fbpx

PITACOS #27

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print
CISA 
Na edição de ontem (10), publicamos aqui no INTERIOR uma matéria sobre o possível fechamento do CISA (Consórcio Intermunicipal de Saúde), que engloba as sete cidades da microrregião – Penápolis, Avanhandava, Barbosa, Glicério, Braúna, Alto Alegre e Luiziânia. A verdade é que a empresa pública de natureza privada criada em 1986, está mal financeiramente. São mais de 24 milhões de dívidas com INSS patronal e o FGTS não é recolhido desde setembro do ano passado. 
Fechamento
Mesmo com todo esse cenário, a diretora geral Renata Vidal afirma que não tem hipótese alguma de fechamento do CISA. Do outro lado, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penápolis Anderson Leone, o Batata, está mobilizando servidores, vereadores e comunidade para discutir o assunto numa audiência pública que será convocada pela Câmara Municipal de Penápolis. 
Médicos
No pequeno expediente da última sessão, o vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho, ao comentar o sofrimento de uma cidadã que usara a tribuna da Câmara, disse que a empresa que atuar no Pronto Socorro Municipal contrata médicos que se “formaram ontem” e que se fosse assim era melhor não ter médico. De pronto o vereador Dr. Rodolfo rebateu a fala do parlamentar dizendo que muitos dos profissionais do Pronto Socorro fizeram residência e tem experiência para estarem ali. 
Leite de Pedra 
O prefeito Célio de Oliveira (PSD), tem dito nos últimos meses que a Administração está “tirando leite de pedra” e que se não alterasse os pagamentos de pequeno valor de 20 para 6 salários mínimos, de ações judiciais transito e julgados pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a Prefeitura de Penápolis não suportaria até o fim deste ano. 
Cargos 
Pois bem, nas últimas duas semanas, a administração municipal enviou para a Câmara de Vereadores, dois projetos que criam quatro cargos de encarregaturas – Chefia de Serviços e Licitações; Chefia de Transporte Público; Serviço do INCRA e Serviço de Inspeção e Fiscalização dos produtos de origem animal. Nos dois primeiros, 10 de 12 vereadores com direito a voto votaram contra, rejeitando assim a criação dos mesmos. Já no de Chefia do INCRA, os parlamentares foram bem claros que a prefeitura deve extinguir alguns cargos para obter êxito. No caso do Serviço de Inspeção e Fiscalização dos produtos de origem animal, a mudança será apenas de secretarias, saindo da Secretaria de Saúde e indo para o de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente. 
Mulheres
Acontece hoje, 11, a partir das 7h30, a 2ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres. Com o tema “Mais direitos, participação e poder para as Mulheres” o evento vai avaliar o que já está sendo desenvolvido e definir estratégias para avançar fortalecendo ainda mais as políticas públicas para as penapolenses. O encontro será no CEU das Artes, rua Manoel Foz, 515, na Vila Aparecida. 
Trânsito
Também hoje, 11, mas a partir das 19h30, a Câmara Municipal de Penápolis realiza a audiência pública sobre a municipalização do trânsito. 
Serão discutidos entre outros assuntos: os benefícios da municipalização, criação da Junta Administrativa de Recursos e Infrações, a estruturação administrativa, as obras de engenharia, a ordenação do fluxo de veículos e pedestres, sinalização, regulamentação de estacionamentos e programas de educação, preparação técnica, adequação legal do município às normas e leis do trânsito.
Ministérios
E não é que os possíveis cortes de ministérios no governo federal está dando o que falar? A presidente Dilma Rousseff determinou que houve diminuição de apenas 10 dos 39 ministérios existentes. Mas o Ministro de Planejamento, Nelson Barbosa sugeriu o corte de 15 pastas. Entre as possíveis mudanças está a incorporação do Desenvolvimento Agrário à Agricultura ou ao Desenvolvimento Social, e a extinção do Turismo. 
Cultura 
Nesta mudança, o MinC (Ministério da Cultura) poderia voltar a integrar o Ministério da Educação. Entidade que militam na área cultura já se mobilizam contra esse possível retrocesso. É inadmissível que o MinC desapareça, pois é o único espaço oficial possível da disputa do pensamento, da reflexão e do simbólico no governo federal. #MinCResiste
Abandono
Fechar o MinC hoje seria abandonar a cultura tradicional indígena, quilombola, dos povos de terreiro, de matrizes africanas, do Circo – que apenas nos últimos 10 anos conseguiram alguma representação junto aos poderes públicos. Seria abandonar os artistas, fazedores e pesquisadores de Teatro, Dança, Artes Visuais, Cinema, Hip Hop, além de todas as linguagens embrionárias advindas da relação contemporânea entre tecnologia e Arte. Seria abandonar a construção cotidiana da subjetividade dos brasileiros.
Exposição
Está aberta à visitação gratuita a exposição “Uma ideia sustentável”, instalada no Museu do Sol. A exposição conta com cerca de 60 trabalhos artísticos criados pelos alunos do Ateliê do Museu do Sol. São obras desenvolvidas ao longo do primeiro semestre, cuja temática abordada foi a sustentabilidade do planeta e o reaproveitamento de materiais. A exposição é aberta ao público e pode ser apreciada de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, na Avenida Rui Barbosa, 798, centro.
ricardo@ricardofaria.com.br | www.ricardofaria.com.br 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest