fbpx

Ghapo: Grupo de humanização realiza semana “Decisão de Peito”

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Com ações direcionadas a conscientização e prevenção do diagnóstico precoce do câncer da mama, o Ghapo – Grupo de Humanização e Apoio aos Pacientes Oncológicos de Penápolis realiza na próxima semana, de 13 a 18 de outubro, a semana “Decisão de Peito”, conhecido também por Outubro Rosa.

Na semana será realizado atividade de panfletagem nas escolas públicas estaduais e particulares, faculdades, associações e comércio em geral. No dia 18 (sábado), às 9h, o grupo sairá defronte ao Museu do Sol em passeata pelas ruas do centro da cidade. 
De acordo com a responsável pelo grupo, Luciane Casella, o objetivo do evento é trabalhar a importância da pessoa fazer um autoexame. “O intuito desse evento é chamar a atenção para o câncer de mama e a importância de se apalpar para detectar a doença, principalmente, mulheres acima de 40 anos que precisam constantemente de cuidados”. O grupo preparou também atividades de arrecadação durante a passeata.
“A Kombi da Casa de Apoio estará em frente ao Santuário São Francisco de Assis recolhendo as doações de arroz e feijão que serão destinados para o Hospital do Câncer de Barretos, bem como, pedimos que os participantes vão de lenço de cabeça e ao final do percurso possa doá-lo”, comenta Luciane.
Para chamar a atenção da população Luciane passou de loja em loja, sensibilizando e convocando os comerciantes a participarem do Outubro Rosa. “Foi um trabalho de formiguinha, pois, nós conversamos com muitos lojistas que sensibilizados pela causa já decorou suas vitrines. Na Casa Síria, por exemplo, além de enfeitarem a frente, as funcionárias estão com o laço da campanha”. Espaços públicos como a Câmara Municipal de Penápolis também já enfeitaram com iluminação rosa.
GHAPO
O Ghapo – Grupo de Humanização e Apoio aos Pacientes Oncológicos de Penápolis é um grupo de pessoas que tentam levar aos pacientes com câncer um pouco de humanização nas fases de descoberta e tratamento da doença.
“Nosso objetivo é apoiar as famílias que nos procura, mostrando a eles que tudo passa, apesar de não ser fácil essa fase da vida”, comenta Luciane.
Segundo Lucília Casella, irmã de Luciane, o grupo começou a se reunir, após a irmã descobrir que estava com câncer de intestino. “A primeira coisa que eu pensei foi que eu iria perder minha irmã, mas depois ver a força e a dedicação dela em querer ficar viva, seguindo rigorosamente o estabelecido para o tratamento, nos motivou a ajudá-la nesta causa”, disse.
Atualmente, o grupo que iniciou com três pessoas, agora tem 20 membros que se reúnem toda ultima quarta-feira do mês, às 19h30, na casa da Luciane, na Rua Ipiranga, 1261.
Lucília diz ainda que se a pessoa descobre a doença em seu estágio inicial, 90% se recuperam da doença. “Sabemos o quanto não é fácil para nós acompanhantes, imagina para os próprios pacientes”.
Segundo elas, muitas famílias acabam desestruturas pelo simples fato da descoberta da doença. “Sabemos de casos de namorados, maridos e outros familiares acabam abandonando seus parceiros por que descobriram que estavam com câncer”, comenta Lucília.
Para isso Luciane, começou a visitar pessoas que foram acometidas pela doença para orientá-las e mostram que não é tão complicado assim.
“É claro que após as sessões de quimioterapia tudo o que é ruim, mas também o que é de bom vão embora de nosso corpo e por isso mesmo que precisamos manter uma alimentação saudável. Não minha casa não falta mais frutas e verduras”, comenta Luciane.
Luciane comenta ainda que precisa desmistificar essa doença. “Criaram algo tão negativo em cima da doença e que existem que você ouvir do médico que poderá ter um infarto amanhã, você vai para casa e vive sua vida normalmente, sem se preocupar com a doença, mas ela é igualmente prejudicial a saúde como o câncer”, disse.
O grupo que teve o apoio institucional da Prefeitura de Penápolis, através da Secretaria Municipal de Saúde, pretende para o próximo mês desenvolver atividades no novembro azul que versa sobre o câncer de próstata. Para divulgar os trabalhos desenvolvidos a Ghapo criou uma página no Facebook. 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest