fbpx

Padre Afonso Lobato assume vaga do deputado Fernando Cury

Ricardo Faria

Ricardo Faria

Ricardo Faria, é jornalista e autor do Blog do Faria.

O padre Afonso Lobato (PV) tomou posse como deputado estadual na manhã dessa sexta-feira, 9 de abril. Ele assume o lugar do parlamentar Fernando Cury (Cidadania) – que perdeu por 180 dias o mandato de deputado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

José Afonso Lobato é sacerdote da Igreja Católica há 30 anos e foi deputado estadual entre 2003 e 2019. É a quinta vez que o político ocupa uma vaga no legislativo paulista

Na posse, que contou com a presença do 2º vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado André do Prado, o parlamentar disse que sua expectativa é fazer com que o mandato de deputado estadual atinja o objetivo que, no seu entendimento, é construir uma sociedade melhor.

“Assumo o cargo colocando-me à serviço da população. O mandato é uma ferramenta importante e eu percebi, como padre, que é um instrumento que, aliado à minha vocação e à minha escolha, amplia a forma da gente trabalhar. Hoje precisamos ser acolhedores e sensíveis à dor do outro, porque vivemos momentos em que, às vezes, o egoísmo fala mais alto”, disse.

PROJETOS

Como deputado, foi autor de diversas leis, como a que instituiu a Política Estadual de Incentivo ao Uso da Bicicleta e a que estabeleceu critérios de transparência que deveriam ser seguidos pelos estabelecimentos paulistas para a cobrança de dívidas dos consumidores.

A criação de uma Política Estadual de Apoio ao Cooperativismo e a regulamentação da cobrança em estacionamentos também são normas propostas por ele.

Ao longo da sua trajetória, o parlamentar tem oferecido apoio às Santas Casas, hospitais e instituições de recuperação de dependentes químicos, além de trabalhado por projetos culturais, esportivos e de qualificação profissional.

CASO

A deputada Isa Penna (Psol) acusou o deputado Fernando Cury (Cidadania) de tê-la assediado publicamente durante a votação do orçamento do Estado de São Paulo na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) na 65ª Sessão Plenária Extraordinária em 16 de dezembro de 2020.

Já no último dia 1º de abril, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou o projeto de resolução que determinou a perda temporária de mandato, por 180 dias, do deputado Fernando Cury (Cidadania), por infringir o Código de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. Durante o período, o parlamentar perde todas as funções, incluindo subsídio e atividades de gabinete.

Para o presidente da Alesp, o deputado Carlão Pignatari, afirmou que, com a decisão, o parlamento, com maioria absoluta dos seus integrantes, “dá um claro recado a toda sociedade, de que não admite qualquer situação de assédio, seja quem for ou o tipo que for”.

JORNALISMO INDEPENDENTE

SEJA MEMBRO DO BLOG DO FARIA

APOIE O NOSSO PROJETO

R$9,90/mês

os primeiros 7 dias grátis

apoie o jornalismo independente