fbpx

Que ano hein!?

Lembro-me exatamente onde eu estava na virada de ano. Naquele momento, com minha família, imaginávamos que seria um ano incrível.

Mas, a partir de março, tudo mudou. A pandemia do novo coronavirus – o Covid-19, chegou e nos três primeiros meses ficamos isolados em casa.

Depois, quando demos conta que a pandemia não iria passar, tentamos voltar ao novo normal, com todo o cuidado possível. Contudo, atitudes que minimizavam a doença que matou mais de 180 mil brasileiros, fizeram com que parte da população aceitassem que estava tudo bem. E definitivamente não está!

Naquele momento, me tiraram do ar no rádio, por expressar a minha opinião contrária com a “marolinha” que estava por vir. E aqui no blog comecei a relatar todas as omissões da gestão Célio e Feltrin com relação ao coronavirus, que culminou com a prisão do então secretário de saúde, Wilson Carlos Braz, o “coroner”.

Na sequência, enfrentamos uma eleição de Davi contra Golias. Enquanto estávamos tentando uma cadeira no poder legislativo, pessoas de todos os lados, estavam trabalhando muito para que eu não entrasse na política institucional. E conseguiram. Mas, também consegui ajudar a tirar o atual grupo que usou e abusou de ações de corrupção.

Mesmo que não reconheçam o meu papel, sei que contribui e muito para tirar esse grupo da prefeitura. Entretanto, continuarei aqui, nesta página, apresentando todos os fatos necessários para trazer a verdade para todos os penapolenses. Independente de quem estiver no governo. Meu papel é ficar de olho e assim eu farei.

Mas hoje, queria agradecer você por estar comigo em todos os momentos e compartilhar comigo todos os desafios que enfrentei. Você foi incrível e sem você nada disso teria sido possível.

E no próximo dois anos, teremos diversos novidades por aqui – que com certeza deixará você surpreso -; Espero continuar contando com você. Posso contar?

Penápolis receberá 3 respiradores do Governo de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo anunciou no início da tarde dessa terça-feira (14), que enviará à Penápolis, três respiradores para os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Centro de Referência do Covid-19. A informação foi dada pelo Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, durante a coletiva de imprensa da Secretaria de Saúde e do Comitê de Contingência do Coronavírus.

Segundo o governo, nesta semana, São Paulo irá distribuir mais 179 respiradores para hospitais de 45 cidades localizadas no interior e na Grande São Paulo, permitindo a abertura de novos leitos de UTI e, assim, garantindo atendimento a casos graves provocados pelo novo coronavírus.

“O total de respiradores colocados nos municípios no estado de São Paulo já supera os 2.500, o que possibilitou mais do que dobrar a nossa capacidade hospitalar de leitos de UTI”, afirmou Marco Vinholi, Secretário de Desenvolvimento Regional.

A região de Araçatuba contará com mais 14 equipamentos. As Santas Casas de Araçatuba e Birigui receberão cinco cada; outros três vão para o Hospital de Campanha de Penápolis e um para a Santa Casa de Pereira Barreto.

O Governo explica ainda que a distribuição é técnica e feita para locais com maior demanda de internações por COVID-19 e estrutura para novos leitos, permitindo ampliação da capacidade de atendimento da rede pública de saúde.

Para enfrentamento à pandemia, o estado de São Paulo dobrou o número de leitos de terapia intensiva no SUS, ultrapassando 8 mil leitos do tipo. Com a chegada de mais respiradores, a rede segue em franca expansão.

CIDADES BENEFICIADAS

A destinação será feita a serviços localizados em dez Departamentos Regionais de Saúde (DRSs). À região de Campinas, serão 11 equipamentos, sendo 5 para o Hospital de Campanha de Sumaré, 4 para a Santa Casa de Valinhos e 2 para a Prefeitura de Monte Alegre. No Hospital Regional de Piracicaba, 12 respiradores permitirão a abertura de 12 novos leitos de UTI.

A região de Sorocaba receberá 25 ventiladores pulmonares para fortalecimento da rede hospitalar, sendo nove para Unidades de Pronto Atendimento do município de Sorocaba, 11 para o Hospital e Maternidade Municipal de Salto, 3 à Prefeitura de Itaberá e 2 para a Santa Casa de Cerquilho.

Para o Vale do Paraíba serão 50 respiradores, no total. O Hospital de Campanha de Caraguatatuba e as Santas Casas de Cruzeiro e de Lorena receberão dez unidades cada, e também contarão com o reforço as Santas Casas de Aparecida (7), Guaratinguetá (6) e o Hospital Frei Galvão, também em Guaratinguetá.

Juntas, Marília e Bauru receberão oito equipamentos para os hospitais Santa Luzia de Duartina (2), Prefeitura de Piraju (3) e as Santas Casa de Pompeia (2) e Parapuã (1).

Ainda no interior, a Santa Casa de Barretos contará com dez respiradores e outro equipamento será enviado ao Pronto-Socorro de Gavião Peixoto, localizado na região de Araraquara.

Para a região de São José de Rio Preto, irão mais 38 ventiladores, sendo 17 para hospitais municipais e 21 para hospitais filantrópicos. Na cidade homônima, o destino dos aparelhos será a Santa Casa de São José do Rio Preto (2), os Pronto-Socorros Vila Toninho (2) e Santo Antonio (2), e as UPAs Tangará Estoril (2), Jaguaré (2) e Região Norte (2). Outros serviços regionais contemplados são as Santas Casas de Novo Horizonte (4), Aparecida D’Oeste (1), Estrela D’Oeste (1), Ibirá (1), José Bonifácio (1), Nova Granada (1), Palmeira D’Oeste (1), Riolândia (1), Tanabi (1), Indiaporã (1). Também receberão respiradores o Pronto Atendimento Fortunata Pozobom, de Votuporanga (2); Hospital São José, de Itajobi (1), Hospital Nossa Senhora Divina Providência de Jaci (1), UPA de Mirassol (3), Hospital São Domingos de Nhandeara (1), Hospital João Veloso de Ouroeste (1); Hospital Assistencial de Potirendaba (1), Pronto Atendimento de Sales (1), Hospital Maria Vale Pereira de Tabapuã (1) e Hospital São Lourenço de Urupês (1).

Na Grande São Paulo, dez equipamentos serão instalados no Centro Especializado em Reabilitação Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, e dois na Santa Casa de Pompeia. “O estado já recebeu até aqui 3.345 respiradores, parte deles por meio de doação. Seguimos ampliando a liberação de respiradores para todo o estado, fortalecendo a rede assistencial”, afirmou o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano. (Com informações do Governo do Estado de São Paulo).

Gabinete de Rodrigo Garcia diz que se necessário irá disponibilizar leitos para Penápolis

O gabinete do vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou na tarde dessa quinta-feira (16), que se necessário poderá disponibilizar os leitos hospitalares para o município de Penápolis. A resposta foi obtida com exclusividade pelo Blog do Faria.

De acordo com o governo, o gabinete do vice-governador e a Secretaria de Desenvolvimento Regional receberam a demanda da Prefeitura de Penápolis. Diferente da Secretaria de Saúde do Estado que afirmou nesta terça-feira (14), que a administração municipal não havia enviado o Plano de Trabalho com os custos operacionais para a implantação do Centro de Referência do Covid-19.

Ainda de acordo com o gabinete, os novos leitos para tratamento de indivíduos com sintomas de Covid-19 constam no Plano de Contingência Regional da Diretoria Regional de Saúde de Araçatuba. “Se necessário, poderemos sim vir a disponibilizar tais leitos hospitalares em Penápolis, a possibilidade consta do referido Plano”, salienta a nota.

PLANO

De acordo com o governo estadual, o Plano de Contingência para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 visa contribuir para a otimização dos recursos disponíveis e ampliar a capacidade de atendimento mediante ações de saúde voltadas à identificação, notificação e manejo oportuno de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus, bem como a prevenção e atenção ao paciente de forma compartilhada entre gestores de instituições públicas municipais e estaduais e prestadores de serviços de saúde.

LEITOS

O que o Blog do Faria apurou é que o Plano de Contingência Regional da Diretoria Regional de Saúde de Araçatuba (DRS II) traz, entre outras informações, os números de casos registrados, bem como, as suas projeções e os números de leitos disponíveis atualmente, os números de leitos para o funcionamento para habitação imediata, bem como, aqueles que estão em fase de estruturação, para funcionamento e habilitação posterior – que são os casos dos atuais 30 leitos, sendo 10 de UTI e 20 de enfermaria.

De acordo com a relação de unidades hospitalares e quantitativo de leitos clínicos e de UTI existentes e para ampliação, contido na deliberação 26 da Comissão Integestores Bipartite (CIB), da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, a Santa Casa de Penápolis possui 74 leitos clínicos, sendo 52 do SUS (Sistema Único de Saúde), podendo ampliar em mais 31 leitos.

Já nos leitos de UTI Adulto, o hospital possuía 8 leitos, todos do SUS e foi ampliado em mais dois recentemente, totalizando 10 leitos de UTI. Além disso, conta no documento, a ampliação de 10 novos leitos, contudo requer equipamento ou Recursos Humanos.

Polícia Seccional envia à Prefeitura documentos que comprovam fraudes em setor de ambulância

A Polícia Seccional de Araçatuba enviou, no início do ano, ofício endereçado ao Prefeito Célio de Oliveira (sem partido), informando que durante as investigações, ainda em andamento, foi detectado que ao menos três motoristas da Secretaria Municipal de Saúde utilizaram documentos falsos para instruir o relatório de viagens.

No documento, obtido com exclusividade pelo Blog do Faria, o delegado de polícia, Dr. Alessander Lopes Dias, entende que o ato praticado pelos servidores foi locupletação de dinheiro público. Além disso, enviou cópias dos documentos para as devidas apurações administrativas.

Segundo o que foi apurado, durante as investigações da polícia, os hotéis utilizados pelos servidores nas cidades de Botucatu e Taquaritinga, não confirmaram a veracidade das notas apresentadas pelos motoristas, bem como, afirmaram que os mesmos não constavam nas listas de hospedes dos estabelecimentos.

Após o recebimento do ofício enviado pelo delegado, o prefeito Célio de Oliveira teria ordenado a transferência de um dos motoristas para o Pronto Socorro Municipal – atualmente gerenciado pela OSs AHBB.

Além disso, teria determinado o pagamento do adicional de 20% no salário referente ao art. 20 da Lei 111/91, acrescido de 1/3 do salário para horas de sobreaviso e mais plantão de 12 horas dentro das 36 horas trabalhadas. Já os outros dois motoristas estariam descontando horas.

O Blog do Faria apurou ainda que a Comissão de Sindicância só foi instalada no último dia 27 de janeiro.

OUTRO LADO

No início da tarde dessa segunda-feira (3), o Blog do Faria procurou o prefeito Célio de Oliveira para comentar o assunto, mas, o mesmo indicou o secretário de administração, Rodolfo Valente Araújo para responder os questionamentos.

O secretário de administração confirmou que a Prefeitura de Penápolis recebeu o ofício da seccional e colocaram os três servidores a par da situação. Informou ainda que os motoristas foram transferidos para outros setores que não tenham a obrigatoriedade de mexer com dinheiro.

De acordo com o Rodolfo, um dos motoristas foi mesmo para o Pronto Socorro. Um segundo voltou a exercer hoje as funções de motorista, indo para a Cozinha Piloto. E um terceiro está com atestado médico, mas, já solicitou demissão do quadro da Prefeitura.

Com relação ao processo administrativo, disse que foi aberto logo após o recebimento do ofício da polícia seccional.

Justiça revoga liminar que obrigava Prefeitura e Rumo a instalar cancelas eletrônicas

A Justiça de Penápolis revogou liminar que obrigava num prazo de 45 dias, com a conclusão das obras em, no máximo, 90 dias, a Prefeitura de Penápolis e a empresa Rumo de instalar cancelas eletrônicas nas passagens de nível do município. A decisão foi publicada na última quinta-feira (5) e ainda cabe recurso.

Ainda na sentença da juíza da 3ª vara de Penápolis, Jéssica Pedro, julgou improcedente ação do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), que pedia a colocação de cancelas eletrônicas.

“Observando a referida legislação – que dispõe sobre o sistema de segurança – verifica-se que a norma prevê que, nos cruzamentos de linhas férreas com vias públicas, a regra, como bem asseverado pelo Ministério Público, é a passagem em plano inferior ou superior, mediante a construção autorizada de túneis ou viadutos”, destacou.

A juíza disse ainda que, diante do panorama legislativo atual, não existem especificações técnicas expedidas ou recomendadas que garantam a plena segurança, desde que estas sejam de forma suficiente.

“Assim fez o município de Penápolis: em todos os cruzamentos de vias, há prova documental de que, a exceção das cancelas, vale-se de conjunto de sinais luminosos e campainhas, além de placas nas passagens em nível que cruzam a zona urbana, locais de intenso tráfego de veículos e pedestres”, ressaltou.

Pedro comentou ainda que o Ministério Público não conseguiu demonstrar que há falhas no fornecimento de plena segurança no tráfego ferroviário. “Os danos alegados são de ordem hipotética, inclusive porque não se pleiteou por prova pericial nesse sentido, não se pode impor a instalação de ‘cancelas manuais ou automáticas’, sem que a lei ou regulamento imponha tal obrigação de segurança”, salientou.

E completou: “As provas produzidas pela municipalidade comprovam situação oposta, de que as medidas adotadas são suficientes para garantia da ordem de tráfego”, concluiu.

Os locais indicados foram a Avenida João Antônio de Castilho, ruas Amazonas, Dr. Ramalho Franco, Irmãos Chrisóstomo de Oliveira e Giácomo Paro.

CONTEXTO

No início de maio, a Justiça de Penápolis determinou que a Prefeitura Municipal e a Rumo Malha Paulista – empresa responsável pela exploração da linha férrea no município – fizesse a instalação imediata de cancelas eletrônicas nas passagens de nível nas ruas da cidade que cortam a linha férrea.

A tutela antecipada de urgência foi pedida pelo Ministério Público através do promotor Fernando César Burghetti e acatada pelo juiz da 3ª Vara local, Luciano Brunetto Beltran.

Na época, o juiz considerou que havia elementos que evidenciam a probabilidade do direito e o perigo de dano ou risco, decidindo por deferir a tutela pedida pelo MP. Entretanto, o juiz deixou de fixar a multa diária como também havia sido pedido.

O pedido era para que instale dispositivos de sinalização do tipo barreira basculante motorizada – cancelas -, em conjunto com sinais luminosos e campainhas, além da sinalização por placas, nas passagens em nível que cruzam a zona urbana deste município.

Os locais indicados para tal medida são a Avenida João Antônio de Castilho, a Rua Amazonas, Dr. Ramalho Franco, Irmãos Chrisóstomo de Oliveira e Giácomo Paro, todas as vias com cruzamento com a linha férrea.

VEJA TAMBÉM:

TJ-SP nega recursos e Prefeitura e Rumo terão de instalar cancelas eletrônicas

TJ-SP suspende decisão que obriga Prefeitura e Rumo a instalar cancelas eletrônicas

Sala de vacinação da Macro II amanhece fechada; Prefeitura não responde questionamentos

A sala de vacinação da Macro II, localizada no centro da cidade, amanheceu fechada nesta segunda-feira (18). O Blog do Faria procurou a Prefeitura de Penápolis, através da Secretaria de Comunicação, mas, até o fechamento dessa matéria, o secretário Denílson Leal não havia respondido os questionamentos.

Diversas mães procuraram o blog para reclamar da situação, pois, algumas delas saíram cedo de casa com a expectativa de vacinarem seus filhos. Contudo, encontraram a porta fechada e com os dizeres “Segunda-feira 18/11 a sala de vacina estará fechada”.

As mães comentaram ainda que após a saída de uma enfermeira que solicitou ingresso no Programa de Demissão Voluntária (PDV), o atendimento desandou. O que o blog pode apurou é que uma servidora estaria doente e que outra foi remanejada para o Pronto Socorro Municipal, mas, sem confirmação do executivo municipal.

Secretário de Logística e Transportes visita Penápolis

O Secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, visitou na manhã desse sábado (26), a cidade de Penápolis. A visita foi acompanhada do ex-vereador e atual Coordenador de Políticas Públicas do Sebrae, Caíque Rossi.

Na oportunidade, conheceu as instalações do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), localizada na Estrada Irmãos Buranello, bem como, do Aeroporto Estadual “Dr. Ramalho Franco”.

À imprensa, João Octaviano comentou sobre a possível cessão da área da antiga usina de asfalto do DER, para que a Funepe (Fundação Educacional de Penápolis), possa implantar o Hospital do Câncer.

“Primeiro é um pleito da maior importância, da maior relevância social. A Funepe nos procurou com este projeto e é um projeto que faz todo sentido. Depois fizemos uma reunião com o Caíque (Rossi) que detalhou melhor ainda a necessidade de Penápolis e região e do próprio projeto da Funepe”.

E continua: “[…] o terreno realmente, estive vendo lá, é bastante grande, consegue atender se não toda a demanda, mas boa parte da demanda desse projeto”, explica.

O secretário disse ainda, que após sanar as questões burocráticas, irá apresentar o projeto ao governador João Dória (PSDB). “Nós temos agora um enfrentamento de questões jurídico-administrativo. Foi demandado a Funepe um conjunto de documentos. O DER está analisando esses documentos e eu creio que não havendo nenhum impedimento de ordem legal em relação à documentação apresentada, isso pode ter um bom desfecho que é a cessão da área, para que haja ali, a implantação do Hospital do Câncer, tão necessário e tão importante não só para a região, mas para todo mundo que sofre dessa doença e que precisa de apoio de alta qualidade”, salienta.

“E não havendo nenhum impedimento, vamos levar isso o governador João Dória, claro, para que haja aprovação desse projeto e tenho certeza que o governador com o censo social que ele tem, com a visão de investimento na área de saúde, esse conjunto aqui vai se comportar um conjunto de Saúde do Estado”, complementa.

AEROPORTO

O secretário João Octaviano explicou que, no início do ano, recebeu orientação do governador João Dória para que privatizasse todas as atividades da secretaria – que pudesse ter melhor desempenho – nas mãos na iniciativa privada.

“Os aeroportos fazem parte desse grupo. O estado tem hoje 22 aeroportos. E o de Penápolis é um deles. Foi contratada uma empresa, a IOS que é uma empresa que foi selecionada junto com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e eles estão terminando um relatório, nos entregam agora até o final desse mês, com uma análise de todos os 22 aeroportos. Ele tem um estudo dentro dessa estrutura complementarmente até a ação do próprio aeroporto de Araçatuba”, diz.

Durante a visita, constatou que o aeroporto de Penápolis teria vocação para receber mais voos executivos. “Então hoje nós fomos ver, com a equipe do aeroporto Penápolis as condições da pista. Conversei bastante com o presidente do Aeroclube aqui de Penápolis, para entender inclusive o tipo de uso para o aeroporto tem. O Tertuliano que é o nosso administrador do aeroporto me disse que média você chega até cinco voos por dia circulando aqui. É um número importante para a região, ele tem um papel regional e está sendo contemplado nesse estudo”.

E completa: “Eu ainda não tenho o resultado do estudo. Nós vamos tornar público esse resultado. E aí nós discutir com uma iniciativa privada através dos mecanismos que temos para chamar esses investimentos privados para o aeroporto e ver qual é que é o melhor modelo para a melhor performance para ele. Mas é um bom aeroporto, uma pista que tem uma boa capacidade de 1.500 metros por 30 de largura, ela é uma pista que tem aí uma capacidade atrativa para um determinado segmento de aviação regional, nós estamos trabalhando em cima disso”, finaliza.

Após as vistorias, o secretário de logística e transportes almoçou com políticos e empresários penapolenses na casa do ex-vereador Caíque Rossi.

Justiça concede novo prazo para acordo sobre aluguel prédio que abrigaria AME

A Justiça de Penápolis concedeu mais 105 dias para que a Prefeitura de Penápolis e a empresa Valente e Filhos Locação Ltda, entrem em acordo amigável para rescindir o contrato de aluguel de prédio hospitalar que abrigaria o Ambulatório Médico de Especialidades (AME). A prorrogação vai até dia 31 de janeiro de 2020.

A decisão foi proferida na tarde dessa sexta-feira (18), pelo juiz da 1ª vara do Fórum de Penápolis, Dr. Marcelo Yukio Misaka e prevê que os prazos legais para apresentação de contestações voltam a correr no mesmo dia.

O pedido para que prorrogasse as negociações foi assinado pelo procurador do município, José Carlos Borges de Camargo e o advogado da empresa, Adilson Peres Eccheli, na manhã dessa sexta-feira.

INQUÉRITO

O Blog do Faria obteve informação com exclusividade que as partes aguardam um inquérito civil da Promotoria de Justiça de Penápolis, instaurada no julho desse ano, para que possam concluir as negociações.

Segundo consta, a tendência é que o Ministério Público arquive o procedimento de investigação – por ter comprovado a lisura do processo de contratação do prédio que abrigaria a unidade do AME em Penápolis. Mas sem data para acontecer.

POSSE

Desde julho, a empresa Valente e Filhos Locação Ltda, voltou a ter posse direta do prédio hospitalar que abrigaria a unidade do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), em Penápolis.

A informação está no primeiro pedido de suspensão do processo assinado pela Prefeitura de Penápolis e a empresa Valente e Filhos Locação Ltda. “Por oportuno, convencionam, outrossim, que a Ré VALENTE & FILHOS passará, a partir dessa data, a exercer a posse direta do imóvel objeto desta lide”.

AÇÃO

Em abril, a Prefeitura de Penápolis entrou com ação judicial contra a empresa Valente e Filhos Locação Ltda – EPP solicitando a rescisão do contrato de aluguel do prédio hospitalar que abrigaria a unidade do Ambulatório Médico de Especialidades – o AME Cirúrgico.

De acordo com a inicial – que o Blog do Faria obteve acesso com exclusividade – a administração municipal salienta ter sido obrigado a alugar o prédio e colocá-lo à disposição, após exigências da Secretaria de Saúde, do Governo do Estado de São Paulo.

“Todavia, após a posse do novo Governo Estadual, em janeiro de 2019, o Município Requerente tomou conhecimento, através de audiência com o Sr. Secretário do Estado da Saúde, que o AME só seria instalado em Penápolis, a partir de 2020, por falta de previsão orçamentária”, explica o governo na ação.

Na ação assinada pelos procuradores José Carlos Borges de Camargo e Amabel Cristina Dezanetti dos Santos, a Prefeitura explica que solicitou a empresa Valente e Filhos Locação Ltda, via notificação extrajudicial a suspensão do contrato com efeito retroativo a 1º de março, até que fosse autorizada a instalação do AME em Penápolis, pela Secretaria Estadual da Saúde do Estado de São Paulo.

Disse ainda que apesar de não existir cláusula contratual expressa com relação à suspensão, ficou explícito a destinação do prédio exclusivamente à instalação do AME.

A Prefeitura de Penápolis lembrou ainda que a empresa – em contra notificação extrajudicial – não concordou com a suspensão do contrato, salientando que a posse do imóvel já teria sido transmitida ao Município de Penápolis, no dia 15 de janeiro, após a desocupação da antiga locatária – a Unimed de Penápolis – havendo inclusive os pagamentos dos aluguéis dos meses de janeiro/2019 (proporcional) e fevereiro/2019, bem como, a colocação de faixas na fachada do imóvel, informando a futura instalação do AME em Penápolis.

Nos últimos 12 meses, Penápolis acumula saldo negativo na geração de empregos

Penápolis perdeu 256 vagas de emprego com carteira assinada, no acumulado dos últimos 12 meses. O resultado é o saldo, ou seja, a diferença entre contratações e demissões. Entre setembro de 2018 e setembro de 2019, foram 5.166 contratações e 5.422 demissões.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados hoje pelo Ministério da Economia.

No agregado do ano, o país registrou a criação de 191 vagas com carteira. Já no mês de setembro passado, o saldo também positivo, porém, com apenas quatro vagas criadas.

SETORES

Segundo o ministério, os resultados foram negativos em quatro setores econômicos nos últimos 12 meses e positivo em um setor. Registraram criação de vagas:

Indústria da Transformação (-238)
Administração Pública (-113).
Comércio (-23)
Construção Civil (-17)

O único setor com resultado positivo foi o de Serviços (+67 vagas).

OCUPAÇÕES

Ainda de acordo com o ministério, entre as ocupações que mais demitiram nos últimos 12 meses foram:

Alimentador de Linha de Produção (-90);
Descarnador de Couros e Peles, à Máquina (-34);
Trabalhador Agropecuário em Geral (-34) e;
Inspetor de Qualidade (-27).

Já entre as ocupações que mais contrataram estão:

Operador de Colheitadeira (41)
Tratorista Agrícola (35)
Axiliar Geral de Conservação de Vias Permanentes (24) e;
Professor de Ensino Superior na Área de Orientação Educacional (23)

Cinco candidatos são eleitos ao Conselho Tutelar de Penápolis

As candidatas Aline Rahal (1.208) e Vânia Santino (801) e os candidatos Paulo Quintana (797), Jhonatan Milla (778) e João “Jaó” dos Santos (609), foram eleitos neste domingo (6), ao Conselho Tutelar de Penápolis. A posse para o quadriênio 2020/2023 será em janeiro do ano que vem.

A votação ocorreu das 8h às 17h na escola estadual Augusto Pereira de Moraes, e quase quatro mil eleitores votaram; na eleição passada, foram 2,9 mil, um aumento de 37%. Já a apuração começou por volta das 17h30 no ginásio de esportes, Antônio de Castilho Braga, o Gigantão Azul. O resultado final foi divulgado por volta das 23h15.

Os suplentes são: Ruth Pereira Dias (598); Mi Nakamura (582); Sabrina Brandão Torrezan (555); Roberto Bastos (484) e Sidney Psicólogo (482). Ao todo, 32 candidatos concorreram a cinco vagas.

Confira o voto de cada candidato ao Conselho Tutelar de Penápolis:

— Aline Rahal – 1.208

— Vânia Brito Santino – 801

— Paulo Quintana – 797

— Jhonatan Milla – 778

— João Jaó – 609

— Ruth Pereira Dias – 598

— Mi Nakamura – 582

— Sabrina Brandão Torrezan – 555

— Roberto Bastos – 484

— Sidney Psicólogo – 482

— Zilson Papai Noel – 476

— Iolanda Bachiegga – 454

— Cris da Perfumaria – 442

— Tony Carlos – 390

— Diogo Corassa – 329

— Vanessa Pacanaro – 323

— Pastora Joelma – 302

— Professora Tamiris – 270

— Maíza Moreira – 270

— Sueli da Utilaço – 269

— Elisângela Crivelari – 263

— Maiara Fermiano – 254

— Tereza Rodrigues – 243

— Nathália Foizer – 232

— Larissa Azadinho – 217

— Micaele Augusto – 203

— Sueli da Creche – 160

— Laiza Casula – 117

— Dani Ribeiro – 111

— Tomie Shinkai – 86

— Professora Luciana – 84

— Flaviana Castilho – 73

— Fabrício Tales – 61

(com informações do Jornal Interior | Foto: Ivan Ambrósio)

Após 99 horas de espera, jovem consegue vaga em hospital especializado

A espera acabou! Após aguardar por 99 horas, por uma vaga de internação em um hospital especializado, pai e filho, enfim, poderão ter o atendimento necessário. O jovem será internado no Hospital Espírita João Marchesi, em Penápolis.

Desde a última segunda-feira, às 7h15, o mecânico Aparecido Alves de Araújo, aguardava no Pronto Socorro Municipal, por uma vaga para internar seu filho de 22 anos – que foi diagnosticado com esquizofrenia.

De acordo com relato do pai, na sexta-feira (13), após sofrer um surto psicótico, o filho foi medicado no PS e orientado a voltar somente na segunda-feira (16), para incluí-lo na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) – sistema que gerencia a abertura de vagas no Sistema Único de Saúde (SUS).

Porém, desde então aguardava com o filho em uma sala – sem ar condicionado ou ventilador – por uma vaga. Aparecido inclusive procurou na tarde dessa quarta-feira (18), o Ministério Público do Estado de São Paulo para relatar a situação.

apoie o jornalismo independente