fbpx

Penapolense é campeão mundial de jiu jitsu

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
Foto: Ricardo Faria
Ricardo Silva foi campeão mundial de jiu jitsu em Abu Dhabi nos Emirados Árabes
O jovem penapolense, Ricardo Silva, 15 anos esteve na Câmara Municipal de Penápolis para receber os cumprimentos dos vereadores pelo excelente desempenho no campeonato mundial de jiu jitsu, tornando-se campeão do mundo.
Começou a praticar a luta marcial quando tinha apenas 10 anos de idade para se proteger. “Eu era muito franzino e porque meu pai tinha medo de eu apanhar na escola, me colocou na academia para aprender auto defesa”, disse.
Silva iniciou e treina até hoje na academia Saikoo, do professor Massao Shinkai, por onde já participou de vários campeonatos estaduais e brasileiros com grande destaque.
No mês passado, entre os dias 15 a 19 de maio, o atleta participou do World Professional Jiu Jitsu Championship 2014 em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, após participar da seletiva mundial em São Paulo.
No campeonato o jovem que lutou na categoria juvenil, faixa azul, com peso até 56,5 kg, enfrentou dois árabes e um jordaniano para chegar ao título. Segundo ele, a qualidade dos atletas brasileiros é melhor que de outros países. “Nós brasileiros por não termos estrutura somos mais raçudos do que os gringos. Lá nos Emirados é obrigatório o “jiu” nas escolas a partir dos três anos e mesmo assim nós vencemos”, afirma.
Silva lutou em três oportunidades e sagrou-se campeão após vencer as três por finalização. Ele que chegou um dia antes da competição, fez duas lutas no mesmo dia e a grande final no dia seguinte. “Achei que o fuso horário iria me derrubar, porque dormi apenas uma hora e meia, mas graças aos suplementos, aos treinos e o apoio dos brasileiros que foram comigo e consegui vencer as lutas”, disse.
A participação de Silva na competição mundial só foi possível porque a empresa Asperbrás, dos irmãos Teté e Beto Colnaghi, patrocinaram integralmente as passagens e estadia do jovem atleta no país do oriente médio durante os dias de competição.
“Isso só foi possível pela mediação do nosso amigo Rodrigo Janjacomo que trabalha na Asperbrás, juntamente com meu pai que trabalha em uma das empresas do grupo no Congo conseguimos o patrocínio”, salienta Silva.
Foram com ele Rodrigo Janjacomo e o atleta Isaque Paiva. A próxima competição será o Brasileiro, no dia 16 de maio em São Paulo.
Reportagem publicada originalmente no Jornal Interior

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest