fbpx

PITACOS #62 – Quer conhecer uma pessoa, dei-lhe poder!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

PODER
Minha sábia mãe sempre me disse que: “Quer conhecer uma pessoa, dei-lhe poder”. E nestes últimos 47 dias, o vereador e presidente interino da Câmara Municipal de Penápolis, Evandro Tervedo Novaes (DEM), está mostrando ser. Vide a votação para a presidência, que até agora não se pronunciou e talvez nem se pronunciará oficialmente sobre o assunto; a polêmica com a Igreja Católica; a truculência regimental para não colocar nenhum projeto, requerimento, indicação ou moção na primeira sessão e tão pouco a representação contra ele próprio em nenhuma das sessões subsequentes.

INTERPRETAÇÃO
E falando em representação, tanto o presidente (que tem como uma das prerrogativas de interpretar o regimento interno, quanto a assessoria jurídica (seja ela contratada por ele ou da própria Câmara), se equivocaram feio ao usar o art. 232 para justificar o prazo regimental para entrar na pauta a representação. No referido artigo o prazo é para proposições. Já no artigo 40, parágrafo 1, o texto é claro: “será incluída na sessão imediata”. E isso fez toda diferença nas duas últimas sessões.

TRIBUNA
Ainda com relação ao regimento interno da Câmara de Vereadores de Penápolis, o presidente e nenhum dos vereadores penapolenses se atentaram que o advogado do presidente interino da Câmara, Raimundo Cândido da Silva Júnior, não é morador e consequentemente não vota em Penápolis. Ou seja, ela não poderia ter usado a tribuna livre da última segunda-feira (13), pois, no art. 138 do regimento interno é bem claro: “ser eleitor, comprovando-o através da apresentação do Título de Eleitoral”.

PALHAÇOS
O paradoxo de Epiménides se fez presente na Câmara de Vereadores de Penápolis. Ele dizia enquanto cretense que era – que todos os cretenses eram mentirosos. Pois bem, a vereador Ester (PSD), disse durante o pequeno expediente que aquela sessão estava vendo um programa de humor e que ali era um circo. Se ali é o circo, então todos os vereadores são os palhaços?

RETIRADA
Logo no início da sessão, o vereador Mauro Olímpio dos Anjos (SD), pediu que todos os assessores da presidência (incluindo o assessor jurídico contratado, o segurança e a mulher do presidente), que ficavam no corredor entre o plenário e a área administrativa da Câmara, saíssem do local. Após o presidente pedir a retirada, eles tomaram assento nas galerias da Câmara. Um deles virou líder de torcida gritando a todo momento “Uhuuul” ou “Chupa essa manga”.

CHANTAGEM
Correu durante a sessão da Câmara de Vereadores de que os parlamentares Evandro Tervedo, Estar Mioto e Bruno Marco, assinaram enquanto mesa diretora um pedido de cassação com o vereador Ivan Sammarco (PPS), com a justificativa de quebra de decoro parlamentar na primeira sessão da Câmara. Segundo consta, isso seria uma chantagem do presidente aos vereadores de oposição para que neutralizasse a representação contra ele. Contudo, o pastor retirou sua assinatura e a representação contra o Ivan não prosperou. Será que a oposição dará sequência na representação?

FORÇA POLICIAL
O vereador Tiquinho (PSDB) repercutiu ofício do vereador Evandro Tervedo Novaes, solicitando a presença da polícia militar da sessão da última segunda-feira (13). A solicitação era pelo movimento nas redes sociais das páginas “Porra Prefeito” e do “Vereador Não é Profissão”, que estaria convocando os católicos de Penápolis e os interessados para propor processo de cassação contra um vereador após instigação feita por um frei da cidade na qual os fatos estão sendo investigados na justiça.

PRISÂO
O vereador presidente interino pede inclusive que para a manutenção da ordem e disciplina, inclusive com a possível voz de prisão por crimes de calúnia, injúria, desacato ou até mesmo ofensas físicas que poderão ocorrer devido a alteração dos ânimos de um grupo específico. Que ano ele está? Entre os anos de 1964 e 1985? Contudo, o cenário de horror descrito no ofício não se configurou por alguns motivos. Um deles e creio que o principal é que o povo penapolense é um povo ordeiro. Creio que vereador já devia saber disso. O interessante ainda é que não sabemos por qual motivo, mas, nenhum policial apareceu na sessão da Câmara e nem por isso o caos foi instalado. O vereador deveria conhecer mais o povo que ele representa.

CASA DE APOIO
Saindo do campo político e passando para a área social, acontece hoje (17), nas quadras externas do Ginásio Nagib Sabino, o Nagibão, a 3ª edição do Show de Prêmios da Casa de Apoio de Penápolis em Barretos. Esse é o único evento que arrecada dinheiro para a manutenção da entidade durante o ano todo. Foram colocadas 2 mil cartelas ao preço de R$ 15. Vale a pena participar. O evento começa a partir das 19h.

Até a próxima. Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@blogdofaria.com.br. E acesse: www.blogdofaria.com.br

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest