fbpx

Nos últimos 12 meses, Penápolis acumula saldo negativo na geração de empregos

Ricardo Faria

Ricardo Faria

Ricardo Faria, é jornalista e autor do Blog do Faria.

Penápolis perdeu 256 vagas de emprego com carteira assinada, no acumulado dos últimos 12 meses. O resultado é o saldo, ou seja, a diferença entre contratações e demissões. Entre setembro de 2018 e setembro de 2019, foram 5.166 contratações e 5.422 demissões.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados hoje pelo Ministério da Economia.

No agregado do ano, o país registrou a criação de 191 vagas com carteira. Já no mês de setembro passado, o saldo também positivo, porém, com apenas quatro vagas criadas.

SETORES

Segundo o ministério, os resultados foram negativos em quatro setores econômicos nos últimos 12 meses e positivo em um setor. Registraram criação de vagas:

Indústria da Transformação (-238)
Administração Pública (-113).
Comércio (-23)
Construção Civil (-17)

O único setor com resultado positivo foi o de Serviços (+67 vagas).

OCUPAÇÕES

Ainda de acordo com o ministério, entre as ocupações que mais demitiram nos últimos 12 meses foram:

Alimentador de Linha de Produção (-90);
Descarnador de Couros e Peles, à Máquina (-34);
Trabalhador Agropecuário em Geral (-34) e;
Inspetor de Qualidade (-27).

Já entre as ocupações que mais contrataram estão:

Operador de Colheitadeira (41)
Tratorista Agrícola (35)
Axiliar Geral de Conservação de Vias Permanentes (24) e;
Professor de Ensino Superior na Área de Orientação Educacional (23)

JORNALISMO INDEPENDENTE

SEJA MEMBRO DO BLOG DO FARIA

APOIE O NOSSO PROJETO

R$9,90/mês

os primeiros 7 dias grátis

apoie o jornalismo independente