiu a dupla”, comenta Juninho. 

E a dupla já tocou numa festa de universitários em Maringá e  teve aproximadamente 6 mil pessoas, também já tocou em Bacuriti distrito de Cafelândia, que a população dobra quando tem a festa de rodeio. “Foi bacana por nós duas foram top. Maringá tinha uma galera jovem que curtiu muito nosso som e em Bacuriti, o distrito é bem pequeno, mas com um público bem receptivo. Eles nos trataram com muito carinho. Nós que fomos pela segunda vez podemos sentir a mudança na organização da festa”. 

A dupla já tocou com “É o Tchan” e abriram o show de Batom na Cueca. Além disso cantaram o Hino Nacional Brasileiro no jogo da sexta rodada com Campeonato Paulista entre Penapolense e Palmeiras.

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest