fbpx

PENÁPOLIS REGISTRA PRIMEIRO CASO DE MENINGITE BACTERIANA

A Prefeitura de Penápolis através de sua assessoria de comunicação enviou nota a imprensa informando o aumento no número dos casos de meningite no município. De acordo com Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio do SVE (Serviço de Vigilância Epidemiológica), há 12 casos confirmados, sendo que, a maioria é compatível com o diagnóstico de meningite viral. 
Entretanto, foi confirmado o primeiro caso de meningite bacteriana, sendo que o paciente segue internado e com boa evolução. Ainda existem cinco pacientes aguardando resultados de exames, que estão sendo feitos no Laboratório Adolpho Lutz, em Araçatuba. 
BACTERIANA 
A assessoria informa que no primeiro caso de meningite bacteriana foi descartada a meningite meningocócica, que é o tipo mais grave da doença. E por se tratar de meningite por meningococo, não há necessidade de bloqueio e ou interdição de ambientes como as escolas, conforme prevê protocolos da Secretaria de Estado da saúde. Segundo o SVE a maioria dos pacientes já teve alta e voltou a exercer suas atividades normalmente. 
SINTOMAS
Os sinais e sintomas de meningite podem surgir repentinamente: febre, dor da cabeça, rigidez ou dor no pescoço, náuseas e vômitos. Mudanças de comportamento como confusão, sonolência e dificuldade para acordar podem ser sintomas importantes. Em bebês, os sintomas podem ser febre, irritação, cansaço e falta de apetite. Sempre que alguém apresentar esses sintomas, deve procurar imediatamente uma unidade de saúde e iniciar o tratamento o mais rápido possível.
PREVENÇÃO
O Serviço de Vigilância Epidemiológica orienta que as medidas de prevenção são baseadas principalmente em higiene e limpeza, além da importância de manter ambientes arejados. São medidas preventivas:
  • Higiene pessoal: lavar as mãos por diversas vezes (antes de se alimentar, após usar o banheiro, depois de espirrar e tossir); utilizar preferencialmente toalhas descartáveis para enxugar as mãos;
  • Higiene Ambiental: manter os ambientes limpos e arejados, lavar banheiros com solução clorada duas vezes ao dia, evitar o uso de ar condicionado;
  • Higiene dos alimentos: lavar e desinfetar alimentos como frutas e verduras;
  • Higiene de utensílios e equipamentos: evitar o uso de bebedouro coletivo à pressão, utilizar copos descartáveis, desinfetar filtros e bebedouros com solução clorada, utensílios de uso individual como escovas, chupetas, mamadeira e mordedores devem ser separados.

SURTO DE MENINGITE VIRAL EM PENÁPOLIS

Como já não bastasse os mais de 3.500 casos de dengue (isto é os dados divulgados pela Prefeitura de Penápolis), a Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio do Serviço de Vigilância Epidemiológica, divulgou na tarde de hoje o aumento no número de casos de meningite viral. 
De acordo com a assessoria de comunicação da administração municipal, desde o início deste ano, foram registrados 11 casos de meningite viral, sendo um caso no mês de janeiro e 10 casos no último mês, dos quais são crianças com idade entre dois a 11 anos. O que classifica até o momento como um surto de meningite viral. 
A nota explica ainda que até o momento estes casos foram diagnosticados como meningite viral que tende a ter cura na maioria dos casos. Sendo menos grave do que a meningite bacteriana.
A meningite viral é uma infecção causada por vírus que atinge a membrana que envolve a medula espinhal e o cérebro. É causada pelo enterovírus que se encontram na garganta e fezes das pessoas infectadas. O período decorrido entre a exposição ao enterovírus e o aparecimento dos sintomas é de 7 a 14 dias em média.
A meningite tem como sintomas: febre de início repentino, dor de cabeça, vômitos, rigidez de nuca ou dor no pescoço, sonolência importante e ou irritação, confusão. Em recém-nascidos e lactentes, os únicos sinais e sintomas de meningite podem ser febre, irritação, cansaço e falta de apetite. 
Conheça as principais medidas de prevenção da meningite
  • Limpeza e higiene são os fatores principais para a prevenção da doença;
  • Lavar as mãos com água e sabão. Para uso coletivo o sabão deve ser preferencialmente líquido. Ao secar as mãos, prefira toalhas descartáveis a toalhas de tecido;
  • Manter os ambientes sempre limpos e arejados e evitar o uso de ar condicionado;
  • Lavar os banheiros no mínimo 2x por dia, com solução clorada;
  • Lavar e desinfetar os alimentos, como frutas e verduras, com solução clorada;
  • Evitar o uso de bebedouros coletivos à pressão.

Com informações da Secretaria de 
Comunicação da Prefeitura de Penápolis

apoie o jornalismo independente