fbpx

Polícia Seccional envia à Prefeitura documentos que comprovam fraudes em setor de ambulância

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

A Polícia Seccional de Araçatuba enviou, no início do ano, ofício endereçado ao Prefeito Célio de Oliveira (sem partido), informando que durante as investigações, ainda em andamento, foi detectado que ao menos três motoristas da Secretaria Municipal de Saúde utilizaram documentos falsos para instruir o relatório de viagens.

No documento, obtido com exclusividade pelo Blog do Faria, o delegado de polícia, Dr. Alessander Lopes Dias, entende que o ato praticado pelos servidores foi locupletação de dinheiro público. Além disso, enviou cópias dos documentos para as devidas apurações administrativas.

Segundo o que foi apurado, durante as investigações da polícia, os hotéis utilizados pelos servidores nas cidades de Botucatu e Taquaritinga, não confirmaram a veracidade das notas apresentadas pelos motoristas, bem como, afirmaram que os mesmos não constavam nas listas de hospedes dos estabelecimentos.

Após o recebimento do ofício enviado pelo delegado, o prefeito Célio de Oliveira teria ordenado a transferência de um dos motoristas para o Pronto Socorro Municipal – atualmente gerenciado pela OSs AHBB.

Além disso, teria determinado o pagamento do adicional de 20% no salário referente ao art. 20 da Lei 111/91, acrescido de 1/3 do salário para horas de sobreaviso e mais plantão de 12 horas dentro das 36 horas trabalhadas. Já os outros dois motoristas estariam descontando horas.

O Blog do Faria apurou ainda que a Comissão de Sindicância só foi instalada no último dia 27 de janeiro.

OUTRO LADO

No início da tarde dessa segunda-feira (3), o Blog do Faria procurou o prefeito Célio de Oliveira para comentar o assunto, mas, o mesmo indicou o secretário de administração, Rodolfo Valente Araújo para responder os questionamentos.

O secretário de administração confirmou que a Prefeitura de Penápolis recebeu o ofício da seccional e colocaram os três servidores a par da situação. Informou ainda que os motoristas foram transferidos para outros setores que não tenham a obrigatoriedade de mexer com dinheiro.

De acordo com o Rodolfo, um dos motoristas foi mesmo para o Pronto Socorro. Um segundo voltou a exercer hoje as funções de motorista, indo para a Cozinha Piloto. E um terceiro está com atestado médico, mas, já solicitou demissão do quadro da Prefeitura.

Com relação ao processo administrativo, disse que foi aberto logo após o recebimento do ofício da polícia seccional.

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest