fbpx

Célio revoga permissão de uso de equipamentos ao CISA

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email
Share on print

O prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira (PSDB), decretou na última terça-feira (22), a revogação do decreto 4293 de 13 de maio de 2013, que concedia a permissão de uso, a título precário e gratuito, de pelo menos, 11 equipamentos ao Consórcio Intermunicipal de Saúde (CISA). O decreto de nº 5806 foi publicado na edição dessa segunda-feira, dia 28, do Diário Oficial e vale imediatamente. A medida é uma retaliação ao CISA, que no mesmo dia suspendeu, por tempo indeterminado, os atendimentos ambulatoriais do município de Penápolis – que segundo a própria administração são ilegais.

Entre os equipamentos estão uma Autoclave horizontal de mesa; um Retinoscópio; um Ceratômetro; uma Serra elétrica para gesso; três Microscópios Binoculares; um Oftalmoscópio; um Bisturi Elétrico; um Ecobiômetro e um Vídeo endoscópio completo.

O prefeito Célio de Oliveira informou o decreto já havia tido para a publicação, mas, que nesta terça-feira (29), irá verificar. Com relação a reunião na manhã dessa segunda-feira, o prefeito disse que o acordo com o CISA vai depender uma proposta que envolva a diminuição de custos operacionais do CISA. 

Já para a prefeita e presidente do CISA, Helena Berto (PV), o Consórcio tinha conhecimento de um ofício enviado pelo prefeito Célio de Oliveira requerendo os equipamentos. Contudo, desconhecia o decreto que revogava a permissão.

JUSTIÇA
Na semana passada, após suspensão dos atendimentos, o prefeito Célio de Oliveira, havia anunciado a saída do município de Penápolis do CISA e a criação do Centro de Especialidades de Penápolis (CEPEN).

Contudo, no mesmo dia em que anunciava o novo serviço na imprensa, a Prefeitura de Penápolis entrava na justiça local com um pedido requerendo tutela antecipada com objetivo de retornar os atendimentos ambulatoriais do CISA, mostrando claramente a indefinição do governo com relação à saída da associação pública e o futuro do novo serviço perante a falta de recursos para a manutenção dos atendimentos.

Tanto é que posteriormente, o próprio município desistiu do processo com a justificativa de que as partes (CISA e Administração Municipal) entraram em composição amigável – que terá nova rodada de negociação na próxima terça-feira, dia 5 de junho.

SAÙDE MENTAL
De acordo com as informações obtidas pelo BLOG DO FARIA, durante a reunião o prefeito Célio de Oliveira (PSDB) pediu que fosse liberado o atendimento da Saúde Mental, pois, poderia acarretar alguns problemas aos munícipes. Por unanimidade, o Conselho de Prefeitos liberou o atendimento à Penápolis, exceto a distribuição de remédios, pois, nenhum município está tendo acesso.

CÂMARA
A prefeita de Alto Alegre e presidente do CISA, Helena Berto (PV), foi convidada, para comparecer na noite dessa segunda-feira (28), na Câmara de Vereadores de Penápolis, para explicar a suspensão dos atendimentos e o futuro da associação pública com a possível saída do município do Consórcio.

O BLOG apurou que por solicitação do Conselho de Prefeitos, a prefeita não irá comparecer à sessão legislativa penapolense. O motivo seria para não colocar a perder, talvez, a negociação com o município de Penápolis. Mas, que assim que terminar as tratativas a prefeita irá à Câmara para dar uma satisfação aos vereadores e a população penapolense.

ATUALIZAÇÃO
Na primeira versão desse texto, publicada às 18h54, o BLOG DO FARIA não tinha conseguido falar com o prefeito de Penápolis Célio de Oliveira. O prefeito respondeu os questionamentos e a matéria foi atualizada às 19h59. 

ARQUIVADO EM:

Deixe sua opinião sobre o assunto...

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on pinterest