fbpx

Olhar crítico? É para além disso!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

A Feira | Foto tirada para o concurso de fotografia “Cena Centenária” do Museu Histórico.
Na edição deste domingo (29), do Jornal Interior, o colunista Gilberto Barbosa, que assina a coluna “Olhar Crítico” lembrou de uma postagem que fiz aqui no blog onde eu pedia ao leitor que “adotasse um vereador”. Na matéria, usei dados do próprio site da Câmara Municipal de Vereadores de Penápolis, fiz uma análise crítica dos trabalhos dos vereadores, que legitimamente foram eleitos pelo povo e, para o povo deve satisfações do que fazem, tanto com projetos que beneficie o coletivo, bem como, dos gastos da casa legislativa. 

Na coluna ele expressa que “surgiu uma hipótese ao mesmo ser postulante a um cargo de vereador nas eleições de outubro” e, que se confirmasse, as minhas abordagens poderia estar “contaminadas ideologicamente”. Sobre essas afirmações quero lembrá-los que estou me formando este ano no curso de jornalismo e, que tentei ao máximo ser isento. Tanto que ideologicamente comungo das mesmas propostas do vereador Zeca Monteiro (PT), mas não aliviei e expus que o mesmo, juntamente com o vereador Célio de Oliveira (PSD), não aprovam um projeto desde 2009. 

Se vou ser ou não candidato a vereador isso não deveria estar em questão nesta matéria que escrevi, pois, todos deveriam se preocupar com os gastos e também com os investimentos que nossos representantes fazem com um dinheiro que é público. Quero lembrá-los que quanto mais as pessoas odeiam política e se afastam dela é aí que as pessoas que gostam fazem o que querem. Nós temos muitos exemplos aqui no Brasil. 

Amigos, nós deveríamos discutir política e sermos críticos com ela, mas é uma mentira que devemos ser neutros para analisar este universo. Gostaria muito que todos os outros jovens na cidade pudessem estar num partido político e lá dentro propor uma nova política. Uma política que pudesse pensar no coletivo e que sempre beneficiará à todos e não somente um grupo. Infelizmente somente a JSB (juventude socialista brasileira) é constituída em nossa cidade. Como eu gostaria que tivesse as juventudes do PT, PDT, PV, PSDB, DEM, PSD, PPS, PR, PSOL, PC do B, PRB, PP, PTB, PMDB, entre outros. 

Tive algumas experiências em conjunto com outros grupos de juventude partidária, como por exemplo na cidade de Araçatuba, onde o governo municipal daquela cidade, está montando o Conselho Municipal de Juventude com alguns equivocos. As juventudes da JSB, da UJS (PC do B), JPSDB, JDEM, se uniram para propor algumas alterações na estrutura do conselho. Isso chama-se maturidade política. Tenho certeza que quando a cidade tiver isso os paradigmas políticas dessas cidade mudará. E o interesse será maior pela nossa cidade. 

Gilberto, me corrija se estiver errado, mas tu quis dizer que “devemos” evitar palavrórios e verborragias ocas, para não sofrer consequências dentro do processo político amanhã? Se for, quero lhes dizer que não tenho mais medo disso, já sofri com isso e não mudei, prefiro dormir com minha consciência tranquila no travesseiro. 

Espero que haja muitas outras ações que possam refletir sobre o desempenho de nossos líderes, pois só assim eles não se acomodarão com suas ações e poderão sempre melhorá-las. Abraços! 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest