fbpx

Instalação do AME em Penápolis pode ficar para 2020

Presidente da Câmara Ivan Sammarco e prefeito Célio de Oliveira, ao lado dos secretários de saúde Dr. José Henrique Germann Ferreira e de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi

Em reunião na manhã dessa quarta-feira (6), o prefeito Célio de Oliveira (sem partido) e o presidente da Câmara de Vereadores de Penápolis, Ivan Sammarco (PPS), ouviram do Secretário de Estado da Saúde, Dr. José Henrique Germann Ferreira, que por problemas orçamentários a vinda do Ambulatório Médico de Especialidades – AME Penápolis – poderá ficar apenas para 2020. 

Segundo as informações obtidas com exclusividade pelo Blog do Faria, o prefeito explicou aos vereadores que o Secretário Germann se comprometeu com o município para o orçamento do ano que vem. “Se tiver um boom orçamentário vamos fazer em 2019, porém, é praticamente impossível. Para 2020, eu vou remanejar o orçamento, e aí não tem conversa, eu garanto”, lembra Célio da fala do Secretário durante reunião desta manhã. 

Célio explicou ao Germann que não tem disputa com o município de Araçatuba e solicitou aos vereadores que evitem falar do município vizinho. “Não tem disputa com Araçatuba, nós estamos brigando por uma coisa, com trabalho técnico para Penápolis desde 2014. Desde a época que o Dr. Polara era Secretário Adjunto de Saúde. Desde a época que o governador era Geraldo Alckmin”. 

Interrompido pelo presidente da Câmara Ivan Sammarco “Ele pediu pro Célio o histórico”, explica o vereador. “Aí eu deixei o histórico com ele. Ele recebeu o estudo que trouxe para ele. Trouxe o estudo para ele, ele fez o recebimento com todos os dados. Agora as pessoas vão perguntar evita este negócio de Araçatuba. ‘Ah Araçatuba, não sabemos de Araçatuba. Sabemos da questão do AME em Penápolis. Estamos cuidando de nossa cidade. Ah, mas vai tirar de Penápolis? Não vai tirar nada. Não tem disputa com Araçatuba”, salientou o prefeito.

Prédio

Célio tratou com o Secretário do aluguel do prédio onde abrigava o Hospital da Unimed e que seria sede da unidade em Penápolis. “[Falei para ele] Fiz contrato de cinco anos. Ele olhou, ficou preocupado e falou assim: ‘Tudo bem. Funciona alguma coisa neste período, enquanto a gente define a data quando a gente vai fazer isso daí”, salientou o prefeito. 

Segundo o extrato, publicado no Diário Oficial do Município, o contrato é de cinco anos num valor de R$ 50 mil/mensais. Está especificado ainda que a contratação é para a instalação do AME, ficando proibida qualquer outra destinação. O contrato tem vigência desde o último dia 1º de janeiro.

Participaram da reunião, os secretários da saúde Dr. José Henrique Germann Ferreira. de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; prefeito Célio de Oliveira e o presidente da Câmara de Vereadores de Penápolis, Ivan Eid Sammarco. O vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin e os outros 12 vereadores tiveram que aguardar o fim da reunião na antessala da Secretaria de Saúde. 

Deixe a sua opinião sobre o assunto...

Blog do Faria | Todos os direitos reservados.

anuncie | área restrita