fbpx

IDOSA DE 90 ANOS É A 7ª VÍTIMA DA DENGUE EM PENÁPOLIS

Uma idosa de 90 anos morreu na madrugada de hoje (24), na Santa Casa de Misericórdia de Penápolis vítima de dengue. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde. 
A doença teve sorologia confirmada após realizados exames durante a internação. por exames realizados durante a internação. De acordo com a nota da assessoria de imprensa é de que a paciente estava sendo monitorada desde sua internação na Santa Casa ocorrida em 12 de março. 
Neste período houve uma transferência para a cidade de Araçatuba, quando ficou internada por 10 dias na UTI daquele município, retornando à Santa Casa de Misericórdia, onde faleceu na madrugada deste dia 24 de março.Desta forma, a cidade passa a contar com 07 mortes confirmadas por dengue em 2015.
DADOS 
A Serviço de Vigilância Epidemiológica, divulgou os dados atualizados referentes à situação da dengue no município. De acordo com o serviço, até hoje (24), foram notificados 2.962 casos, sendo 1.997 casos positivos. Outros 700 pacientes aguardam o resultado de exames. 

ARTISTAS REPERCUTEM FECHAMENTO DA OFICINA CULTURAL SILVIO RUSSO

Everton Campanhã
Artistas penapolenses estiveram na noite de domingo (22), em Araçatuba para participar da manifestação e engrossar o coro pelo não fechamento do polo regional da Oficina Cultural Silvio Russo, órgão do governo do Estado de São Paulo.
Há oito anos, a iniciativa do governo estadual marcava o fim das delegacias regionais de cultura e dava os primeiros passos para terceirização na área cultural. De lá pra cá, diversas ações com os 43 municípios da região administrativa de Araçatuba eram feitos pela Oficina Cultural.
Em Penápolis não era diferente, a parceria ia muito além das oficinas de formação e de produção cultural. A cidade emprestou dois importantes nomes da cultura local para serem coordenadores do projeto. Paulo Henrique de Carvalho e posteriormente Douglas Augusto de Oliveira. Para muitos Douglas deu uma nova dinâmica, ouvindo as necessidades locais, fazendo do prédio um equipamento cultural.
Para o secretário de cultura, Luiz Carlos Colevatti, o fechamento do polo da Oficina Cultural Silvio Russo é uma perda irreparável. “Já algum tempo a oficina cultural vem sendo um importante instrumento para a formação de artistas no município” e salienta que a possível ida para a unidade de Presidente Prudente é um distanciamento enorme. “É muito complicar ficar no guarda-chuva de Presidente Prudente, pois, é uma cidade longe de nossa realidade. Além do mais, é uma região grande e abarcar mais 43 municípios é ter uma perda enorme na política de formação”, comenta.
Everton Campanhã
Segundo Colevatti, é importante que os prefeitos se mobilizem e clamem ao governador Geraldo Alckmin que reconsidere a decisão visto que a região de Araçatuba é a segunda região economicamente mais pobre do Estado de São Paulo e perder um instrumento desses afetará e muito a formação cultural de muitos paulistas. “Temos que mobilizar nossos prefeitos para que marquem audiência com o governador para tratar entre os outros assuntos do não fechamento das Oficinas Culturais”.
Já para o vereador Lucas Casella, militante na área cultural essa atitude do governo estadual é um retrocesso. “Particularmente acho um retrocesso enorme. Já ministrei muitos cursos lá e participei de outras tantas que muito me ajudou no aperfeiçoamento, isso devo a oficina cultural”.
Como parlamentar vai pedir apoio de políticos de todas as instâncias como prefeituras, casas legislativas, bem como, deputados estaduais para que não ocorro o fechamento desse importante espaço. “Já vamos pedir apoio a deputados, prefeitos e enviar oficios para que isso não aconteça, vamos tentar de todas as formas possíveis de inferência para que não ocorra o fechamento”, salienta.
DIGNIDADE
Já para o ator, Rodrigo Santiago, 30 anos, o corte de verbas na Secretaria de Cultura do Estado já é um absurdo. “A cultura é uma das secretarias que menos recebem dinheiro, e com tão pouco, os gestores juntamente com artistas tentam trabalhar com dignidade e produzir um trabalho junto à população”.
Um outro aspecto totalmente negativo do fechamento da Silvio Russo é sua a localização. “A oficina cultural fica num município com cerca de 500 km longe da capital e ela atende cidades esquecidas do ponto de vista de circulação cultural, sendo a oficina praticamente a única a mandar algum tipo de aparato cultural para essas cidades que as vezes nem secretaria municipal de cultura possuem” e conclui: “Mais uma vez, nossos governantes estaduais deixam claro o tipo de política que desenvolvem. Uma política que não garante nem o pão, nem a água e muito menos o circo”.
Everton Campanhã
A atriz Amanda Ribeiro participou recentemente de um workshop “Investigações do Corpo no Espaço Urbano” pela Oficina Cultural Silvio Russo. Foi a última atividade até então com a prefeitura de Penápolis.
“É uma perda enorme para os artistas da região. Enquanto nós precisamos de vários equipamentos que nos apodere em relação as políticas culturais dos grandes centros, o governo do estado sem nenhum justificativa plausível fecha esse que é um importante espaço de formação artística”, finaliza.
HOMENAGEM
O nome Sílvio Russo é uma homenagem a um dos principais artistas de Araçatuba. O local deve deixar de funcionar já no mês que vem. Mais de 50 mil pessoas, entre artistas e público, já passaram pela oficina e foram inúmeros espetáculos, shows, e cursos de formação. Apesar de confirmar o fechamento da oficina, a organização social contratada pelo governo do estado disse que as atividades serão mantidas, mas em outros lugares, por meio de parcerias.

RAZÕES PARA NÃO IR MAIS À IGREJA

Dia após dia me convenço de que minha decisão de não ir a igreja está certa. (Isso não quer dizer que deixei de acreditar em Deus). 
Mas ver e ouvir de cristãos o que anda acontecendo nas igrejas locais me deixa extremamente triste. E o problema é que em sua maioria, os pastores e pastoras são prepotentes ao ponto de acharem que estão fazendo a coisa certa. 
Igrejas com mais de 600 membros, sendo na sua maioria de jovens proibindo-os de frequentarem eventos cristãos com a justificativa de excluí-los da congregação. 
Outras que monta grande templo em bairro periférico, com a justificativa de ganhar os pobres, mas dentro da sua própria igreja não comunhão entre os membros ficando somente na forma. E o pior fazendo campanha de oração para intervir “celestialmente” na vinda de um pastor na cidade. 
Mas o pior é ver igrejas tradicionais sendo tomadas por regulação econômica – afastando antigos membros por causa de ameaças de outros membros que tem “dízimos gordos” com a justificativa que não podemos perder esse dinheiro. 
Essas igrejas fazem parte do Conselhos de Pastores de Penápolis, que mesmo tendo em sua presidência Rodrigo Sonsino – pastor moderno e com uma vida reta perante a Deus, afinal de contas, já morei em sua casa e sei da sua retidão. Mas, alguns dos pastores que integram o colegiado são extremamente conservadores capazes de fazerem coisas escabrosas em nome de Deus. 
Até mesmo fazendo um levante contra a conferência que terá a presença do Pr. Ariovaldo Carlos Jr., homem de Deus e líder da igreja Manifesto (ligada ministerialmente ao Ministério Sal da Terra). 
Ele é pós-moderno e sabe usar brilhantemente as redes sociais como Youtube e Facebook, não é a toa que ele tem mais de 75 mil seguidores. Ele é o idealizador do projeto Bíblia Freestyle  – proposta de leitura bem humorada das Escrituras Sagradas, interagindo com a cultura pop da geração Y. 
Ele explica que não é uma tradução, que não possui fins acadêmicos e nem sequer a pretensão de substituir uma leitura bíblica integral. Mas, quem sabe, com um pouco de humor, muitos que nunca tiveram contato algum com o texto bíblico sejam animados a estudar e aprender um pouco mais.
Esse pastor vem sendo acusado de satanista por diversos ‘irmãos na fé’, inclusive que ele apanharia se ele viesse para a cidade. Será essa a melhor atitude de um irmão penapolense?
Toda essa polêmica fez com que o pastor gravasse um vídeo para explicar a situação. Onde no final e com muita razão ele diz: “Se eu conseguir em trinta minutos desfazer todo o ensino bíblico que você dedicou a sua vida a dar a essas pessoas, então com certeza você é um péssimo pastor” e ainda convoca os cristão para irem e se no final não satisfeito façam perguntas. 
Como pode “homens e mulheres de Deus” tomarem tal atitude? É por essas e outras que não vou mais nessas igrejas. Ah e hoje vou lá ver o pastor e comungar com ele a vitória de nome de Cristo Jesus. E se eu ver que a igreja está mudando eu volto com todo prazer, afinal é a casa de comunhão de nosso Pai Celestial. 

MANIFESTAÇÃO PRA QUÊ MESMO?

Arquivo/Jornal Interior
Cinco dias após as manifestações que reuniram mais de 1 milhão de brasileiros nas ruas do país, desejo registrar minha opinião sobre o que eu vi, ouvi e li. 
Entretanto, as paixões acirradas de ambos os lados, fazem com que percam a razão e partam para as ofensas particulares, sendo muitos deles sem fundamentos. 
Mesmo achando que as manifestações é um direito adquirido pelo povo, antes mesmo, da criação da Constituição Federal de 1988, não via motivos pelo quais da manifestação – a não ser pela corrupção. 
Lembro-me de um trecho do texto poético “Só de sacanagem” de Elisa Lucinda que diz: “Dirão: É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal”. Pois bem, é uma verdade. 
Esse país nasceu da corrupção e nela está incrustada há mais de 500 anos. Mas como Elisa eu também direi: “Não admito! Minha esperança é imortal! / E eu repito, ouviram? IMORTAL!!! / Sei que não dá pra mudar o começo, mas, se a gente quiser, vai dar pra mudar o final”.
Criar mecanismos eficientes que detectem, investigue e puna rigorosamente os envolvidos de crimes de corrupção é um dos caminhos para sairmos desse marasmo que o país se encontra, tendo os filhos da pátria que pagar as contas dos desmandos de um grupo de bandidos de colarinhos brancos. 
Entretanto, sair às ruas para pedir impeachment de uma presidente que foi legitimamente eleita pelo povo há seis meses e a três reconduzida para a função é no mínimo golpismo. E olha que quem está falando não foi eleitor da Dilma Rousseff nas eleições gerais de 2014. 
Diariamente na vida se ganha e/ou se perde e (in)felizmente ou não os opositores perderam legitimamente no voto, mas não se contentaram com a derrota e que só ajudam a criar um clima de instabilidade – provocado pela fase em que se está das investigações do Lava Jato. (Vale destacar que acredito na justiça desse país, sendo que, no momento certo incriminará todos os envolvidos e culpados  desse que já o maior escândalo de corrupção desse país). 
Tanto é verdade, que não se acostumaram com a derrota, que membros do partido de Aécio Neves de vez participarem do movimento por aqui nas terras de Maria Chica, rumaram para a capital paulista fazer coro na Avenida Paulista. 
Mas como é de praxe desse povo, ao sair da “manifestações” com sua camiseta #ForaDilma foram a um dos “botecos chicosos” da paulista para comemorar tomando seu delicioso chopp. Não que isso não seja legítimo, mas é no mínimo irônico. 
Quando tive a oportunidade de entrevistar um dos organizadores das manifestações de Penápolis e perguntar: E a intervenção militar você é a favor ou contra? Ele me responde que conversa com familiares que conviveu o período de regime militar e concordaria com uma intervenção militar para restabelecer a democracia, é porque ele não sabe o peso e a marca histórica que ficou dos 21 anos da ditadura militar. 
E a reforma política? Nesta manifestação ficou relevada a segundo plano. Concordo com o cantor Tico Santa Cruz, da banda Detonautas quando ele diz: “em vez lutar pelo impeachment que tal lutar pela reforma política?”. Principalmente, no que se refere o financiamento público de campanha, afinal de contas, ser patrocinada por empreiteiras já vimos no que dá – Lava Jato. 
Portanto, quando lutarem para fortalecerem a democracia e ajudarem a construir um país mais justo, igualitário e socialmente livre estarei na linha de frente apoiando-os. 

EM ÉPOCA DE PÁSCOA, OVOS FAZEM A ALEGRIA DOS CHOCÓLATRAS

Entre as especiarias sabores como damasco, pistache, paçoca e os tradicionais morango, brigadeiros, prestígios, castanhas e maracujá fazem parte das delicias
Já está a todo vapor a produção dos ovos de páscoa na cozinha de Martha Sakomoto e Cibele Torres Sakomoto
Para muitos a Páscoa é um grande momento de reflexão, onde se tem a oportunidade de reconhecer a ressurreição de Jesus Cristo, visto que, para os católicos são precedidos pelos 40 dias da quaresma, período de jejum, orações e penitências. 
Mas, para outros Páscoa também é sinônimo de muito, mas muito chocolate. Graças aos franceses que tiveram a feliz ideia de utilizar um símbolo pagão – o ovo – que antigamente era totalmente decorado para simbolizar a ressurreição de Cristo em uma especiaria dos deuses. 
Isso é a história do chocolate ou simplesmente do cacau se confunde com a do povo latino, principalmente, com o cultivo da planta pelos povos maias e astecas, mas, foi com os europeus que esse produto tornou-se algo fino e de agradável paladar. Atualmente, o chocolate é algo essencial na vida de qualquer ser humano. 
Não é atoa que a engenheira de alimentos Martha Sakomoto, largou sua carreira na capital paulista para se dedicar única e exclusivamente a um negócio de família – sorveteria. Nascia a Doce Pecado com a vontade de explorar os sabores e extrair o melhor que cada ingrediente poderia oferecer. 
O negócio não prosperou, mas, a vontade de trabalhar com doces continuou latente em Martha que resolveu juntar o útil ao agradável e transforme seus dotes culinários em um negócio rentável. Começou nos idos de 2004 e 2005 fazer bolos para casamentos e festas infantis. 
“Há alguns anos os bolos de casamento eram de dois ou três andares, como, os docinhos ficavam expostos pela mesa. Atualmente, os bolos já tem formatos de seis andares e os doces ficam em aparadores. Em pouco tempo muda aos vontades e nós temos que estar preparados”. 
Com sua sobrinha e sócia Cibele Torres Sakomoto prepara todos tipos de doces – trufas, pães de mel, doces finos para casamentos, aniversários e confraternizações, mas viram no período de páscoa um importante filão para continuar neste delicioso mercado. 
“Não é de hoje que o período da Páscoa é para nós o melhor período de venda e de exposição, afinal, somente no ano passado foram mais de 100 ovos de páscoa e para esse ano queremos mais”. 
Segundo Martha para esse ano as novidades são os ovos embrulhados com cascas recheados de sabores paçoca e trufado de pistache. Mas também outras linhas de produtos como os kit de ovinhos, a caixa trio e os ovos de colher. Esse último foi uma grande novidade no ano passado. 
“Neste período nos trabalhamos bastante, acompanhamos de perto as novidades do mercado para trazer aos nossos clientes. Ano passado a novidade era os ovos de colher, já neste ano vários concorrentes nos copiaram, mas graças a Deus, nós sabemos que só copiam o que é bom. Para falar a verdade não tenho problema com isso não, tem espaço para todos”. 
Para esse ano, elas estão investindo também numa linha infantil com os personagem da Peppa Pig e Frozen. “Nós temos uma criança em casa e ela nos serve de termômetro para saber o que a criançada esta se interessando”. 
Após a finalização de todos os produtos, as próprias sócias produzem as fotos que são impressos no catálogo. “Quando trabalhava em São Paulo tive que produzir um catálogo de gelatina e junto da equipe de fotógrafos aprendi algumas técnicas de exposição de produtos que me ajudam hoje a tirar as minhas fotos”, comenta. 
Para manter a tradição do chocolate, bombons, ovo de páscoa, o trabalho começa com pelo menos um mês de antecedência, montando o catálogo de sabores que vão ser vendidos, bem como, as amostra para a degustação dos clientes. “Nossos produtos não são iguais de qualquer produtos de lojas especializadas, pois, não trabalhamos com conservantes. Nosso produto é caseiro que não se faz em alto escala. Fazemos por encomenda e com pelo menos uma semana de antecedência”. 
Para Cibele trabalhar com Martha é um mix de sentimentos bons, com muita criatividade, controle de qualidade, profissionalismo e responsabilidade. “A Páscoa não podia ser diferente, aqui nós elaboramos os melhores produtos para nossos clientes”. E agradece: Obrigado tia Martha por me permitir fazer parte desse mundo tão doce”, finaliza. 

PARA MANTER A FORMA TEM A OPÇÃO DE CHOCOLATES SAUDÁVEIS

Jaqueline prepara o cardápio exclusivo para a necessidade do cliente, seja aquele que deseja manter a forma ou se tratar por causa da diabetes ou obesidade
Há um ano e meio, a nutricionista Jaqueline Buranello deixou de lado os consultórios para se dedicar exclusivamente a Brigaderia Nutridoces. Um novo conceito de brigadeiros gourmet que possui mais cacau e são realizados com os melhores ingredientes. 
“Eu sempre fui chocólatra, mas sempre gostei também de aliar uma boa alimentação, com isso juntei o útil ao agradável – o amor pelo chocolate e o que tem de melhor para saúde de meus clientes”. 
Segundo Jaqueline para se ter um produto livre de ingredientes indesejados, o segredo é ter em sua porção mais de 50% do cacau em sua composição. 
“Não é atoa que os chocolates belgas, considerados os melhores chocolates do mundo possuem em sua composição 80, 90, 100% de cacau”, comenta. 
Jaqueline comenta ainda que os doces são apontados como os vilões das dietas e dos bons hábitos alimentares, mas que ultimamente estão ganhando releituras e se adaptando aos paladares de quem tem limitações alimentares. 
“Meu público é para aquelas pessoas que desejam manter a forma, como também os diabéticos e obesos que necessitam regularmente de produtos light, sem açúcar, glúten ou lactose”. 
Seus clientes tornam seus “pacientes”, pois, acabam pedindo dicas de nutrição  e de produtos que sejam saudáveis. “Para isso desenvolvi receitas saudáveis de chocolates, ovos de páscoa de colher com chocolates ao leite, meio amargo, com 0% de açúcar e lactose, não utilizando produtos como manteiga, margarina, gordura hidrogenada, conservantes e aromatizantes”. 
Ela hoje produz sucos detox, bolos caseiros de mais de 30 sabores e os famosos brigadeiros com mais de 50 sabores. 

SERÁ ESSE O PRENÚNCIO DO FIM DA ERA CÉLIO DE OLIVEIRA?

Desde as eleições municipais de 2012 quando o prefeito eleito Célio de Oliveira ganhara com apenas 36% dos votos válidos estava mais do claro que não teria vida fácil. 
Pois, além disso, teoricamente teriam seis vereadores (três do PSDB e três do PT) na oposição. Configurando hoje o Ricardinho Castilho (PV) no lugar do Fabinho (PSDB) como opositor do governo do qual seu pai Ricardo Castilho é o vice-prefeito ausente. 
Mas, nesta semana um voto que parecia liquido e certo para aprovação do projeto de lei que dava uma gratificação para chefes de serviço com curso universitário fora da grade salarial da prefeitura de Penápolis não se concretizou. 
O único vereador do PSD (partido do prefeito), Caíque Rossi votou contra o projeto e de quebra ajudou a oposição a rejeitar o projeto de lei do prefeito Célio de Oliveira. 
A justificativa: “Não estava tranquilo para votar uma matéria dessa, pois, acabamos de sair de uma discussão que pede o aumento de salário dos agentes de saúde”. Na oportunidade, o prefeito Célio de Oliveira postergou para junho a resposta definitiva para os agentes de saúde. 
A postura do vereador “pegou” mal entre os parlamentares, principalmente, da base do governo. Segundo eles, não é vereador de grupo. 
O fato é que o vereador Caíque Rossi “segurou” praticamente sozinho as bordoadas da CIP (Contribuição de Iluminação Pública) e agora está tirando de suas costas qualquer matéria que possa manchar ainda mais a sua imagem. E quem sofre com isso é o próprio governo que não pode contar com o vereador do partido do prefeito. 
Será esse um prenuncio de que a era Célio de Oliveira terá seu fim em 31 de dezembro de 2016? 

PENÁPOLIS REGISTRA 6ª MORTE POR DENGUE

Um idoso de 65 anos, morador da Vila América foi a 6ª vítima que morreu por causa da dengue. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Penápolis a morte ocorreu no domingo, 08, na Santa Casa de Misericórdia. 
Segundo informa a Secretaria de Saúde, o senhor sentiu os primeiros sintomas no dia 23 de fevereiro e deu entrada no Pronto Socorro local no dia 24 de fevereiro, sendo internado na Santa Casa, onde permaneceu até a data da morte. O mesmo estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e a dengue foi confirmada por exame no dia da internação.
CASOS
O primeiro caso de morte foi de um homem de 33 anos, cujo óbito ocorreu em 05 de fevereiro; o segundo caso foi de uma idosa de 94 anos, no dia 14 de fevereiro; o terceiro ocorreu no dia 15 de fevereiro, sendo a vítima outra idosa de 78 anos; o quarto óbito aconteceu dia 17 de fevereiro, com mais uma idosa de 77 anos; o quinto caso de morte por dengue foi registrado no dia 26 de fevereiro, sendo a vítima um idoso de 89 anos).
DADOS 
A Secretaria Municipal de Saúde informou o seguinte boletim da dengue: 2.172 notificações, 754 positivos por exame laboratorial, 531 positivos por exame clínico/epidemiológico – somando ao todo 1.285 positivos – além de 808 aguardando resultados de exames e 06 óbitos entre os moradores da cidade.
***Com informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Penápolis

TEMPORADA 2015 DO CIRCUITO CULTURAL PAULISTA CHEGA A PENÁPOLIS

A cidade de Penápolis receberá diversas atrações de circo, dança e teatro, todas com entrada franca, a partir do próximo mês, durante a Temporada 2015 do Circuito Cultural Paulista. 
No dia 22 de março, às 20h, no Cine Teatro Lúmine a Cia. Triptal remonta “Abajur Lilás”, peça de Plínio Marcos, que tem na direção de André Garolli. A trama se passa em um prostíbulo, onde Dilma, Célia e Leninha vivem sob as ordens do autoritário cafetão Giro. A partir dessa relação de submissão, iniciam-se jogos de poder e conflitos de interesses.
Por meio do enredo, a peça também coloca em pauta questões como o subemprego, o trabalho precarizado, preconceitos sociais e a solidão em grandes metrópoles.
PROGRAMA 
O programa é mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com as prefeituras envolvidas. A execução é realizada pela organização social de cultura Associação Paulista dos Amigos da Arte (APPA). A distribuição de ingressos para os espetáculos do programa é responsabilidade das prefeituras dos municípios participantes. Confira a programação completa em www.cultura.sp.gov.br.
Em sete anos de existência o projeto totaliza mais de 1 milhão de espectadores e cada município participante recebe um espetáculo por mês, de março a novembro. 
A curadoria é de Valmir Santos (teatro), Alexandra Itacarambi (dança), Dib Carneiro (infantil), Marina Guzzo (circo) e Pena Schmidt (música).

CIDADE REGISTRA NOVO ÓBITO DE IDOSO COM DENGUE

Resultados de investigações epidemiológicas confirmaram que a doença causou todas as mortes já ocorridas com pacientes do município
A Secretaria Municipal de Saúde de Penápolis informa que na madrugada desta quinta-feira (26) foi registrado na Santa Casa local o falecimento de um idoso de 89 anos, internado há duas semanas com dengue. A doença foi atestada por exames no ato da internação.
Desta forma, a cidade passa a contar com 5 mortes confirmadas por dengue em 2015. A afirmação é possível tendo em vista que foram concluídas as investigações epidemiológicas dos quatro óbitos anteriores, que estavam sob suspeita da doença ter sido a causa determinante do falecimento.
Ainda segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde, também está sendo possível afirmar que a dengue provocou a morte desta quinta vítima, em razão da referida investigação epidemiológica ter começado há duas semanas, quando a mesma deu entrada na Santa Casa de Misericórdia para internação.
De acordo com as normas protocolares do Ministério da Saúde, a confirmação destes 5 óbitos tendo a dengue como causa principal, só está sendo permitida devido a estudos e exames de contra prova laboratorial efetuados por uma instituição padrão oficial, no caso o Instituto Adolfo Lutz.
Boletim
Portanto, oficialmente são 5 mortes confirmadas por dengue em Penápolis. O primeiro foi de um homem de 33 anos, cujo óbito ocorreu em 05 de fevereiro. O segundo caso foi de uma idosa de 94 anos, no dia 14 de fevereiro. O terceiro ocorreu no dia 15 de fevereiro, sendo a vítima outra idosa de 78 anos. O quarto óbito aconteceu dia 17 de fevereiro, com mais uma idosa de 77 anos. E agora o quinto caso de morte por dengue, conforme relatado (dia 26 de fevereiro, uma idosa de 89 anos).
Até o fechamento desta edição, a Secretaria Municipal de Saúde relatou o seguinte boletim da dengue: 1.368 notificações, 623 positivos, 716 aguardando resultados de exames, 05 óbitos entre os moradores da cidade.
***Informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Penápolis 

PREFEITURA DE PENÁPOLIS CONFIRMA 4ª MORTE POR SUSPEITA DE DENGUE

A Prefeitura de Penápolis divulgou na tarde de hoje (23), através da Secretaria Municipal de Saúde que a cidade registrou o 4º óbito com causa suspeita de dengue. 
De acordo com a nota liberada pela Secretaria de Comunicação a paciente não teve idade confirmada, entretanto, sabe-se que é mais uma idosa. Ela estava internada na UTI da Santa Casa de Misericórdia de Penápolis e faleceu na tarde do último dia 17. A suspeita de dengue para a causa da referida morte se dá pela sorologia positiva da paciente.
Portanto, oficialmente agora são quatro mortes sob suspeita de dengue como causa determinante em Penápolis. O primeiro foi um homem de 33 anos, cujo óbito ocorreu em 05 de fevereiro. O segundo caso foi de uma idosa de 94 anos, no dia 14 de fevereiro. O terceiro ocorreu no dia 15 de fevereiro, sendo outra idosa de 78 anos.
De acordo com a Secretaria de Saúde, foi iniciada uma investigação do prontuário da paciente, sendo este procedimento de praxe para atestar a real causa do falecimento, tendo em vista que a idosa possuía problemas de saúde pré-existentes. 
DADOS
A investigação epidemiológica de todos os  casos encontra-se em andamento, tendo em vista todos apresentavam doenças de base. A Secretaria Municipal de Saúde relatou o seguinte boletim da dengue: 1.275 notificações, 577 positivos, 325 aguardando resultados de exames e 4 óbitos sob suspeita de dengue registrados entre os moradores da cidade.

TORCEDORES DIVIDEM CORAÇÃO ENTRE PENAPOLENSE E PALMEIRAS

Rinaldo, Kleber e Douglas expressam seus amores pelo clube da capital, mas, sabem valorizar a história que o pantera da noroeste vem trilhando na paulistão
Rinaldo Bertolini, Kleber Bogo e Douglas Silva respectivamente. 
Trinta anos após a fundação da Sociedade Esportiva Palmeiras, o Clube Atlético Penapolense nascia das mãos de um descendentes de italiano – Godofredo Viana. Ele juntamente com outros dirigentes fundara o time que em 1951 se filiou a Federação Paulista de Futebol e assim começaria a jogar profissional. 
Neste mesmo ano, o Palmeiras já ganhara seu primeiro título de expressão – a Copa Rio, que anos depois foi considerado pela Fifa (Federação Internacional de Futebol) como o Mundial de Clubes de Futebol.
Essa história começa a se fundir quando de forma meteórica o Penapolense, consegue em 2012 o acesso para a elite do Campeonato Paulista de Futebol. Neste mesmo ano, o time alviverde consagrava-se campeão do Copa do Brasil pela segunda vez. 
Já em 2013, há de fato o primeiro encontro entre as equipes. O palco foi o estádio municipal Paulo Machado de Carvalho, popularmente conhecido por Pacaembu. Foi uma tarde atípica para ambas as torcidas. Os palmeirenses atônitos querendo saber que time do interior esse é que atropela o “verdão” em plena capital. E os capeanos radiantes com aquele que seria um placar histórico, marcando para sempre a história desse clube. 
Único remanescente daquele time, Jaílton é hoje um dos mais experientes desse atual elenco que busca a primeira vitória do Paulistão 2015. 
Mas isso, não tira o brilho do jogo de logo mais tarde, pois, será pela primeira fez que o time do Palestra Itália virá a cidade para enfrentar o grande pantera da noroeste. Com isso três penapolenses de nascimento, viverá uma das grandes emoções que só o futebol pode proporcionar – verão de perto os ídolos da academia que lhes encantam desdes crianças. 
De uma família tradicional italiana, Rinaldo Bertolini, de 38 anos, ouvia as histórias de paixão de seu avô pelo time do Palestra Itália. Armando Bertolini saiu da Itália e veio para o Brasil morar no tradicionalíssimo bairro paulistano do Bexiga. Então esse amor passou de geração a geração, fazendo chegar aos netos e bisnetos.  
Rinaldo, aos 19 anos foi morar no Japão para trabalhar e lá, no outro lado do mundo teve uma das suas maiores glórias com o Sociedade Esportiva Palmeiras – ele pode acompanhar a final do mundial interclubes com o fortíssimo time do Manchester United da Inglaterra. 
“Eu não morava muito perto da cidade onde seria o jogo, mas juntei a uns amigos palmeirenses e enfrentamos seis horas de trens e metrôs e chegamos ao estádio internacional de Yokohama para assistir a partida, pena que o placar foi adverso”, comenta. 
Na volta ao Brasil e a Penápolis pode acompanhar de perto a evolução do Penapolense onde consagrou-se campeão da série A3 em 2011. 
“Eu fui em quase todos os jogos da A3 e pude acompanhar de perto o acesso para a A2 que no ano seguinte nos trouxe para a elite. Chega ser um sonho quase que inimaginável, mas que tornou realidade”. 
Em 2012, Rinaldo inaugurou a loja “Bertolini Portas” que já veio estampada as cores de suas duas paixões – Palmeiras e o país. “Só quem mora fora do país sabe valorizar o quanto o Brasil é importante para nossas vidas, portanto, homenageei com o azul e o verde além de simbolizar também o país, lembrei do time de coração de toda minha família”. 
Mas ele, não abrirá mão de torcer para o Penapolense, o time de sua terra natal. “Vou torcer para o Penapolense, porque é um clube menor e que precisa muito dessa vitória, pois, o Cap nunca teve tanta chance de estar na elite e agora não pode cair”. Mas confessa: “Acho difícil o Palmeiras vir aqui e não ganhar do Penapolense”. 
TORCIDA 
Já o Analista de TI, Kleber Bogo, também é palmeirense por influência da família – seus pais torcem para o time da capital. E vê nesta partida a oportunidade de ver a equipe do coração, bem como, seus jogadores consagrados como Fernando Prass, Zé Roberto e Dudu.
“Mesmo eu sendo sócio torcedor do clube não tenho meios de acompanhar o time em seu estádio na capital. E sim, apesar de já ter ido em jogos do Palmeiras, ele  minha cidade realmente é uma emoção diferente, o time do coração enfrentando o time de sua cidade”, salienta.  
Ele que está dividido, decidirá até os minutos finais em qual torcida irá acompanhar a partida. “Ainda estou dividido, os dois clubes não estão em um bom momento, tenho o ingresso para torcida do Cap, que optei pelo pacote, na hora vamos ver o que o coração vai decidir”. 
Segundo Bogo, que trabalha em Araçatuba, o Palmeiras desembarcou no aeroporto na tarde de ontem e, ele iria acompanhar a chegada. “Amanhã (ontem) o avião do Palmeiras desembarca aqui (em Araçatuba) às 16h40, com isso, estou querendo ir pra vê se consigo uns autógrafos na minha camisa”
Quanto ao resultado? Ele espera que a partida seja um “jogão” de bola, onde saia muitos gols. “Vou torcer para quem ganhar, afinal qualquer que seja o resultado ficarei feliz, mas um empate de três a três até que não seria uma má ideia”, comenta com um grande sorriso.
Diferentemente de Rinaldo e Kleber, Douglas da Silva Santos, irá ver a partida de um ângulo especial – bem de pertinho do gramado, pois, há três anos ele é o motorista da maca móvel. 
“Poder estar na beira do campo e acompanhar de perto a partida, já vi vários ídolos, mas ver o Palmeiras em campo será fantástico. Palmeiras hoje é minha vida, é meu amor”. 
Ele que teve sua identificação com o clube alicerçada em 1999 após a magnífica campanha na Taça Libertadores da América contra o Deportivo Cali da Colômbia, não teve influência da família. ” A libertadores de 1999 é inesquecível, ali que virou paixão”. E finalizou dizendo: “Mesmo que eu trabalhe da maca do clube da minha cidade, por hoje vou torcer para o Palmeiras, pois é uma paixão de infância. Em todos os outros serei CAP, mas nesse sou Palmeiras. 

DENGUE: CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTOS

Na segunda quinzena de janeiro quando tinha apenas 91 casos “oficiais” até aquele momento, escrevi uma matéria para o Jornal Interior e nela coloquei algumas dicas que retiramos do site do Ministério da Saúde e que serve nos dias atuais. 
O que é a dengue?
A dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus (existem quatro tipos diferentes de vírus do dengue: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4), que ocorre principalmente em áreas tropicais como no município. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.

O dengue clássico se inicia de maneira súbita e pode ocorrer febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas costas. Às vezes aparecem manchas vermelhas no corpo. A febre dura cerca de cinco dias com melhora progressiva dos sintomas em 10 dias. Em alguns poucos pacientes podem ocorrer hemorragias discretas na boca, na urina ou no nariz. Raramente há complicações.
Todo mosquito Aedes aegypti pode transmitir a dengue?
Não, somente as fêmeas infectadas. O mosquito só transmite a doença se tiver contraído o vírus após ter picado uma pessoa doente.
Quanto tempo depois da picada a doença se manifesta e, consequentemente, os sintomas aparecem?
Se o mosquito estiver infectado, o período de incubação varia de 3 a 15 dias, sendo a média de 5 a 6 dias.
Quais são os sintomas da dengue?
Os sintomas mais comuns são febre, dores no corpo – principalmente nas articulações – e dor de cabeça. Também podem aparecer manchas vermelhas pelo corpo e, em alguns casos, sangramentos, como petéquias (pontos vermelhos, principalmente na pele), sangramento nasal e gengival, entre outros.
Como é feito o tratamento da dengue?
Não há tratamento específico para o paciente com dengue. O médico deve tratar os sintomas do paciente com dengue clássica, como as dores de cabeça e no corpo, com analgésicos e antitérmicos (paracetamol e dipirona). Devem ser evitados os salicilatos, como o AAS e a Aspirina, visto que seu uso pode favorecer o aparecimento de manifestações hemorrágicas. É importante também que o paciente fique em repouso e ingira bastante líquido.
Quais os cuidados para não pegar dengue?
Como é praticamente impossível eliminar o mosquito, é preciso identificar objetos que possam se transformar em criadouros do Aedes aegypti. Por exemplo, uma bacia no pátio de uma casa é um risco, porque, com o acúmulo da água da chuva, a fêmea do mosquito poderá depositar os ovos neste local. Então, uma medida eficaz seria limpar e retirar tudo aquilo que possa acumular água. Em 90% dos casos, o foco do mosquito está nas residências.
Depois de contrair a dengue, podemos pegar novamente?
Sim, podemos, mas nunca o mesmo tipo de vírus. Ou seja, a pessoa fica imune contra um tipo de vírus que provocou a doença, mas ainda poderá ser contaminada por outros tipos conhecidos do vírus da dengue, que são: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4.
O que devemos fazer ao encontrar larvas do mosquito em um recipiente?
Não devemos jogar em ralos, mas sim diretamente na terra.

ENFIM, ABERTA LICITAÇÃO DO TEATRO MUNICIPAL

Há quatro meses, as palavras da atriz Alinne Karoline “Só queremos o que é nosso de direito, nada mais nada menos”, encerrava o texto que escrevera neste blog, mas também na página 3 do Jornal Interior, intitulado “Teatro Municipal: Palco de mato alto, moradores de rua e de três cavalos”. 
Pois bem, neste final de semana, a Prefeitura de Penápolis anunciou que abriu a licitação para a contratação da empresa que continuará a reconstrução do nosso teatro. 
Na matéria, a administração municipal afirma que a obra está orçada em aproximadamente em R$ 491 mil, sendo que as propostas e documentações serão recebidos até o próximo dia 10 de março às 14h. 

Como anunciado aqui no blog, a Prefeitura de Penápolis teve que reformular um novo projeto e apresentá-lo novamente à Caixa Econômica Federal, agente financeiro do Ministério do Turismo. 
Na matéria o prefeito Célio de Oliveira salienta que o processo foi bastante difícil, mas que conseguiu a liberação da CEF para abrir a licitação pública. “Esperamos o transcorrer do processo licitatório para que sejam iniciadas as obras o mais rápido possível e para que o setor cultural da cidade volte a contar com o Teatro Municipal”, comenta o prefeito.
Este novo projeto será dividido em duas etapas, sendo que, a primeira é de infraestrutura e fundações, paredes, painéis e muros e a cobertura, orçada em cerca de R$ 120,5 mil , sendo R$ 94,8 mil de recursos provenientes de convênio com o Ministério do Turismo e R$ 25,6 de contrapartida do Município.
SEGUNDA ETAPA
Na segunda etapa, serão feitos os revestimentos de paredes, as esquadrias e a pavimentação. Além disso, será feito o forramento com isolamento acústico, a pintura, a instalação elétrica e hidráulica, com previsão de gastos de aproximadamente R$ 298,4 mil, sendo R$ 187,8 de repasse do Ministério do Turismo) e R$110,6 mil de recursos próprios da Prefeitura de Penápolis.

PREFEITURA CONFIRMA MORTE DE DUAS IDOSAS SOB SUSPEITA DE DENGUE

A Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Penápolis divulgou hoje em nota, que neste final de semana morreram duas idosas – uma de 94 anos e outra de 78 sob suspeitas de dengue, isto porque foram internadas com a sorologia positiva. 
A nota comenta ainda que procederá a investigação criteriosa dos prontuários, visando atestar com  exatidão a causa dos óbitos. “Tal conduta é necessária já que havia doenças de base, ou seja, problemas de saúde pré-existentes, o que torna essas pessoas integrantes de um grupo de risco”.
Ao todo, até o momento, são 3 mortes sob suspeita de dengue como causa determinante em Penápolis. O primeiro foi um homem de 33 anos, cujo óbito ocorreu em 05 de fevereiro
De acordo com a assessoria a investigação epidemiológica deste caso também está em andamento, tendo em vista que o mesmo apresentava doença de base.
Veja a integra da nota: 

BLOG DO FARIA ESTREIA NA REVISTA DESTAQUE

Este lindo final de semana de carnaval, é marcado pelo lançamento da Revista Destaque. Projeto editorial desenvolvido pelo Jornal Interior e a Gráfica Santo Expedito
Tive a honra de ser convidado pelo jornalista Gilson Ramos para integrar a equipe de colaboradores que a cada dois meses levará os melhores assuntos para um público qualificado. 
Vamos juntos porque o Blog do Faria produzirá durante ano muito mais conteúdo pra você.

PENAPOLENSE SE DESTACA EM MARATONA DE NEGÓCIOS DA CAMPUS PARTY

Auro Correa e Carlos Eduardo junto da equipe da Penasoft Sistema, onde o sistema começou a ser criado
Há um ano e meio, Auro Antônio Correa, de 46 anos, dono da Penasoft Sistemas, foi levar o carro de sua mulher para fazer o preventivo no auto center de seu irmão e lá percebeu que era o momento de criar uma solução “2.0” que pudesse analisar e armazenar todas as informações em nuvem – backups online. 
“Eu trabalhei muito tempo em uma montadora e desde moleque via meu irmão no auto center e daí tivemos um cliente que tinha muitos caminhões e começamos a desenvolver um sistema que fizesse todas as análises preventivas dos veículos, mas nada online. 
“Com a vinda do Carlos Eduardo que é um menino da internet e programador ´PHP – Hypertext Preprocessor´, ele resolveu topar o desafio e agora estamos criando o CarPrev”, comenta. 
O CarPrev, é um aparelho acoplado no veículo que criará um painel de projeções automáticas de preventivas veicular. O sistema enviará notificações instantânea assim que as projeção de preventiva tiverem perto ao fim, permitindo ter total controle sobre a frota, estendendo a qualidade e obtendo o conhecimento necessário do que já foi feito, bem como, do que precisará ser refeito.
“Quando temos todas as informações necessárias sobre um carro da frota de um empresa por exemplo, nós teremos condições reais de fazer uma leitura completa, facilitando a informação sobre a vida útil do seu veículo, com isso, fidelizamos nossos clientes”, comenta o empreendedor Carlos Eduardo de Oliveira Junior, de 23 anos.
Segundo ele, se um carro fica parado no trânsito por 10 minutos, mesmo estacionado fica consumindo e assim a vida útil do carro vai aumentando.
“É por isso que acreditamos, por exemplo, que a troca de óleo com 10 mil quilômetros seja uma mentira, pois, o carro pode estar com 7 mil quilômetros rodados, mas se comparado com o gasto que ele teve, a vida útil do carro já esteja em 10 mil quilômetros, isto é, saberemos informar com exatidão essas informações para o dono do automóvel”, explica. 
A princípio o CarPrev será para empresas que possuem grandes frota de caminhões e carros, mas que desejar ter um maior controle de seus veículos, entretanto, a ideia num segundo momento é de chegar ao consumidor final.
CAMPUS PARTY
Essa ideia foi apresenta pelo Carlos Eduardo na Maratona de Negócios da Campus Party Brasil que aconteceu de 3 a 8 desse mês em São Paulo. De acordo com o site do evento a maratona é para aqueles que tem uma ideia, um esboço de protótipo, um time reduzido e muita mas muita vontade de empreender. 
Durante o evento, ele participou mentorias, palestras, bate-papos, workshops, formação do Sebrae. Segundo Carlos Eduardo, que quase chegou a perder o prazo de inscrição, participou na categoria de Economia Criativa. “Entre os mais de 600 projetos enviados a Campus Party esse ano foram selecionados 125 para participar da Maratona. 
“Em dois dias tivemos que apresentar um modelo de negócio baseado no Canvas, um projeto de evolução do negócio, bem como, um protótipo, desses ficou 25 participantes, dos quais tiveram que montar um ´pitch´ de 5 minutos, onde apresentei a minha ideia final”.
Carlos Eduardo foi um dos cinco selecionados pelo júri composto por coordenadores, incubadoras, investidores e outros players de cada setor. “Tivemos feedback de pessoas importantíssimas como Gabriel Lima da 21 212, do investidor anjo Túlio Severo, que nos acompanhará em monitora pelos próximos seis meses, além de ganharmos bolsas de marketing digital na ESPM e Consultoria em Modelo de Negócios no Sebrae”.
Ele acredita que saiu da Campus Party com uma grande visibilidade para o CarPrev, sendo que um dos jurados lhe prometera colocar frente a frente com os diretores da Bradesco Seguros, com o qual futuramente os carros assegurados poderão sair o sistema acoplado.
O sentimento dele agora é de dividir a experiência vivida nos cinco dias do maior evento de tecnologia do país e sonhar num futuro bem próximo estar de volta a Campus Party só que desta vez como palestrante.
“Essa foi a primeira semente plantada, mas eu sei que de semente a semente, podemos começar a mudar essa cultura. Precisamos dar visibilidade e mostrar que existe um mundo lá fora, e a oportunidade de um jovem sair daqui e conhecer outras realidades. Devemos quebrar barreiras, seus próprios limites, pois, com certeza temos ideias, soluções, e o poder de invenção que nos faz estar conectados com o mundo. Se muitos jovens falam que moro numa cidade com 60 mil habitantes e não tenho acesso a informação, não tenho oportunidade, isso é muito relativo, o nosso intuito agora é dar o foco no empreendedorismo e mostrar que nos podemos criar soluções criativas”, finaliza.
A equipe da Penasoft Sistemas, empresa que criou o CarPrev é composta por mais três programadores além de Carlos Eduardo – Leonardo Gabriel de Carvalho Souza (19), Renan Garcia Carrareto (21), Renan Anelli Martins (22) e o Office boy Auro Antonio Correa Junior (16).

CARPREV SE DESTACA NA IMPRENSA NACIONAL

Carlos Eduardo (ao centro) junto com seu mentor Júlio Severo (a esq.) na Maratona de Negócios da Campus Party 
Após a participação do Carlos Eduardo na Maratona de Negócios da Campus Party Brasil, que rendeu o primeiro lugar na categoria Economia Criativa, a CarPrev em alguns grandes portais de notícias do país. 
No site da Agência Sebrae destacou a importância de um programa desses dentro de um dos maiores eventos de tecnologia do mundo e apresentou o perfil do jovem empreendedor que terá três meses de consultoria grátis online do Sebrae. 
Já o site InfoMoney destacou as 49 startups que se deve ficar de olho em 2015. Uma delas é a CarPrev. Que também ganhou destaque ‘Techtudo’ do G1, das Organizações Globo. Carlos Eduardo destaque a sensação de ver o trabalho reconhecido. 
“A sensação é imensa, é uma sensação de aprovação do mundo. Sensação de que você esta crescendo, esta tendo visibilidade no seu trabalho. Sensação de realização e ao mesmo tempo de conforto, por estamos no caminho certo. Uma frase que gosto muito é do escritor e arquiteto Frank Lloyd Wright: ‘Eu sei o preço do sucesso: dedicação, trabalho duro, e uma incessante devoção às coisas que você quer realmente ver acontecer’. E ver nosso trabalho em portais importantes é ver acontecer aqui que estamos nos dedicando e muito”. finaliza. 

apoie o jornalismo independente