fbpx

Governo do Estado divulga Convocação Pública para AME de Penápolis

Prefeitura alugou Imóvel para ser sede próvisória do AME Penápolis

O Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Estado da Saúde, divulgou na manhã desse sábado (10), no Diário Oficial a Convocação Pública para a contratação de OSs (Organização Social de Saúde) para gerenciar o Ambulatório Médico de Especialidades de Penápolis – AME Penápolis. Os valores do contrato não foram revelados. 

De acordo com a resolução, os interessados – que já possuem qualificação – poderão, se manifestarem, por escrito, no prazo máximo de 10 dias úteis, junto à Coordenadoria de Gestão de Contratos de Serviços de Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, em São Paulo. 

Após o término do prazo, os interessados deverão apresentar um Plano Operacional com apresentação da Organização Social de Saúde; uma descrição dos processos de trabalho que serão desenvolvidos para a execução das ações e serviços de saúde; cronograma de implantação dos serviços; e sistemática econômico-financeira para a operacionalização das ações e serviços de saúde propostos. 

Além disso, as instituições que manifestarem interesse poderão solicitar à Coordenadoria de Gestão de Contratos de Serviços de Saúde, o agendamento de visitas técnicas à unidade para subsidiar a elaboração do Plano Operacional. 

Ao todo o prazo terá duração de 30 dias.

Atualmente tornou-se, mais do que nunca, necessária uma imprensa profissional e independente. Se o Blog do Faria faz parte da sua vida, faça sua assinatura. Sai uma cerveja ao mês.

PRÉDIO

No início dessa semana, a Prefeitura de Penápolis publicou no Diário Oficial do Município o extrato do contrato de locação de imóvel, entre o município e a empresa Valente e Filhos Locação Ltda EPP – detentora do prédio onde atualmente funciona o Hospital Unimed, localizado na Avenida Leandro Ratisbona de Medeiros, nº 880, no Residencial Village. 

De acordo com o extrato, o prédio que será destinado à instalação do AME Penápolis, terá um aluguel no valor mensal de R$ 50 mil, pagos pelo Município. O valor total será de R$ 600 mil por ano. O contrato iniciará no dia 1º de janeiro de 2019 e terá duração de cinco anos. Já os pagamentos deverão ser efetuados sempre no dia 1º de cada mês.