fbpx

Pitacos #44 – Temer, jamais! Golpismo [travestido] de processo democrático.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Pra história…
Daqui a alguns anos, constará nos livros de história, o dia 12 de maio de 2016, como uns dos principais momentos de ruptura democrática do Brasil. Isso porque, uma presidente eleita através do voto foi destituída sem cometer nenhum crime de responsabilidade.

Emocionada
Bastante emocionada, a presidente Dilma Rousseff falou ao povo brasileiro do momento difícil da democracia brasileira, pois, ela que sofrera com tortura durante a ditadura militar, agora sofre com a injustiça e com o jogo político golpista de Michel Temer e Eduardo Cunha.

No braços do povo…
Após o discurso, Dilma Rousseff saiu pela porta da frente do Palácio do Planalto e numa grande simbologia foi aos braços do povo brasileiro, relembrando uma cena de janeiro de 2011, quando o então presidente Luís Inácio Lula da Silva, entregou a faixa presidencial para sua sucessora e saiu com seus 80% de aprovação para os braços do povo brasileiro que estavam durante a posse.

Casa Grande
É lógico que após a terceira e a quarta derrota da Casa Grande, houve uma grande revolta e com isso o movimento desesperado de obter as forças do poder novamente. Não foi à toa que pediram ainda em 2014, a recontagem de votos e a anulação das eleições. No ano passado, as diversas manifestações regadas com muito champanhe e agora pela família, pelas amantes e em nome da “coxinhice”.

Senzala
Mas, os moradores da Senzala estão atentos e não sairão das ruas para reivindicar o direito a democracia e ao poder do voto. Esse afastamento, só vai fazer Dilma Rousseff percorrer de norte a sul, do Oiapoque ao Chuí, dialogar ainda mais com o povo brasileiro. E estaremos a todo momento de olho no golpista mor Michel Temer.

Ministério
O que me chamou a atenção na composição dos ministérios de Michel Temer, foi além das velhas raposas que voltam ao Planalto Central, está o ex-secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Alexandre Moraes, que além de bater em crianças e jovens que de forma legitima ocuparam a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e escolas estaduais, deixa o governo paulista com o histórico de ter aumentado em 61% mortes com confrontos com a PM. Ele terá como uma das missões gerenciar a Polícia Federal. Tenho pra mim que ele terá pelo menos duas missões: Prender o ex-presidente Lula e a presidente Dilma e diminuir as forças de investigação, principalmente, porque o agora ministro do Planejamento Romero Jucá e o Michel Temer estão na lista da Lava Jato. E o Moro? Ele aposentará logo, logo! Cumpriu seu papel.

Terras de Maria Chica
Aqui nas terras de Maria Chica, o circo [Câmara Municipal de Penápolis] está pegando fogo. Em reflexo ao que está acontecendo em Brasília, aqui os discursos estão aflorados. Um dos vereadores diz que ficou perplexo em ver como manchete nos três jornais “uma lombada”, enquanto, que outro disse que a grande obra do prefeito Célio de Oliveira [PSDB] foi o Penápolis Garden Shopping, prometido em campanha, pelo então candidato a prefeito Ivan Samarco e seu vice [dono do Shopping] Rafael Ferreira.

Bastidores
O vereador José Santino [PT], mostrou na tribuna cópia do Plano de Governo do prefeito Célio de Oliveira onde falava em valorizar o funcionalismo público. Durante a fala de Zezinho, o vereador Caíque Rossi [PSD], sentado em sua mesa gritou: Boa! Fazendo alusão ao discurso do petista.

Estranhamento
Após o Tiquinho [PSDB] usar a tribuna, ele bateu boca com munícipe que falou pra ele que em cinco anos não fez nada! Ele rebateu: “Cinco anos é diferente de cinco mandatos, já são quase 20 anos em prol da população”. O munícipe respondeu: Já passou da hora de mudar!

Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@blogdofaria.com.br. E acesse: www.blogdofaria.com.br

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest