fbpx

PITACOS #50 – Palpites e o processo golpista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Pitacos
Lembro-me que no início desse ano dei meus palpites sobre as eleições municipais de outubro. Pois bem, do cenário que apresentei confirmou-se a quantidade de postulantes a cadeira de Prefeito de Penápolis. Além disso, três dos cinco candidatos.

Pitacos II
Não lembro se na época comentei que os políticos penapolenses tinham o costume de tencionar e distensionar, mas, a realidade era que em um ano eleitoral saiam quatro, cinco candidatos e no outro dois. Isso acontecia, pois, os partidos se uniam para derrubar o governante. Essa será a primeira vez, em vinte anos, que as duas últimas eleições teremos cinco postulantes. Mostrando-nos que os últimos quatro anos foi tenso de todos os lados.

Votos
Esse ano batemos o recorde de candidatos a vereadores no município de Penápolis. A priori serão 209 candidaturas, podendo mudar de acordo com a confirmação da justiça eleitoral. O mais curioso, [e nós sabermos o quão é difícil uma eleição para vereador] é que tem candidatos dizendo claramente que bate a casa dos mil votos. Imagina se todos os candidatos pensassem assim teríamos de ter 200 mil eleitores no município. Tem candidato que precisa cair na real.

Sr. Candidato
Creio que está na hora da sociedade civil [instituições, associações e movimentos], se organizar para promoverem conversas, debates, documentos para que os candidatos a prefeito possam se comprometer com pautas ligadas a juventude, mulheres, crianças e adolescentes, pessoas com deficiências, negros, mas também, com o comércio local, transparência, entre outros.

Exemplos
Na eleição passada, duas ações surtiram efeito. A primeira foi do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da Funepe que organizou durante uma semana conversa com todos os candidatos e ao final eles assinaram um documento se comprometendo a ajudar a instituição. Não à toa, que nos primeiros meses desse governo foi acertado um aporte financeiro à Funepe. O outro exemplo veio do Conselho Municipal de Juventude que pediu para os postulantes assinarem o “Pacto pela Juventude”, documento no qual se comprometiam com os mais de 14 mil jovens. A parte do governo foi feita, mas, infelizmente na Câmara…

Impeachment
Começa na semana que vem a parte final do longo processo de impeachment da presidente eleita legitimamente Dilma Rousseff (PT). Serão longos dias de questionamentos da acusação e defesa. Uma coisa está clara! Não houve em hipótese nenhuma crime de responsabilidade por parte da presidente.

Impeachment II
Ficou claro nestes 90 dias que o interino Michel Temer (PMDB) não tem mínimas condições de governar um país da magnitude do Brasil. Além disso, esses três meses mostraram quem é realmente comprometido com a democracia brasileira. Aqueles que voltaram para o conforto do sofá, após defenderem a saída de Dilma Rousseff e que achavam “ingenuamente” que a corrupção iria acabar com saída do PT. E aqueles que acreditam na democracia e lutou e ainda lutará bravamente contra as políticas golpistas de um governo interino.

Dilma vai
A presidente Dilma Rousseff (PT), divulgou essa semana que irá ao Senado Federal no próximo dia 29, se defender no processo de impeachment. Ela foi orientada pelos próprios senadores petistas para que fosse pessoalmente, pois, dependendo do seu discurso iria convencer os indecisos e assim conseguir livrar-se do impeachment.

Golpistas
Tanto é que esse governo é golpista que na quarta-feira (17), o Ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), disse que é contra a Venezuela tomar posse de presidente do Mercosul por violar os direitos humanos. Como ele pode falar em direitos humanos, se a primeira coisa desse governo golpista fez foi extinguir o Ministério dos Direitos Humanos, da Mulher, da Igualdade Racial e da Juventude.

Golpista II
Como diz o jornalista brasileiro Paulo Henrique Amorim: “Gilmar Mendes, do PSDB de Mato Grosso”, aquele ministro do STF que gosta de aparecer mais do que a Xuxa. Disse essa semana que a Lei da Ficha Limpa parecia ter sido feita por bêbedos. Como pode um magistrado falar de uma lei que é reconhecida nacional como um dos pilares para extinguir da política candidaturas com fichas sujas?

Até lá. Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@blogdofaria.com.br. E acesse: www.blogdofaria.com.br

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest