fbpx

Lori Sassani: artista plástica americana radicada em Penápolis incentivará a criatividade em seu novo ateliê

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
A proposta é misturar história da arte, com o desenvolvimento do processo criativo através da experiência e prática 
Lori prepara o painel será utilizado durante as aulas no ateliê com referências gregas, egípcias e de pintores renomados pelo mundo
“Era uma vez, um professor de artes que tinha uma filha de cinco anos. Ele a incentivava a imaginação através dos quadros de pintores famosos que projetava todas as noites na sala de sua casa. Com o tempo ela começou a produz suas próprias obras de artes”. 
Essa história é da artista plástica norte-americana Lori Ann Sassani Ruggiero, 33 anos, radicada em Penápolis há 10 anos, após se casar com o penapolense John Ruggiero. Eles se conheceram na Kutztown University of Pennsylvania, nos Estados Unidos, quando ele estudava comércio exterior e ela artes plásticas. 
“Estudar artes plásticas para mim foi a extensão da minha casa, pois, nela eu era estimulada o tempo todo a criar. Meu pai, ministrava aulas de artes nas escolas e universidades da Pennsylvania e sempre nos ensinou também”, comenta Lori. 
Depois de tanto tempo no Brasil resolveu somente agora colocar seu talento a disposição daqueles que desejam aprender as maravilhas das artes plásticas. Ela inaugura no próximo mês, o ateliê Creative na galeria Geraissate, onde ministrará aulas de pintura para crianças e jovens de 5 a 18 anos. 
“A ideia é misturar um pouco da história da arte, com o desenvolvimento do processo criativo através da experiência e prática de cada um dos alunos”. 
Segundo ela, o importante é criar, pois, criando se desenvolve, por isso, usará artistas renomados e que estão mais próximos da vivência e do olhar de cada participante, assim ensinará estimulando a pensar qual foi à técnica, pincel, tinta ou cor que o pintor usou em uma tela.  
Para estimular essa percepção durante os cursos no ateliê, a Lori convidou seu pai Mark Sassani, que também é artista plástica e trabalha atualmente com restaurações, para que viesse ao Brasil e criasse um painel com referências gregas e egípcias, bem como, de grandes artistas como Leonardo da Vinci, Picasso e Van Gogh, que serão utilizadas durante as aulas. 
ESTÍMULOS
Ela contou com a ajuda de seu pai, o artista plástico e restaurador Mark Sassani que veio especialmente dos Estados Unidos para construir o painel
De acordo com Lori o ensino da arte não é apenas para artistas. É mais do que apenas ensinar as técnicas de como segurar um pincel ou aprender sobre as cores, é simplesmente a maneira mais educada de melhorar o pensamento criativo. 
“A arte expande a mente e a alma, dotando-nos da capacidade de interagir com o mundo ao nosso redor, fornecendo-nos um novo conjunto de habilidades de auto expressão e comunicação trazendo componentes fundamentais que nos faz humano em nossa essência”. 
Lori explica que a arte promove atividades cerebrais fundamentais quando criança. 
“Todas as nossas buscas criativas na vida adulta decorre principalmente dos elementos adquiridos durante a infância, nos proporcionando uma inteligência criativa através da imaginação”. 
“O fato de desenhar uma imagem, pintar um retrato ou fazer uma colagem estimula principalmente nas crianças a comunicação visual, aprendendo a expressar sentimentos, sem o usa das palavras, tornando-se uma linguagem que não poderiam ser expressas de outra forma”, disse. 
Perguntas surgem: Como posso olhar para algo e desenhá-la no papel? Para Lori é bem simples. Ela diz que a arte permite que as crianças façam suas próprias avaliações, sendo que ao mesmo tempo, aprende que o problema pode ter mais de uma resposta e mais de um ponto de vista. 
“Em vez se seguir regras ou orientações especificas, o cérebro da criança se envolve na descoberta de ‘como’ e ‘por que’, aprendendo a observar e descrever, analisar e interpretar”. 
Lori orienta que a arte é uma experiência que requer livre pensamento, experimento e análise, sendo assim a arte é um processo e não um produto. 
“É tentador querer de nossos filhos que as coisas saiam perfeitas para provar que eles são bem sucedidos e que estão no caminho certo. É importante para nós, como parte da sociedade, que nossos futuros pensadores estejam equipados com a inteligência de imaginação, portanto, é reconfortante saber que podemos relaxar”, finaliza. 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest