Barbudo de opinião
seja membro

Irmandade será tema de discussão na Câmara de Vereadores

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Irmandade

A presidente da Irmandade da Santa Casa, Simone Stuani, e o ex-superintendente e irmão remido, Roberto Torsiano, participam nesta segunda-feira (22), da sessão ordinária da Câmara de Vereadores.

Stuani e Torsiano foram convidados pelo vereador e líder da oposição, Paulinho do Esporte (DEM), para expor as ações realizadas no hospital, antes da intervenção municipal, em abril deste ano.

Além disso, irão explicar detalhes da relação conturbada com os atuais gestores do hospital, indicados pelo prefeito Caíque Rossi (PSD), bem como, revelar o que pretende para o futuro da Santa Casa.

Entretanto, na justificativa do requerimento, aprovado por unanimidade, no último dia 26 de outubro, o parlamentar explicou que a entidade existe há anos e que sempre contribuiu com o hospital.

Segundo ele, a Irmandade é formada por pessoas da comunidade, que voluntariamente, dedicam-se à Santa Casa, contribuindo para que mantenham as portas abertas do hospital.

No entanto, Paulinho do Esporte salienta que os irmãos remidos foram preteridos de qualquer gestão do hospital, sendo que a atual administração entrou com ação para destituir os membros da irmandade.

Irmandade em foco

Em ofício enviado ao líder do governo, Dr. Rodolfo (PSD), em setembro deste ano, a Procuradoria Geral informou que Torsiano confessou ter sido contratado pela AHBB para gerenciar o hospital. Além de fazer parte da equipe de colaboradores da própria OSs.

No documento, Torsiano tinha contrato com a AHBB, no qual emitia notas fiscais no valor mensal de R$ 12 mil, chegando alguns meses a R$ 24 mil e R$ 36 mil.

Já a presidente da Irmandade, Simone Stuani, após ter sido empossada na Irmandade, em abril de 2019, firmou contrato com a Santa Casa para prestar serviços de fonoaudiologia na UTI Geral. Na época, Stuani era vice-presidente dos Irmãos Remidos.

Contudo, em fevereiro deste ano, firmou outro contrato para atender a fonoaudiologia hospitalar, desta vez, na UTI Covid. Ao todo, a profissional recebia mensalmente R$ 7.500,00 e em ambos os contratos, o prazo era por tempo indeterminado.

Por fim, a discussão sobre a Irmandade será transmitida pela TV Câmara e nas redes sociais da Câmara Municipal. Clica aqui e ou aqui para assistir.

Como você está lendo este texto hoje, tenho um pequeno favor a pedir. É sabido que estamos em momento de crise e incerteza, mas, a solidariedade e a esperança é que me move todos os dias.

Dezenas de leitores, deram um passo para nos apoiar financeiramente. Isso nos mantem abertos e independentes. Ao contrário de outros portais de notícias, o jornalismo profissional do Blog do Faria está disponível para que todos possam ler, independentemente se podem pagar ou não.

Afinal, acreditamos na informação e como ela pode impactar as pessoas, comunidades e/ou inspirá-las a realizar seus sonhos e objetivos. Meu objetivo é oferecer aos leitores uma perspectiva crítica de ações de governo – seja ela, de qual esfera de poder for, pois acabam moldando a realidade a que estamos inseridos.

Cada contribuição, fortalece nosso jornalismo profissional. Apoie o Blog do Faria com apenas R$ 9,90/mês.

comentários

Os comentários não representam a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem.

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

Lembre-me no mês que vem

Enviaremos a você no máximo duas mensagens no mês que vem.

Comunicar erro

Comunique ao Blog erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Irmandade será tema de discussão na Câmara de Vereadores

BLOGDOFARIA

Barbudo de opinião

Envie sua notícia