fbpx

PITACOS #30 – FRENTE PARLAMENTAR DE JUVENTUDE

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Conferência
Na quarta-feira (21), estive em São Paulo para dois importantes compromissos. O primeiro foi na Coordenadoria de Políticas da Juventude, na Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo. Lá participei de mais uma reunião da Comissão Organizadora Estadual que elabora a 3ª Conferência Estadual de Juventude. Ainda não temos datas e nem local definidos, mas, muito em breve traremos mais notícias.
Frente Parlamentar
O segundo compromisso foi à tarde na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lá as vossas excelências deputado Caio França (PSB) e a deputada Leci Brandão (PC do B), retomaram as discussões da Frente Parlamentar de Juventude. Na oportunidade, como membro de um Conselho Municipal de Juventude e da articulação estadual do Fórum Paulista de Juventude falei da importância de se efetivar o tão sonhado Conselho Estadual de Juventude, que servirá para discutir nossas aspirações a cerca das políticas públicas de juventude que contemple toda a diversidade dos mais de 10 milhões de jovens paulistas.
Conselhos Municipais
Falei também que neste processo estão os conselhos municipais de juventude que na “ponta” dialoga e constroem juntos com os governos municipais as PPJ´s, Porém precisamos de um trabalho efetivo junto aos prefeitos e prefeitas dos 645 municípios paulistas para que criem e efetivem órgãos de juventude (sejam eles secretarias e coordenadorias de juventude); Conselhos de Juventude; e Fundos Municipais de Juventude.
FPJ
E foi na perspectiva dos Conselhos Municipais, que em 2009, surgiu e assim permanece até hoje o Fórum Paulista de Juventude, como um espaço aberto à discussão, reflexão, formação, proposição e troca de experiências entre os municípios do Estado de São Paulo e de todo país, visando à melhoria da qualidade de vida da juventude paulista.
FPJ II
O Fórum conta com diversos atores como conselheiros municipais, gestores de juventude e jovens dos movimentos sociais. Por isso afirmamos o compromisso com a construção de uma sociedade justa, solidária, democrático-participativa e que respeite as diferenças, colocando o Fórum Paulista de Juventude, a disposição da Frente Parlamentar de Juventude, pois, entendemos que é um importante espaço e quem vem somar na construção das Políticas Públicas de Juventude no Estado de São Paulo.
Festivais
E pelo segundo ano consecutivo, a Secretaria Municipal de Cultura, realiza o “Carlão Rock”, festival que surgiu para substituir o já extinto “Plis Rock”, que por sua vez nasceu para homenagear Carlos Ferreira, popular Carlão, que faleceu em 2008 e foi um dos maiores incentivadores do rock´n´ roll em Penápolis.
Carlão Rock
O “Carlão Rock” será hoje (23), na Praça Nove de Julho, a partir das 17h. Tocarão no festival três bandas de Penápolis – “Banda Don Ramon”. “ADN Rock”, com integrantes também de Campinas e a “Banda Hëllisch”. Já da cidade de Marília vem a “Banda Partido dos Poetas”.
Pethit
E para encerrar o festival sobe ao palco o cantor paulistano Thiago Pethit, que cantará os sucessos do CD ‘Rock’n’Roll Sugar Darling’, que em seu novo trabalho evoca o rock’n’roll clássico, mas provocativo, apropriando-se de sua origem marginal, afetada, sexy e debochada para chegar a canções em que guitarras rockabilly e tambores à la Bo Diddley convivem com batidas eletrônicas, elementos digitais e samples. O show é gratuito e faz parte do Circuito Cultural Paulista, uma parceria entre a Prefeitura de Penápolis e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Exposição
E começa hoje, a partir das 20h, no Museu do Sol, a exposição “Terra, Cor e Fogo”, com as artistas penapolenses Ana Franco, Celinha Trindade e Celina Passafaro. As três vão mostrar suas ideias transformadas em objetos de beleza para uso ou para contemplação. A exposição fica até 17 de dezembro.
Estudantes
Na sexta-feira passada, a Câmara Municipal de Penápolis realizou audiência pública para tratar da reorganização das escolas públicas no Estado de São Paulo. Participaram as representantes da Apeoesp Tereza Cristina e da Umesp (União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Penápolis), Larissa Gimenes. É de lamentar a ausência do dirigente regional de ensino Lucinei Aparecido Euzébio – que sequer enviou representante em seu lugar, mostrando claramente que a posição do Estado é unilateral, impositiva e truculenta. Na terça-feira, parte da Umesp foi até São Paulo protestar contra a reorganização.
Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@ricardofaria.com.br. E acesse: www.ricardofaria.com.br

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest