fbpx

PITACOS #30 – FRENTE PARLAMENTAR DE JUVENTUDE

Conferência
Na quarta-feira (21), estive em São Paulo para dois importantes compromissos. O primeiro foi na Coordenadoria de Políticas da Juventude, na Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo. Lá participei de mais uma reunião da Comissão Organizadora Estadual que elabora a 3ª Conferência Estadual de Juventude. Ainda não temos datas e nem local definidos, mas, muito em breve traremos mais notícias.
Frente Parlamentar
O segundo compromisso foi à tarde na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Lá as vossas excelências deputado Caio França (PSB) e a deputada Leci Brandão (PC do B), retomaram as discussões da Frente Parlamentar de Juventude. Na oportunidade, como membro de um Conselho Municipal de Juventude e da articulação estadual do Fórum Paulista de Juventude falei da importância de se efetivar o tão sonhado Conselho Estadual de Juventude, que servirá para discutir nossas aspirações a cerca das políticas públicas de juventude que contemple toda a diversidade dos mais de 10 milhões de jovens paulistas.
Conselhos Municipais
Falei também que neste processo estão os conselhos municipais de juventude que na “ponta” dialoga e constroem juntos com os governos municipais as PPJ´s, Porém precisamos de um trabalho efetivo junto aos prefeitos e prefeitas dos 645 municípios paulistas para que criem e efetivem órgãos de juventude (sejam eles secretarias e coordenadorias de juventude); Conselhos de Juventude; e Fundos Municipais de Juventude.
FPJ
E foi na perspectiva dos Conselhos Municipais, que em 2009, surgiu e assim permanece até hoje o Fórum Paulista de Juventude, como um espaço aberto à discussão, reflexão, formação, proposição e troca de experiências entre os municípios do Estado de São Paulo e de todo país, visando à melhoria da qualidade de vida da juventude paulista.
FPJ II
O Fórum conta com diversos atores como conselheiros municipais, gestores de juventude e jovens dos movimentos sociais. Por isso afirmamos o compromisso com a construção de uma sociedade justa, solidária, democrático-participativa e que respeite as diferenças, colocando o Fórum Paulista de Juventude, a disposição da Frente Parlamentar de Juventude, pois, entendemos que é um importante espaço e quem vem somar na construção das Políticas Públicas de Juventude no Estado de São Paulo.
Festivais
E pelo segundo ano consecutivo, a Secretaria Municipal de Cultura, realiza o “Carlão Rock”, festival que surgiu para substituir o já extinto “Plis Rock”, que por sua vez nasceu para homenagear Carlos Ferreira, popular Carlão, que faleceu em 2008 e foi um dos maiores incentivadores do rock´n´ roll em Penápolis.
Carlão Rock
O “Carlão Rock” será hoje (23), na Praça Nove de Julho, a partir das 17h. Tocarão no festival três bandas de Penápolis – “Banda Don Ramon”. “ADN Rock”, com integrantes também de Campinas e a “Banda Hëllisch”. Já da cidade de Marília vem a “Banda Partido dos Poetas”.
Pethit
E para encerrar o festival sobe ao palco o cantor paulistano Thiago Pethit, que cantará os sucessos do CD ‘Rock’n’Roll Sugar Darling’, que em seu novo trabalho evoca o rock’n’roll clássico, mas provocativo, apropriando-se de sua origem marginal, afetada, sexy e debochada para chegar a canções em que guitarras rockabilly e tambores à la Bo Diddley convivem com batidas eletrônicas, elementos digitais e samples. O show é gratuito e faz parte do Circuito Cultural Paulista, uma parceria entre a Prefeitura de Penápolis e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Exposição
E começa hoje, a partir das 20h, no Museu do Sol, a exposição “Terra, Cor e Fogo”, com as artistas penapolenses Ana Franco, Celinha Trindade e Celina Passafaro. As três vão mostrar suas ideias transformadas em objetos de beleza para uso ou para contemplação. A exposição fica até 17 de dezembro.
Estudantes
Na sexta-feira passada, a Câmara Municipal de Penápolis realizou audiência pública para tratar da reorganização das escolas públicas no Estado de São Paulo. Participaram as representantes da Apeoesp Tereza Cristina e da Umesp (União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Penápolis), Larissa Gimenes. É de lamentar a ausência do dirigente regional de ensino Lucinei Aparecido Euzébio – que sequer enviou representante em seu lugar, mostrando claramente que a posição do Estado é unilateral, impositiva e truculenta. Na terça-feira, parte da Umesp foi até São Paulo protestar contra a reorganização.
Alguma sugestão, crítica ou elogio mande para ricardo@ricardofaria.com.br. E acesse: www.ricardofaria.com.br

PITACOS #27

CISA 
Na edição de ontem (10), publicamos aqui no INTERIOR uma matéria sobre o possível fechamento do CISA (Consórcio Intermunicipal de Saúde), que engloba as sete cidades da microrregião – Penápolis, Avanhandava, Barbosa, Glicério, Braúna, Alto Alegre e Luiziânia. A verdade é que a empresa pública de natureza privada criada em 1986, está mal financeiramente. São mais de 24 milhões de dívidas com INSS patronal e o FGTS não é recolhido desde setembro do ano passado. 
Fechamento
Mesmo com todo esse cenário, a diretora geral Renata Vidal afirma que não tem hipótese alguma de fechamento do CISA. Do outro lado, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Penápolis Anderson Leone, o Batata, está mobilizando servidores, vereadores e comunidade para discutir o assunto numa audiência pública que será convocada pela Câmara Municipal de Penápolis. 
Médicos
No pequeno expediente da última sessão, o vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho, ao comentar o sofrimento de uma cidadã que usara a tribuna da Câmara, disse que a empresa que atuar no Pronto Socorro Municipal contrata médicos que se “formaram ontem” e que se fosse assim era melhor não ter médico. De pronto o vereador Dr. Rodolfo rebateu a fala do parlamentar dizendo que muitos dos profissionais do Pronto Socorro fizeram residência e tem experiência para estarem ali. 
Leite de Pedra 
O prefeito Célio de Oliveira (PSD), tem dito nos últimos meses que a Administração está “tirando leite de pedra” e que se não alterasse os pagamentos de pequeno valor de 20 para 6 salários mínimos, de ações judiciais transito e julgados pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a Prefeitura de Penápolis não suportaria até o fim deste ano. 
Cargos 
Pois bem, nas últimas duas semanas, a administração municipal enviou para a Câmara de Vereadores, dois projetos que criam quatro cargos de encarregaturas – Chefia de Serviços e Licitações; Chefia de Transporte Público; Serviço do INCRA e Serviço de Inspeção e Fiscalização dos produtos de origem animal. Nos dois primeiros, 10 de 12 vereadores com direito a voto votaram contra, rejeitando assim a criação dos mesmos. Já no de Chefia do INCRA, os parlamentares foram bem claros que a prefeitura deve extinguir alguns cargos para obter êxito. No caso do Serviço de Inspeção e Fiscalização dos produtos de origem animal, a mudança será apenas de secretarias, saindo da Secretaria de Saúde e indo para o de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente. 
Mulheres
Acontece hoje, 11, a partir das 7h30, a 2ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres. Com o tema “Mais direitos, participação e poder para as Mulheres” o evento vai avaliar o que já está sendo desenvolvido e definir estratégias para avançar fortalecendo ainda mais as políticas públicas para as penapolenses. O encontro será no CEU das Artes, rua Manoel Foz, 515, na Vila Aparecida. 
Trânsito
Também hoje, 11, mas a partir das 19h30, a Câmara Municipal de Penápolis realiza a audiência pública sobre a municipalização do trânsito. 
Serão discutidos entre outros assuntos: os benefícios da municipalização, criação da Junta Administrativa de Recursos e Infrações, a estruturação administrativa, as obras de engenharia, a ordenação do fluxo de veículos e pedestres, sinalização, regulamentação de estacionamentos e programas de educação, preparação técnica, adequação legal do município às normas e leis do trânsito.
Ministérios
E não é que os possíveis cortes de ministérios no governo federal está dando o que falar? A presidente Dilma Rousseff determinou que houve diminuição de apenas 10 dos 39 ministérios existentes. Mas o Ministro de Planejamento, Nelson Barbosa sugeriu o corte de 15 pastas. Entre as possíveis mudanças está a incorporação do Desenvolvimento Agrário à Agricultura ou ao Desenvolvimento Social, e a extinção do Turismo. 
Cultura 
Nesta mudança, o MinC (Ministério da Cultura) poderia voltar a integrar o Ministério da Educação. Entidade que militam na área cultura já se mobilizam contra esse possível retrocesso. É inadmissível que o MinC desapareça, pois é o único espaço oficial possível da disputa do pensamento, da reflexão e do simbólico no governo federal. #MinCResiste
Abandono
Fechar o MinC hoje seria abandonar a cultura tradicional indígena, quilombola, dos povos de terreiro, de matrizes africanas, do Circo – que apenas nos últimos 10 anos conseguiram alguma representação junto aos poderes públicos. Seria abandonar os artistas, fazedores e pesquisadores de Teatro, Dança, Artes Visuais, Cinema, Hip Hop, além de todas as linguagens embrionárias advindas da relação contemporânea entre tecnologia e Arte. Seria abandonar a construção cotidiana da subjetividade dos brasileiros.
Exposição
Está aberta à visitação gratuita a exposição “Uma ideia sustentável”, instalada no Museu do Sol. A exposição conta com cerca de 60 trabalhos artísticos criados pelos alunos do Ateliê do Museu do Sol. São obras desenvolvidas ao longo do primeiro semestre, cuja temática abordada foi a sustentabilidade do planeta e o reaproveitamento de materiais. A exposição é aberta ao público e pode ser apreciada de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, na Avenida Rui Barbosa, 798, centro.
ricardo@ricardofaria.com.br | www.ricardofaria.com.br 

apoie o jornalismo independente