fbpx

Museu do Sol oferece aulas de bordados finos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

A cinco anos, de uma conversa informal com Anita Cabelereira, a museólogo Beth Bergner, montou em sua casa um pequeno grupo de pessoas interessadas a aprender as técnicas de bordados à mão – os chamados bordados finos.

Após seu falecimento – em maio desse ano – um dos grupos resolveu continuar os trabalhos, desta vez, dentro das instalações do lugar em que Beth mais se dedicou – o Museu do Sol.

Além disso, resolveram denominar a turma de: “Grupo de Bordados Beth Bergner”. “Beth sempre foi uma inspiração para nós. Resolveu montar o grupo para repassar as técnicas que aprendera e agora queremos retribuir, continuando este importante legado”, explica a coordenadora do grupo, Maria Lúcia Lima da Silva, a Malú.

O grupo que se reúne semanalmente no Museu do Sol, sempre às quartas-feiras, das 15h às 17h, realizam trabalhos diferenciados com bordados finos em linho puro e cambraia de linho, por exemplo.

Para o atual diretor do Museu do Sol, Joaquim Alberto Fernandes, o Beto Fernandes, é uma honra abrir o museu para receber mais essa atividade. “Nós somos sabedores de quanto a Beth gostava do bordado e ter a possibilidade de recebê-los aqui é um enorme prazer”, salienta.

O grupo está aberto para receber novas pessoas que desejam aprender as técnicas de bordados à mão. Para saber mais detalhes, basta procurar a secretaria do Museu do Sol ou ir durante o horário dos encontros.

EXPOSIÇÃO

A exposição ‘Irmão Sol, Irmã Lua’ sobre São Francisco de Assis, uma homenagem profana que a cidade presta ao seu padroeiro, cujo nome também foi atribuído ao Santuário penapolense, um dos raros no Brasil com o nome do santo, fica aberta até o dia 31 de outubro.

A exposição conta com 18 pinturas, sete esculturas – sendo duas do acervo permanente e outras cinco do particular. Além do que, foi confeccionada uma cenografia temática, trabalhado em cima do tema religioso, trazendo a vivência, por exemplo, de São Francisco com Santa Clara. A entrada é gratuita.

ARTE NAIF

O Museu do Sol é o primeiro museu de Arte Naif da América Latina e foi fundada pela artista Iracema Arditi em 1972 em São Paulo. Já em 1978 teve a sua transferência para Penápolis.

A coleção foi à primeira do gênero, formada no Brasil, e desde sua fundação recebe continuada visitação. O museu realiza exposições periódicas, palestras e oficinas culturais, bem como, faz a coleta, documentação e promoção do gênero primitivo de arte.

O Museu do Sol é localizado na Avenida Rui Barbosa, 798 e funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h. Informações nos telefones (18) 3652-0590 e 3652-7851. A/I do Museu do Sol.

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest